Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Quando a rescisão indireta pode ser utilizada pelo empregado

Quando a rescisão indireta pode ser utilizada pelo empregado

12/08/2018 Divulgação

Conheça onze situações que o empregado pode "demitir" o patrão.

Constantemente os trabalhadores se encontram em uma situação complexa, na qual não querem pedir demissão, pois perderão seus direitos, mas se encontram em situações que não lhe são satisfatórias de trabalho.

Exemplos não faltam, como casos de serem obrigados a realizarem trabalhos que não condizem com sua contratação. Nesses e em outros casos uma alternativa para o trabalhador é a rescisão indireta.

A rescisão indireta é a falta de cumprimento das obrigações do empregador ou da empresa. É comum ouvir empregados que eventualmente pedem demissão, por conta de constantes descumprimentos de obrigações ou abusos do seu empregador, contudo esses é um erro.

A “rescisão indireta” está prevista no artigo 483 da Consolidação das Leis do Trabalho, que pode ser utilizado pelo empregado, quando o empregador não cumpre sua parte no trato da relação trabalhista. Nesse caso deve ser solicitada em reclamação trabalhista, e ao demonstrar que a empresa não cumpre suas obrigações a justiça decreta o término da relação trabalhista como dispensa sem justa causa por culpa da empresa.

Quando o empregado comprova que está sendo vitimado pela empresa que não está cumprindo suas obrigações, não perderá seus direitos trabalhistas, tendo direito ao recebimento do saldo existente no FGTS, ao eventual seguro desemprego e as demais verbas relacionadas a demissão sem justa causa.

Exemplos que caracterizam o descumprimento das obrigações do contrato de trabalho são:

- Atrasar salário com frequência;

- Não recolher FGTS de maneira correta com a legislação;

- Não pagar vale transporte ou vale alimentação, entre outros benefícios garantidos por lei;

- Exigência de serviços superiores às suas forças, defesos por lei, contrários aos bons costumes, ou alheios ao contrato;

- Tratamento pelo empregador ou por seus superiores hierárquicos com rigor excessivo;

- Correr perigo considerável durante a execução de seus serviços;

- Não cumprimento do empregador das obrigações do contrato;

- Atos de lesão a honra e boa fama, praticados pelo empregador ou superiores, contra ele ou pessoas de sua família;

- Casos de ofensas físicas (violência), salvo em caso de legítima defesa;

- Redução do trabalho, sendo este por peça ou tarefa, de forma a afetar sensivelmente a importância dos salários;

- Situações de constrangimentos e injúrias (mentiras) na relação do empregador e empregado, isso é comum nas micro e pequenas empresas, e também nas relações do emprego doméstico, ações vexatórias, de constrangimentos ou assédio moral.

Lembrando, entretanto, que nesses casos não bastará a palavra do empregado contra a do empregador, tendo que serem comprovados os fatos, por meio de documentos, fotos, filmagens, e-mails, testemunhas e outras formas que demonstrem os fatos com certeza para quem vai analisar a situação.

Texto: Gilberto Bento Jr. - advogado, contabilista e sócio da Bento Jr. Advogados.



Correios serão opção para fazer cadastro para auxílio emergencial

Ministério lança canal para registro de denúncias trabalhistas

Nova ferramenta registrará denúncias trabalhistas no portal Gov.br.

Ministério lança canal para registro de denúncias trabalhistas

Consultas a intimações por dívidas não pagas podem ser feitas pela internet

Site disponibiliza lista de pessoas ou empresas que estão sendo cobradas extrajudicialmente para negociar ou quitar um débito em aberto.


Correios lançam soluções para envio eletrônico de correspondências

Os serviços são a Entrega Digital, o AR Eletrônico e o e-Carta Fácil.

Correios lançam soluções para envio eletrônico de correspondências

Receita explica como pedir regularização de CPF por e-mail

Procura pelo serviço aumentou, após anúncio de auxílio emergencial.

Receita explica como pedir regularização de CPF por e-mail

Caixa começa a pagar saque-aniversário do FGTS

Trabalhadores nascidos em janeiro e fevereiro receberão dinheiro.

Caixa começa a pagar saque-aniversário do FGTS

Caixa e Banco do Brasil passam a operar em horário reduzido

Agências terão horário reduzido devido ao coronavírus,

Caixa e Banco do Brasil passam a operar em horário reduzido

Governo suspende por 120 dias bloqueio de pagamento de benefícios

Benefício de Prestação Continuada é um recurso destinado a pessoas com deficiência ou acima de 65 anos que tenham renda familiar per capita de até um quarto de salário mínimo.


Feirão da Serasa renegocia dívidas com desconto de até 98%

Negociações poderão ser feitas até o dia 31 de março.

Feirão da Serasa renegocia dívidas com desconto de até 98%

Dicas para quem vai fazer a declaração do IR pela primeira vez

Especialista aponta quais são os cuidados que os contribuintes devem tomar na hora de preencher o documento.

Dicas para quem vai fazer a declaração do IR pela primeira vez

Descubra quanto custa um projeto de arquitetura

Muitas pessoas optam por planejar e gerenciar a obra por conta própria.

Descubra quanto custa um projeto de arquitetura

Receita começa a receber declarações do Imposto de Renda

Quem entregar no início do prazo terá prioridade na restituição.

Receita começa a receber declarações do Imposto de Renda