Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Valores de imóveis sobem e superam a inflação

Valores de imóveis sobem e superam a inflação

12/09/2020 Samuel Ferreira da Silva

A crise atual provocada pela pandemia do novo coronavírus tem afetado diversos setores da sociedade.

Valores de imóveis sobem e superam a inflação

Porém, o mercado imobiliário tem atravessado essa situação com resultados positivos, como é possível identificar em alguns dados fornecidos pela Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança (Abecip). Conforme as informações da entidade, o número de imóveis financiados no primeiro semestre de 2020 foi 35,2% superior em relação ao ano passado.

Ainda conforme o Índice Fipezap – pesquisa realizada pela Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe) com base nos anúncios do portal Zap –, ao final dos primeiros sete meses deste ano, o preço médio do metro quadrado no Brasil apresentou uma alta nominal de 1,4%, acima da inflação de 0,46%, estimada pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) naquele período. Após um aumento de 0,18% em junho, os preços ascenderam 0,28% em julho. Mesmo com este contexto, essa última elevação ficou abaixo do IPCA de 0,36%, ou seja, os imóveis revelaram uma variação real de -0,08% em julho, o que demonstra que subiram menos do que a variação geral de preços da economia.

Até o final do primeiro trimestre deste ano, o setor vivia um momento positivo, mas ainda não existem números concretos sobre a situação dos últimos meses. Dessa forma, ainda não dá para saber as consequências reais da crise no mercado imobiliário, mas é possível afirmar que o cenário deste último mês está favorável.

O mercado imobiliário apresentava um contexto animador antes da pandemia e possui maior estabilidade do que outros setores, por isso, acredito que mesmo com o aumento do desemprego e a diminuição da confiança do consumidor, a crise será passageira para os empreendimentos da área.

Mesmo com a crise, as pessoas ainda acreditam que a compra de um imóvel próprio seja a melhor opção do que o aluguel. A perspectiva de valorização dos imóveis no futuro também é fator que vem ganhando destaque entre os consumidores. A crise financeira de 2014, gerou uma demanda reprimida, que já estava em vias de resolução no início deste ano, período em que a economia estava começando a melhorar. No entanto, a chegada da pandemia trouxe diversas mudanças e uma das mais marcantes foi a alteração do comportamento do consumidor, que hoje prioriza uma maior segurança e conforto em detrimento de valores mais baixos. Acredito que essa nova realidade tem influenciado o aumento das vendas de imóveis e tem contribuído para a estabilização do mercado imobiliário.

No período pós-pandemia, acredita-se que o cenário deste setor continue a se valorizar. Com a crise financeira, há a necessidade de abaixar os preços, consequentemente, isso também impulsiona a perda do dinheiro investido. No entanto, a estimativa do futuro é positiva, já que se espera que a inflação continue sobre controle, fazendo com que novas aquisições sejam realizadas.

Essa valorização será pequena, principalmente, em função do baixo ritmo de produção e de estoque dos imóveis, devido à desaceleração econômica. A produção dos imóveis caiu um pouco devido a paralisação das atividades. Mas, acredito que posteriormente haverá uma valorização, mesmo que mínima.

* Samuel Ferreira da Silva, gestor imobiliário do Grupo MBL (Silva Empreendimentos e Fonsil)

Fonte: Naves Coelho Comunicação



Eleições 2020: Brasil tem 147,9 milhões de eleitores aptos a votar

Mesmo suspensa por causa da pandemia, biometria aumentou.

Eleições 2020: Brasil tem 147,9 milhões de eleitores aptos a votar

Propaganda eleitoral nas redes sociais: limites, abusos e desafios da Justiça

O objetivo central de toda campanha é a captação, conquista ou atração dos votos.

Propaganda eleitoral nas redes sociais: limites, abusos e desafios da Justiça

Especialista explica: é melhor alugar ou comprar um imóvel?

O sonho da casa própria é uma meta perseguida por milhões de brasileiros.

Especialista explica: é melhor alugar ou comprar um imóvel?

Cinco aplicativos que facilitam a vida dos eleitores, mesários e candidatos

Apps podem ser obtidos gratuitamente nas lojas virtuais Google Play e App Store.

Cinco aplicativos que facilitam a vida dos eleitores, mesários e candidatos

Fundação Projeto Tamar disponibiliza conteúdo para as crianças

Por causa da pandemia, muitas das ações da Fundação Projeto Tamar direcionadas às crianças foram temporariamente suspensas.

Fundação Projeto Tamar disponibiliza conteúdo para as crianças

Ministério desenvolve projeto para fomentar cultivo de lúpulo no Brasil

A planta é usada pelas indústrias cervejeira, de cosméticos e farmacêutica.

Ministério desenvolve projeto para fomentar cultivo de lúpulo no Brasil

O PIX vale mesmo a pena?

O nível de conscientização dos usuários sobre as práticas de segurança é essencial.

O PIX vale mesmo a pena?

Ranking dos Políticos agora permite ver onde têm os melhores parlamentares

Ferramenta analisa o comportamento de deputados e senadores a partir do compromisso com o combate à corrupção e contra o desperdício de dinheiro público.

Ranking dos Políticos agora permite ver onde têm os melhores parlamentares

CNN Brasil anuncia estreia da CNN Rádio

Parceria com a Rede Transamérica levará o conteúdo jornalístico da CNN para quase 200 cidades.


Brasil pode ter produção recorde de grãos na safra 2020/21

Estimativa do Conab é de 268,7 milhões de toneladas.

Brasil pode ter produção recorde de grãos na safra 2020/21

O que todos os candidatos e candidatas precisam saber para as eleições de 2020

O principal objetivo dos políticos é convencer o seu eleitor através de um discurso claro, conciso e eficiente.

O que todos os candidatos e candidatas precisam saber para as eleições de 2020

O PIX deve mudar o conceito do uso do dinheiro no Brasil

A partir de 16 de novembro de 2020 as pessoas e empresas terão à disposição uma nova alternativa para pagar suas contas, algo que facilitará muito as atividades financeiras para os compradores e vendedores.

O PIX deve mudar o conceito do uso do dinheiro no Brasil