Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Áreas de biomas brasileiros caíram 8,34% entre 2000 e 2018

Áreas de biomas brasileiros caíram 8,34% entre 2000 e 2018

24/09/2020 Divulgação

Segundo o IBGE, perdas no entanto diminuíram ao longo desses anos.

Áreas de biomas brasileiros caíram 8,34% entre 2000 e 2018

Entre 2000 e 2018 todos os biomas brasileiros - Amazônia, Caatinga, Cerrado, Pantanal, Mata Atlântica e Pampa - tiveram saldo negativo em números absolutos (489.877 km²) das áreas naturais, o que representa menos 8,34%, mas a perda diminuiu de magnitude ao longo desses anos.

A maior desaceleração ocorreu no Bioma Mata Atlântica que saiu de uma perda de 8.793 km², entre 2000 e 2010, para menos 577 km², entre 2016 e 2018. Apesar disso, a Mata Atlântica, onde há a ocupação mais antiga e intensa, conserva apenas 16,6% de suas áreas naturais. Esse é o menor percentual entre os biomas.

Os biomas Amazônia e Cerrado concentraram os maiores quantitativos absolutos de redução de áreas naturais. A maior perda foi do bioma Amazônia (269,8 mil km²), seguido pelo Cerrado (152,7 mil km²).

As menores quedas de áreas naturais, tanto em termos absolutos (2.109 km²) quanto percentuais (1,6%), foram no Pantanal. Já a maior perda percentual ocorreu no Bioma Pampa, onde 16,8% de sua área natural, de 2000 a 2018, foram convertidos em usos antrópicos - quando há a ação do ser humano em atividades sociais, econômicas e culturais sobre o meio ambiente.

Os dados fazem parte da Edição inaugural das Contas de Ecossistemas: Extensão por Biomas (2000-2018), divulgada hoje (24) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Levantamento apresenta os resultados, em termos gerais, do estado de conservação dos ecossistemas no ambiente terrestre brasileiro.

Fonte: Agência Brasil



Projeto prevê revitalização na bacia do Rio Urucuia em Minas Gerais

Governo Federal lança projeto que prevê plantio de 4,5 milhões de mudas de espécies do Cerrado

Projeto prevê revitalização na bacia do Rio Urucuia em Minas Gerais

Verão na Europa foi um dos mais quentes já registrados

Temperatura entre junho e agosto foi 1º Celsius acima da média.

Verão na Europa foi um dos mais quentes já registrados

Estudo constata redução de 15% da superfície de água no Brasil em 36 anos

Para evitar queimadas, é preciso investir em conscientização ambiental

Os números são alarmantes e indicam que as condições de fogo em todos os cantos do Brasil serão catastróficas.

Para evitar queimadas, é preciso investir em  conscientização ambiental

Ambev transforma suas geladeiras em ecológicas

Além da redução das emissões de gás carbônico, operação desses refrigeradores geraram economia de até 50% de energia elétrica.

Ambev transforma suas geladeiras em ecológicas

A importância da economia circular

Economia circular é todo o processo de produção e descarte sustentável.

A importância da economia circular

Como frear o aquecimento global: a parte que cabe a cada um

Nesta semana, li uma anedota muito interessante. Uma conversa entre duas pessoas.

Como frear o aquecimento global: a parte que cabe a cada um

Pandemia e sustentabilidade

O Brasil já ultrapassou a marca de 570 mil mortos pela Covid-19, o que representa mais de 10% dos óbitos pela doença no mundo (que soma 4,39 milhões de pessoas).

Pandemia e sustentabilidade

Os impactos proporcionados pelos resíduos da construção civil

Segundo a Semad, os detritos gerados pela construção civil podem estar próximos de 70% da massa total de resíduos gerados nos municípios.

Os impactos proporcionados pelos resíduos da construção civil

O frisson pela exploração mineral

Não existe país em todo o mundo com uma política regulatória da extração mineral com tantos avanços, em tão pouco tempo, quanto a do Brasil.

O frisson pela exploração mineral

BNDES cria Fundo Socioambiental para apoiar educação, ambiente e emprego

Banco disponibilizará R$ 100 milhões em recursos não-reembolsáveis para incentivar projetos.


Geração de resíduos domiciliares e urbanos cresce na pandemia

Abrelpe destaca que reciclagem não aumenta na mesma proporção.

Geração de resíduos domiciliares e urbanos cresce na pandemia