Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Banco Mundial anuncia US$ 200 bilhões para proteção climática

Banco Mundial anuncia US$ 200 bilhões para proteção climática

03/12/2018 Deutsche Welle

Valor é o dobro do previsto pelo Acordo de Paris e será destinado à promoção de energias renováveis e adaptação de locais ameaçados pelas mudanças climáticas.

Banco Mundial anuncia US$ 200 bilhões para proteção climática
Banco Mundial anunciou nesta segunda-feira (03/12) que disponibilizará aos países em desenvolvimento 200 bilhões de dólares para investimentos em ações de proteção ao clima. A cifra representa o dobro do valor previsto para os próximos cinco anos, estabelecido durante as negociações do Acordo de Paris, em 2015. Segundo a instituição, a medida, anunciada em meio à 24ª Conferência da ONU sobre o clima (COP 24), que ocorre na Polônia, representa uma aumento significativo na ambição de lidar com as mudanças climáticas, além de enviar "um sinal importante para que a comunidade internacional faça o mesmo". As nações em desenvolvimento se comprometeram a aumentar os gastos públicos e privados anuais combinados para 100 bilhões de dólares até 2020, para combater o impacto das mudanças climáticas. Segundo a Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (OCDE), os valores gastos por esses países na proteção ao clima foram de 48,5 bilhões de dólares em 2016 e de 57,6 bilhões em 2017. Em comunicado, o Banco Mundial afirma que a própria instituição financiará aproximadamente 100 bilhões de dólares do total de 200 bilhões anunciado. Em torno de um terço do financiamento virá de duas outras agências do Banco Mundial, com o restante sendo fornecido por capitais privados levantados pelo grupo. "Se não reduzirmos as emissões [de gases causadores do efeito estufa] e não nos adaptarmos agora, teremos 100 milhões de pessoas vivendo na pobreza até 2030", alertou o executivo sênior para mudanças climáticas da instituição, John Roome. "Também sabemos que, se não lidarmos proativamente com esse problema, apenas em três regiões – África, Ásia e América Latina – teremos 133 milhões de migrantes em razão do clima", afirmou. Roome acrescentou que, no ano fiscal de 2018, iniciado em junho de 2017, o Banco Mundial destinou 20,5 bilhões de dólares à proteção ao clima, em comparação com a média anual de 13,5 bilhões no período de 2014 a 2018. Segundo o executivo, o novo valor corresponde a cerca de 35% de todos os financiamentos do Banco Mundial. Parte significativa desse financiamento será dedicada à redução das emissões, principalmente através de estratégias para o desenvolvimento de energias renováveis. Segundo a instituição, outra prioridade é aumentar o apoio à adaptação ao clima, uma vez que milhões de pessoas já lidam com os efeitos das condições climáticas extremas. Essas medidas incluem a construção de edificações resistentes aos climas extremos e a descoberta de novas fontes de água potável, uma vez que o aumento do nível do mar pode contaminar as reservas existentes. "Ao incrementar o financiamento à adaptação direta para chegar a 50 bilhões de dólares entre [os anos fiscais de ] 2021-2025, o Banco Mundial vai, pela primeira vez, dar ênfase igual a esse objetivo, ao lado dos investimentos para reduzir as emissões". Afirma a nota da instituição. Sobre questões como o aumento do nível do mar e a maior ocorrência de enchentes e secas, a CEO do Banco Mundial, Kristalina Georgieva, afirma que é necessário "combater as causas, mas também se adaptar às consequências que costumam ser dramáticas para as populações mais pobres do mundo". "Mesmo se conseguirmos manter o aquecimento global em 2º C, sabemos que será necessária uma grande quantidade de adaptações em lugares como o Chade, Moçambique ou Bangladesh", acrescentou Roome. Representantes de quase 200 países iniciaram neste domingo em Katowice, na Polônia, duas semanas de conversações sobre as mudanças climáticas e como implementar as medidas para manter o aquecimento do planeta abaixo de 2º C, como estabelecido pelo Acordo de Paris. A COP 24 começa oficialmente nesta segunda-feira e prossegue até 14 de dezembro.



Rio São Francisco está em condição de cheia, informa ANA

Volume de chuva foi acima da média esperada para dezembro.

Rio São Francisco está em condição de cheia, informa ANA

Minas lança Plano de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica

Documento prevê um diagnóstico do bioma em Minas, com ações de regularização, fiscalização e incentivo à agricultura sustentável e proteção à fauna.

Minas lança Plano de Conservação e Recuperação da Mata Atlântica

Ninhada de ovos de dinossauro é descoberta no interior paulista

Pesquisador já havia encontrado no local ovos de crocodilo.


A natureza como estratégia para restaurar a baía mais simbólica do Brasil

A Baía de Guanabara é um patrimônio do Estado do Rio de Janeiro e do Brasil. ,

A natureza como estratégia para restaurar a baía mais simbólica do Brasil

Turismo vai melhor com saneamento

A temporada de férias é o período de merecido descanso para milhares de brasileiros.

Turismo vai melhor com saneamento

O que sua empresa pode fazer pelo meio ambiente hoje?

O meio ambiente clama por mudanças urgentes, tanto para a geração atual, quanto para as futuras.

O que sua empresa pode fazer pelo meio ambiente hoje?

Natureza: o nosso melhor destino

Mesmo antes da pandemia e da maior percepção sobre a emergência climática, o turismo relacionado às belezas naturais vinha em franca expansão.

Natureza: o nosso melhor destino

Estado beneficia 673 municípios mineiros com repasse do ICMS Ecológico

Mecanismo tributário incentiva promoção de ações de preservação dos recursos naturais.

Estado beneficia 673 municípios mineiros com repasse do ICMS Ecológico

Evolução dos alimentos plant-based no Brasil

Hoje, são oferecidos de bebidas e sorvetes a hambúrgueres, empanados, almôndegas e até pedaços inteiros de carne, peixe ou frango.

Evolução dos alimentos plant-based no Brasil

Atitudes sustentáveis que podem ajudar na preservação do meio ambiente

Pequenos hábitos sustentáveis podem ser adotados dentro de casa, no condomínio e na comunidade.

Atitudes sustentáveis que podem ajudar na preservação do meio ambiente

Projeto de lei que cria ações de incentivo à reciclagem é sancionado

Parte foi vetada por falta de estimativa de impacto orçamentário.

Projeto de lei que cria ações de incentivo à reciclagem é sancionado

COP26 e os desafios para a COP27

Recentemente, quase 200 países concluíram a rodada de reuniões da COP26, em Glasgow.

COP26 e os desafios para a COP27