Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Brasil gera 79 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano

Brasil gera 79 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano

08/11/2019 Da Redação

Brasil é o campeão de geração de lixo na América Latina.

Brasil gera 79 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano

No Brasil, em 2018, foram geradas 79 milhões de toneladas de resíduos sólidos urbanos, um aumento de pouco menos de 1% em relação ao ano anterior. Desse montante, 92% (72,7 milhões) foram coletados - uma alta de 1,66% em comparação a 2017, o que mostra que a coleta aumentou num ritmo um pouco maior que a geração. Apesar disso, 6,3 milhões de toneladas de resíduos ficaram sem ser recolhidos nas cidades.

Os dados fazem parte do Panorama dos Resíduos Sólidos, da Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), lançado nesta sexta-feira (08/11). Comparando com os países da América Latina, o Brasil é o campeão de geração de lixo, representando 40% do total gerado na região (541 mil toneladas/dia, segundo a ONU Meio Ambiente).

Os resíduos sólidos urbanos correspondem a todos os tipos de resíduos sólidos - que resultam de atividades de origem industrial, doméstica, hospitalar, comercial, agrícola, de serviços e de varrição, e, em alguns casos, de coleta de entulhos - gerados nas cidades e coletados pelos serviços locais.

A tendência de crescimento na geração de resíduos sólidos urbanos no país deve ser mantida nos próximos anos. Estimativas realizadas com base na série histórica mostra que o Brasil alcançará uma geração anual de 100 milhões de toneladas por volta de 2030.

Fonte: Agência Brasil



A dessalinização como um seguro saúde para redução da vulnerabilidade hídrica no Brasil

A dessalinização é o processo de remoção de sais da água do mar - para que ela possa ser utilizada para fins potáveis ou industriais.

A dessalinização como um seguro saúde para redução da vulnerabilidade hídrica no Brasil

Mudanças climáticas forçam 20 milhões por ano a deixarem suas casas

Conferência da ONU COP25, em Madri, debate emergências climáticas no mundo.

Mudanças climáticas forçam 20 milhões por ano a deixarem suas casas

Bolsa Reciclagem beneficia 1,4 mil famílias de catadores em Minas

Governo retoma repasses do programa que estavam interrompidos desde 2017.

Bolsa Reciclagem beneficia 1,4 mil famílias de catadores em Minas

Para evitar catástrofe climática, emissões de CO2 precisam cair 7,6% ao ano

Dados do Pnuma mostram que em 2018, o total de emissões de CO2 atingiu níveis recordes e, na última década, as emissões aumentaram 1,5% por ano.

Para evitar catástrofe climática, emissões de CO2 precisam cair 7,6% ao ano

Óleo que atingiu Rio de Janeiro é compatível com o do Nordeste

Ao todo, 772 localidades de 124 municípios em 11 estados foram atingidos pelo óleo, diz Ibama.


Expedição avalia poluição do Rio São Francisco

Serão realizadas análises física, química e orgânica das águas do rio.

Expedição avalia poluição do Rio São Francisco

Pós-graduação em Conservação da Fauna da UFSCar oferta mestrado profissional

Inscrições podem ser feitas até o dia 25 de novembro pelo site do Programa.

Pós-graduação em Conservação da Fauna da UFSCar oferta mestrado profissional

Projeto no Cerrado recupera área de 110 mil campos de futebol

Ação ensinou 7,8 mil produtores rurais a usar práticas sustentáveis.

Projeto no Cerrado recupera área de 110 mil campos de futebol

A necessária educação ambiental à sociedade civil

A obrigação de conservação da natureza é de todos nós.


IBGE lança mapa com biomas brasileiros

O bioma da Amazônia ocupa 49,5% do território. Em segundo maior bioma é o Cerrado (23,3%),

IBGE lança mapa com biomas brasileiros

UFSCar e Cefet-MG produzem canudos biodegradáveis a base de amido da mandioca

Trabalho conjunto acontece no âmbito do Instituto Midas de Tecnologias Ambientais e aliou experiência na área de Química à Engenharia de Materiais.

UFSCar e Cefet-MG produzem canudos biodegradáveis a base de amido da mandioca

Equipe de vendas da Cerveja Corona vai ajudar a limpar as praias do nordeste

Marca de cerveja libera seus colaboradores de áreas litorâneas para mobilização, que acontece no dia 24 de outubro, em parceria com o IBAMA.

Equipe de vendas da Cerveja Corona vai ajudar a limpar as praias do nordeste