Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Campo de gelo na Patagônia é rompido por mudanças climáticas

Campo de gelo na Patagônia é rompido por mudanças climáticas

24/05/2019 Da Redação

Um dos motivos seria o aumento de temperatura ao longo da Cordilheira dos Andes, no sul do Chile e da Argentina

Campo de gelo na Patagônia é rompido por mudanças climáticas

O campo de gelo de 12 mil quilômetros quadrados, no sul da Patagônia chilena, se partiu em dois e provavelmente deverá continuar a rachar com as mudanças climáticas, de acordo com uma equipe de cientistas do Chile que esteve na região em março.

Gino Casassa, diretor da Divisão de Neve e Geleiras na DGA, autoridade de Águas do Chile, disse à Reuters que o aumento de temperatura ao longo da Cordilheira dos Andes, no sul do Chile e da Argentina, resultou em menos neve e gelo para reabastecer as abundantes geleiras da região. "O que ocorreu foi uma fratura porque o gelo retraiu", disse Casassa.

O pedaço de gelo que se soltou da geleira principal é de aproximadamente 208 quilômetros quadrados, uma parte relativamente pequena do campo de gelo. Mas Casassa disse que isso pode ser um sinal do que virá pela frente. O campo de gelo, afirmou, está agora "partido em dois e, provavelmente, descobriremos novas rachaduras ao sul".

Dois icebergs se soltaram da Geleira Cinza, no sul do Parque Nacional Torres del Paine no Chile. Os cientistas temem que essas rupturas possam se tornar mais frequentes.

Fonte: Agência Brasil



Exposição apresenta elementos da pré-história no DF e em Santa Catarina

A exposição Arqueologia e Habitantes da Pré-História pode ser vista no Museu de Geociências da Universidade de Brasília (UnB)

Exposição apresenta elementos da pré-história no DF e em Santa Catarina

Insetos como alternativa para ração animal

A mais moderna fazenda de insetos da Europa acaba de ser inaugurada na Holanda. Empresa aposta na produção em grande escala para alimentar animais. Quais são as vantagens desta fonte de proteína?

Insetos como alternativa para ração animal

Ameaças à fauna marinha estão aumentando, diz SeaWorld

Metade dos peixes-bois resgatados na costa da Flórida desde 2015 estavam em perigo

Ameaças à fauna marinha estão aumentando, diz SeaWorld

Plataforma facilita doação de matéria-prima e reaproveitamento de resíduos sólidos

No site é possível anunciar diversos tipos de materiais como alumínio, metal e madeira

Plataforma facilita doação de matéria-prima e reaproveitamento de resíduos sólidos

Cuidar do ar importa

No ano de 1972 na Suécia, a sociedade dava um grande passo em relação as questões ambientais, através da Conferência de Estocolmo.

Cuidar do ar importa

Brasil e Alemanha assinam acordo para repatriar ararinhas-azuis

Projeto inédito vai levar de volta ao país 50 aves que vivem num criadouro alemão. Apenas 163 ararinhas-azuis existem no mundo.

Brasil e Alemanha assinam acordo para repatriar ararinhas-azuis

Desmatamento é principal preocupação do brasileiro, revela pesquisa

Em seguida aparecem a poluição da água e como lidar com os resíduos produzidos

Desmatamento é principal preocupação do brasileiro, revela pesquisa

Saneamento precisa de um rumo

O governo federal precisa dar um norte para o saneamento brasileiro para atender às antigas demandas da população por melhor qualidade de vida.


Inscrições abertas para o Prêmio Hugo Werneck de Sustentabilidade

O prêmio é uma realização da Revista Ecológico em parceria com a Fiemg


O papel dos jovens frente a escalada da destruição da natureza

Estimular os jovens ao exercício da cidadania não teria momento mais oportuno do que o atual.


Clima gera prejuízo de US$ 1 trilhão a grandes empresas

Relatório mostra como grandes corporações como Nestlé, Unilever, Apple e Microsoft podem perder com as mudanças climáticas e deveriam fazer mais para reduzir emissões de CO2.

Clima gera prejuízo de US$ 1 trilhão a grandes empresas

Como está o ar que respiramos?

A poluição do ar reflete também na poluição do solo por meio da emissão do gás ozônio.

Como está o ar que respiramos?