Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Desafios para o futuro verde

Desafios para o futuro verde

17/01/2024 Augusto Fernandes

No primeiro dia de 2024, uma notícia preocupante para o setor de energia renovável no Brasil impactou diretamente os projetos de hidrogênio verde no Ceará.

O Comitê-Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex) anunciou um aumento significativo na alíquota do imposto de importação de painéis solares, elevando-a de 6% para 10,8%. Essa decisão não apenas desafia os princípios da sustentabilidade, mas também ameaça inviabilizar a instalação de parques solares essenciais para a produção de hidrogênio verde.

O Ceará, abençoado por vastos recursos naturais, tornou-se um pólo promissor para a produção de hidrogênio verde, alimentado pelas bênçãos do sol e dos ventos constantes que moldam seu horizonte. Com um parque eólico e solar já consolidado e operacional, o estado cearense que vislumbra uma transformação em seu perfil econômico através do hidrogênio verde, enfrenta agora um obstáculo específico. 

O hidrogênio verde é considerado uma peça-chave na transição para fontes de energia mais limpas e renováveis. Sua produção depende, em grande parte, da captação eficiente de energia solar, o que torna os painéis solares elementos fundamentais para o sucesso desses projetos. Com o aumento da alíquota, os custos de implementação desestimulam investimentos e desaceleram o avanço dessa tecnologia, impactando não apenas os investidores, mas toda a cadeia produtiva.

Até o momento, 35 Memorandos de Entendimento (MoU) foram assinados para a produção e exportação de hidrogênio verde do Estado, totalizando aproximadamente US$ 34 bilhões de dólares, de acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado (SDE). Esses números refletem a promessa de um futuro econômico mais sustentável e inovador para a região.

É preciso, portanto, equilibrar a celebração das vantagens geográficas e do investimento em energias renováveis no Ceará com uma reflexão sobre a capacidade de expansão e adaptação da infraestrutura existente. O desafio reside em otimizar os recursos já investidos, superar obstáculos e garantir que a jornada em direção ao hidrogênio verde seja sustentável em todos os aspectos.

O Ceará, com seu histórico positivo e desafios inerentes, enfrenta agora a necessidade de encontrar um ponto de equilíbrio. O caminho para o hidrogênio verde é promissor, mas a sabedoria está em garantir que cada passo seja cuidadosamente planejado, considerando tanto as vantagens naturais quanto os desafios acumulados ao longo dos anos.

* Augusto Fernandes, CEO da JM Negócios Internacionais.

Para mais informações sobre hidrogênio verde clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Engaja Comunicação



Cemig adota etanol e deixa de emitir mais de 100 toneladas de CO2

Veículos da companhia passam a ser abastecidos apenas com o biocombustível de origem vegetal que libera menor quantidade de gases poluentes.

Autor: Divulgação

Cemig adota etanol e deixa de emitir mais de 100 toneladas de CO2

Nossa economia deve olhar para o futuro

Explorar petróleo perfurando alguns poços a centenas de quilômetros da costa representa um risco ambiental pequeno.

Autor: Marco Moraes

Nossa economia deve olhar para o futuro

O etanol como pilar de sustentabilidade energética no Brasil

O etanol produzido a partir da cana-de-açúcar é um exemplo notável de combustível com baixa emissão de carbono.

Autor: J. A. Puppio

O etanol como pilar de sustentabilidade energética no Brasil

A geopolítica do clima e as consequências de ignorar

Nos últimos anos, estamos percebendo de forma bastante clara como as questões climáticas vêm influenciando o xadrez geopolítico global.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray

A geopolítica do clima e as consequências de ignorar

Não, as praias não serão privatizadas – entenda a PEC 3/2022 e por que defendê-la

É necessário que o bem do Brasil esteja acima de qualquer preciosismo político.

Autor: Lucas Sampaio


Cemig recicla quase 100% dos resíduos sólidos gerados pela companhia

Desde 2020, a empresa evitou o descarte de 200 mil toneladas de materiais no meio ambiente.

Autor: Divulgação

Cemig recicla quase 100% dos resíduos sólidos gerados pela companhia

Minas garante a preservação de espécies raras de fauna e flora

As unidades de conservação (UCs) em Minas Gerais, geridas pelo Instituto Estadual de Florestas (IEF), são verdadeiros oásis para a conservação da natureza.

Autor: Divulgação

Minas garante a preservação de espécies raras de fauna e flora

Traças de roupas e livros: curiosidades e prejuízos causados pelos insetos

Encontradas em lares, roupas e livros, as traças tem hábitos alimentares e de sobrevivência distintos, de acordo com Biólogo do CEUB.

Autor: Divulgação

Traças de roupas e livros: curiosidades e prejuízos causados pelos insetos

Rio Grande do Sul: a reconstrução passa pela recuperação da vegetação nativa

A nova realidade criada pela tragédia exige igualmente novas respostas da gestão pública, incluindo um olhar prioritário para a questão ambiental.

Autor: Divulgação

Rio Grande do Sul: a reconstrução passa pela recuperação da vegetação nativa

Investir em saneamento traz retorno para a saúde

A aprovação do Novo Marco Legal do Saneamento, em julho de 2020, trouxe novas e importantes perspectivas para o avanço da infraestrutura do setor.

Autor: Elzio Mistrelo

Investir em saneamento traz retorno para a saúde

Descoberta de Luzia, um dos esqueletos mais antigos das Américas, completa 50 anos

Arqueólogos encontraram os primeiros ossos em 1974, na área do Monumento Estadual Lapa Vermelha, em Pedro Leopoldo

Autor: Divulgação

Descoberta de Luzia, um dos esqueletos mais antigos das Américas, completa 50 anos

Governo de Minas e Ibama reabilitam onça parda atropelada e a devolvem à natureza

Animal havia sido atingido em rodovia, próximo a Campos Altos, e foi submetido a cirurgia; espécie é a segunda maior espécie de felino das Américas e está ameaçada de extinção.

Autor: Divulgação

Governo de Minas e Ibama reabilitam onça parda atropelada e a devolvem à natureza