Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Descoberta de brasileiros pode mudar história da humanidade

Descoberta de brasileiros pode mudar história da humanidade

08/07/2019 Da Redação

As descobertas demonstraram que o homem não deixou a África por volta de 1,9 milhão, mas há 2,4 milhões

Descoberta de brasileiros pode mudar história da humanidade

Uma equipe de pesquisadores brasileiros e italianos encontrou materiais que teriam 2,4 milhões de anos em um sítio arqueológico na Jordânia.

A descoberta coloca novos elementos que podem mudar o conhecimento consolidado sobre o desenvolvimento da humanidade e das dinâmicas de migração do gênero homo a partir da África para outras regiões do planeta. O resultado do estudo foi divulgado em uma revista científica.

Nos debates acadêmicos, a tese predominante, em que pese polêmicas e hipóteses divergentes, dá conta que o gênero homo surgiu há cerca de 2,4 milhões de anos na África, tendo como primeiro representante o homo habilis. Há 2 milhões de anos, teria surgido o homo erectus.

As primeiras evidências da presença de homo erectus fora do continente africano ocorreu em um sítio arqueológico da Geórgia, datada de 1,8 milhão de anos.

Os pesquisadores não identificaram fósseis, mas material de pedra lascada no sítio da Jordânia. As escavações ocorreram entre 2013 e 2015. “Na hora que um homíneo lascou. Isso quer dizer um evento de lascamento. Elas estavam localizadas em algum ponto a 20 cm uma da outra. É muito possível que a gente não só tenha encontrado um sítio antigo, mas que ele tenha significado comportamental”, disse o pesquisador do Museu de Arqueologia e Etnologia da USP (Universidade de São Paulo), Astolfo Araújo.

As primeiras amostras foram pegas em 2013, sendo submetidas a um método segundo o qual pedras teriam cerca de cinco milhões e o basalto mais baixo teria 2,5 milhões.

Segundo o coordenador da pesquisa, o professor do Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo, Walter Neves, as descobertas demonstraram que o homem não deixou a África por volta de 1,9 milhão, mas há 2,4 milhões de anos, e joga luz sobre qual teria sido a primeira modalidade do gênero homo a deixar o continente.

“Nós retrocedemos em 500 mil anos a saída da África. Isso coloca uma pergunta: quem foi esse primeiro hominíneo a deixar a África? O homo erectus? Fica claro que o primeiro hominíneo a deixar a África foi o homo habilis. Veja como muda a perspectiva”, declarou Neves.

O cientista destacou que essa descoberta ajuda a compreender algumas reflexões “nebulosas” nas pesquisas vigentes.

“Nossa pesquisa vai ajudar a enterrar a discussão do que fazer com essa variabilidade tremenda que tínhamos na Geórgia. Era diferente porque a transição entre habilis e erectus se deu na Geórgia. E depois disso se espalhou para o resto do mundo. A gente resolve um dos maiores pepinos da paleoantropologia dos últimos anos”, disse.

Foto: Cecília Bastos/USP Imagem
Fonte: Agência Brasil



População de animais em florestas cai pela metade desde 1970

WWF aponta que a situação é particularmente crítica na Amazônia e em outras florestas tropicais.

População de animais em florestas cai pela metade desde 1970

A questão das embalagens na sustentabilidade

A questão dos cuidados com o meio ambiente é uma realidade.

A questão das embalagens na sustentabilidade

ONU faz alerta sobre produção global de alimentos

Relatório sugere a redução do consumo de carne por meio de dietas com base em plantas.

ONU faz alerta sobre produção global de alimentos

Paris quer se tornar mais verde até 2020

A ideia é criar novos parques e jardins urbanos com o plantio de 20 mil novas árvores na cidade.

Paris quer se tornar mais verde até 2020

Minas define novas regras para distribuição do ICMS Ecológico

A Deliberação Normativa nº 234, publicada no último sábado (3/8), passa a vigorar a partir de janeiro de 2020.

Minas define novas regras para distribuição do ICMS Ecológico

São Paulo recicla 185 toneladas de lixo eletrônico

São Paulo tem 65 pontos de coleta espalhados pelo estado.

São Paulo recicla 185 toneladas de lixo eletrônico

Brasil fica em 65º no ranking do país mais poluído

Pesquisa analisou dados de 109 países. Brasil com poluição equivalente a 56.10%.

Brasil fica em 65º no ranking do país mais poluído

Planeta registra temperaturas mais altas dos últimos 2 mil anos

Em nenhum momento desde o início da era cristã as temperaturas subiram tão rapidamente, diz artigo.

Planeta registra temperaturas mais altas dos últimos 2 mil anos

Humanidade esgota recursos do Planeta para 2019

Humanidade começa a operar no vermelho neste 29 de julho.

Humanidade esgota recursos do Planeta para 2019

Como transformar resíduos orgânicos em nutrientes para suas plantas

Confira algumas dicas para uma compostagem de sucesso.

Como transformar resíduos orgânicos em nutrientes para suas plantas

Campos do Jordão: o paraíso das aves

O dia ainda amanhece e eles já estão de pé.

Campos do Jordão: o paraíso das aves

Dez aves para observar no seu próximo passeio

O período de férias é um bom momento para entrar em contato com a natureza. Mata Atlântica é destino para observar pássaros diversos.

Dez aves para observar no seu próximo passeio