Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Destino do lixo ainda é um problema no Brasil

Destino do lixo ainda é um problema no Brasil

17/01/2013 Da Redação

Mesmo com a criação da Política Nacional de Resíduos Sólidos, o país enfrenta a destinação incorreta do lixo e recicla pouco.

Apesar desse avanço na Legislação, o Brasil continua destinando seu lixo de forma incorreta e investindo pouco em reciclagem. Enquanto algumas empresas criam políticas de gestão do seu próprio lixo, o país regride na prática produzindo cada vez mais resíduos.

Um levantamento da Associação Brasileira das Empresas de Limpeza Pública e Resíduos Especiais (Abrelpe), realizado em 2010, identificou um aumento da geração de resíduos sólidos no Brasil.

Os dados revelam que o país produziu 60,8 milhões de toneladas de lixo no ano e, desse montante, 10% não foi coletado, ganhando como destino as margens de rios, córregos e terrenos baldios. Além disso, 42,2% tiveram como destinação lixões e aterros irregulares e apenas 2% foi reciclado.

Além da questão ambiental, o lixo é uma fonte de riquezas. Segundo um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), o setor movimenta cerca de R$ 12 bilhões por ano, mas perde o em torno de R$ 8 bilhões anualmente por não reciclar os resíduos que são encaminhados aos aterros ou lixões. Um dos fatores é a questão do serviço estar presente em apenas 8% nos municípios brasileiros.

Porque é importante reciclar

- Reduz os impactos ambientais como a poluição de solos e águas; - Contribui para a preservação de habitats naturais, garantindo a vida de espécies, inclusive, ameaçadas de extinção; - Diminui a presença de vetores urbanos como ratos, baratos, urubus e lacraias; - Reduz a transmissão de doenças causadas pela presença desses vetores; - Reduz o uso dos recursos naturais, que já estão escassos.



A dessalinização como um seguro saúde para redução da vulnerabilidade hídrica no Brasil

A dessalinização é o processo de remoção de sais da água do mar - para que ela possa ser utilizada para fins potáveis ou industriais.

A dessalinização como um seguro saúde para redução da vulnerabilidade hídrica no Brasil

Mudanças climáticas forçam 20 milhões por ano a deixarem suas casas

Conferência da ONU COP25, em Madri, debate emergências climáticas no mundo.

Mudanças climáticas forçam 20 milhões por ano a deixarem suas casas

Bolsa Reciclagem beneficia 1,4 mil famílias de catadores em Minas

Governo retoma repasses do programa que estavam interrompidos desde 2017.

Bolsa Reciclagem beneficia 1,4 mil famílias de catadores em Minas

Para evitar catástrofe climática, emissões de CO2 precisam cair 7,6% ao ano

Dados do Pnuma mostram que em 2018, o total de emissões de CO2 atingiu níveis recordes e, na última década, as emissões aumentaram 1,5% por ano.

Para evitar catástrofe climática, emissões de CO2 precisam cair 7,6% ao ano

Óleo que atingiu Rio de Janeiro é compatível com o do Nordeste

Ao todo, 772 localidades de 124 municípios em 11 estados foram atingidos pelo óleo, diz Ibama.


Expedição avalia poluição do Rio São Francisco

Serão realizadas análises física, química e orgânica das águas do rio.

Expedição avalia poluição do Rio São Francisco

Pós-graduação em Conservação da Fauna da UFSCar oferta mestrado profissional

Inscrições podem ser feitas até o dia 25 de novembro pelo site do Programa.

Pós-graduação em Conservação da Fauna da UFSCar oferta mestrado profissional

Brasil gera 79 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano

Brasil é o campeão de geração de lixo na América Latina.

Brasil gera 79 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano

Projeto no Cerrado recupera área de 110 mil campos de futebol

Ação ensinou 7,8 mil produtores rurais a usar práticas sustentáveis.

Projeto no Cerrado recupera área de 110 mil campos de futebol

A necessária educação ambiental à sociedade civil

A obrigação de conservação da natureza é de todos nós.


IBGE lança mapa com biomas brasileiros

O bioma da Amazônia ocupa 49,5% do território. Em segundo maior bioma é o Cerrado (23,3%),

IBGE lança mapa com biomas brasileiros

UFSCar e Cefet-MG produzem canudos biodegradáveis a base de amido da mandioca

Trabalho conjunto acontece no âmbito do Instituto Midas de Tecnologias Ambientais e aliou experiência na área de Química à Engenharia de Materiais.

UFSCar e Cefet-MG produzem canudos biodegradáveis a base de amido da mandioca