Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Entrevista com Marcelo Eduardo Braga

Entrevista com Marcelo Eduardo Braga

26/03/2007 Da Redação

Braga é do departamento de comunicação da Vicar e Assessor de Imprensa da Copa Nextel Stock Car, a principal categoria do automobilismo nacional que movimenta 160 milhões anuais, empregando 1400 profissionais diretos e outros 700 indiretos.

Em 2007 serão 11 provas nacionais e uma na Argentina.  Com 25 equipes e 50 pilotos está dividida em três categorias: Junior, Light e V8. As provas iniciam no dia 22 de abril próximo e terão transmissão pela TV (Rede Globo ou SportTV). 

Calendário 2007

22/04-São Paulo-Copa Nextel Stock Car (Globo), Stock Car Light e Stock Jr
06/05-Curitiba-Copa Nextel Stock Car (Globo), Stock Car Light e Stock Jr
03/06-Campo Campo-Copa Nextel Stock Car (SportTV), Stock Car Light e Stock Jr
17/06-São Paulo-Copa Nextel Stock Car (SporTV), Stock Car Light e Stock Jr
29/07-Londrina-Copa Nextel Stock Car (SportTV)  e Stock Jr
19/08-Santa Cruz-Copa Nextel Stock Car (SportTV) e Stock Jr
08/09-Curitiba-Copa Nextel Stock Car (Globo), Stock Car Light e Stock Jr
23/09-Brasília-Copa Nextel Stock Car (Globo), Stock Car Light e Stock Jr
14/10-Tarumã-Copa Nextel Stock Car (Globo) Stock Car e Stock Jr
28/10-Buenos Aires-Copa Nextel Stock Car (Globo)
18/11-Rio de Janeiro-Copa Nextel Stock Car (Globo), Stock Car Light e Stock Jr
09/12-São Paulo-Copa Nextel Stock Car (Globo), Stock Car Light e Stock Jr

P – Em 2007 o nome da Stock Car passou a se chamar “Nextel Stock Car“, quais serão os benefícios com essa mudança?
R – A Stock sempre teve a Nascar como espelho. Dessa forma, ter a Nextel assinando o evento é uma grande honra, pois segue os mesmos passos da competição norte-americana.

P - Qual é o papel da VICAR na Nextel Stock Car 2007?
R - A Vicar é a promotora do evento.

P - Quantas provas, equipes e pilotos estão envolvidos na principal categoria neste ano
R – Serão 12 provas ao longo do ano com cerca de 50 pilotos em 25 equipes.

P - A Stock Car representa atualmente a maior categoria do automobilismo nacional, qual é o investimento financeiro anual e quantos empregos são gerados por ela diretamente e indiretamente? 
R – A categoria movimentou (no todo) 160 milhões de reais no ano passado. São 1400 empregos diretos, além dos 700 temporários, por etapa.

P - Quanto a pintura e design dos carros, houve alguma alteração?
R - Cada equipe  pode fazer o design que quiser, desde que obedeça as regras estipuladas. Uma cor deve ter 70% do espaço, por exemplo.

P - Sabe-se que nesse ano será implementado o Air Box nos carros, qual é a sua função e o que se espera com essa implementação? 
R - Trata-se de uma tomada de ar para o carburador que ajuda na ultrapassagem, pois melhora a refrigeração e o rendimento quando o carro “cola” no da frente.

P - Qual é a diferença de Stock Jr, Stock Light e Stock Car?
R - A Stock Jr. é uma categoria de formação, nas qual os carros têm motor de moto com 1200 cv. A Light e a Stock são ambas com motor V8, sendo que a Light tem menor potência. Para poder disputar a Stock, o piloto deve passar pela Light, ou ter disputado alguma categoria superior no exterior.

P – Com é a segurança dos carros da Stock Car?
R – A preocupação da categoria é total com a segurança. Tanto assim que no ano que vem vão diminuir os número de carros por prova. O melhor exemplo da segurança foi na etapa do ano passado em Buenos Aires, quando o Gualter Sales teve um acidente incrível e não sofreu nada. Mas não podemos esquecer que se trata de um esporte de risco.

P - Quanto é a média de combustível de um carro da Stock Car?
R – O combustível é especial, feito pela Petrobrás especialmente para a Stock Car. É uma gasolina que tem pouco chumbo, ou seja, polui menos. Cada carro consome cerca de 200 litros por prova.

P - A Stock Car terá 12 provas no ano de 2007, qual é a média de publico esperada? 

R - Tivemos 33,1 mil por etapa em 2006 e queremos subir uns 15%. Na verdade, os circuitos são limitados e não permitem mais do que isso.

P - Quanto tempo demora para preparar uma prova de Stock Car?
R - A temporada tem de estar toda pronta antes mesmo de começar. Já estamos trabalhando em todas elas, deixando para semanas que antecedem as montagens e ajustes.

P - Quero ser piloto de Stock Car. Tenho que ter uma carta especifica ou a minha já vale?
R – Tem de fazer um curso reconhecido pela CBA (há vários em São Paulo). Depois de aprovado, disputar provas regionais para começar a subir e chegar a Stock.

P - Quanto teria de investir para começar a correr na categoria inicial (Stock Jr)?

R – A temporada custaria uns R$18 mil por prova.

P - Com a entrada da Peugeot o campeonato se firmou mais no conceito multimarcas, você acredita que outras marcas ingressarão nos próximos anos?
R – Não. O projeto é para quatro montadoras. Para outras entrarem, só se sair alguma das atuais.

P- Quanto custa para ir numa prova de Stock Car? Lá no autódromo posso ver os carros de pertinho?
R – O ingresso mais caro é em São Paulo, R$ 25,00. Nas demais praças ele diminuiu. Há ingressos que dão direito a visitar os boxes em algumas etapas, com preço maior.



Brasil gera 79 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano

Brasil é o campeão de geração de lixo na América Latina.

Brasil gera 79 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano

Projeto no Cerrado recupera área de 110 mil campos de futebol

Ação ensinou 7,8 mil produtores rurais a usar práticas sustentáveis.

Projeto no Cerrado recupera área de 110 mil campos de futebol

A necessária educação ambiental à sociedade civil

A obrigação de conservação da natureza é de todos nós.


IBGE lança mapa com biomas brasileiros

O bioma da Amazônia ocupa 49,5% do território. Em segundo maior bioma é o Cerrado (23,3%),

IBGE lança mapa com biomas brasileiros

UFSCar e Cefet-MG produzem canudos biodegradáveis a base de amido da mandioca

Trabalho conjunto acontece no âmbito do Instituto Midas de Tecnologias Ambientais e aliou experiência na área de Química à Engenharia de Materiais.

UFSCar e Cefet-MG produzem canudos biodegradáveis a base de amido da mandioca

Equipe de vendas da Cerveja Corona vai ajudar a limpar as praias do nordeste

Marca de cerveja libera seus colaboradores de áreas litorâneas para mobilização, que acontece no dia 24 de outubro, em parceria com o IBAMA.

Equipe de vendas da Cerveja Corona vai ajudar a limpar as praias do nordeste

As dificuldades dos municípios no saneamento

A expansão da infraestrutura na área de saneamento é essencial para melhorar a qualidade de vida da população.

As dificuldades dos municípios no saneamento

Bioeconomia é tema de nova página digital da Embrapa

Bioeconomia é um modelo de produção que alia sustentabilidade e renda.

Bioeconomia é tema de nova página digital da Embrapa

Agenda 2030

Qual o papel da tecnologia no plano de ação mais importante do planeta?


Petrobras recolhe 200 toneladas de resíduos de óleo nas praias do Nordeste

Cerca de 1700 agentes ambientais contratados pela companhia atuaram na limpeza das áreas impactadas.

Petrobras recolhe 200 toneladas de resíduos de óleo nas praias do Nordeste

Minas consolida planos diretores em 90% das bacias hidrográficas

Até 2020, todas as 36 bacias presentes no estado serão contempladas.

Minas consolida planos diretores em 90% das bacias hidrográficas

A Gestão da Educação Ambiental

A gestão pública por meio da Educação Ambiental necessita difundir o conceito de futuras gerações.

A Gestão da Educação Ambiental