Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Marte pode ter lago com água líquida

Marte pode ter lago com água líquida

26/07/2018 Deutsche Welle

Cientistas acreditam que algumas formas de vida podem ter se adaptado a ambiente inóspito.

Marte pode ter lago com água líquida

 Cientistas encontraram evidências de um grande lago sob uma camada de gelo no polo sul de Marte, reforçando a hipótese de que existe vida no planeta, aponta um estudo publicado na revista Science.

Os resultados da pesquisa, liderada por cientistas italianos, foram apresentados na sede da Agência Espacial Italiana e classificados por seu presidente, Roberto Battiston, como "a mais importante dos últimos anos".

Uma análise de dados coletados entre 2012 e 2015 por um instrumento a bordo da nave Mars Express, lançada em 2003 pela Agência Espacial Europeia, revelou a existência do suposto lago. O aparelho é capaz de transmitir pulsos de radar que penetram a superfície e as calotas polares de Marte.

Com cerca de 20 quilômetros de largura e coberto por uma camada de gelo de quase 1,5 quilômetro de espessura, o suposto lago representaria o primeiro corpo estável de água líquida já descoberto no planeta vermelho. O perfil visto por radar lembra o de lagos sob camadas de gelo na Antártica e na Groenlândia.

"Este é o lugar em Marte onde há algo que mais lembra um habitat, um lugar onde a vida poderia se manter", disse o cientista planetário Roberto Orosei, do Instituto Nacional de Astrofísica na Itália, líder do estudo publicado na Science.

Apesar de a água do lago estar a estimados -10 °C, abaixo da temperatura de congelamento da água pura (0 °C), ela permanece líquida por conter grande quantidade de sais, afirmaram cientistas.

Alguns especialistas são céticos quanto à possibilidade de vida pelo fato de o lago ser tão gelado e conter grande quantidade de sais e minerais. Para Orosei, no entanto, embora o ambiente seja inóspito, micro-organismos poderiam ter se adaptado a tais condições.

Os cientistas pretendem buscar mais sinais de corpos de água no planeta. "Não há razão para concluir que a presença de água abaixo da superfície em Marte seja limitada a um único local", afirmam os autores do estudo.

Adotando um tom cauteloso, David Stillman, pesquisador sênior do Departamento de Estudos Espaciais do Instituto de Pesquisa do Sudoeste do Texas e que não participou da pesquisa, advertiu que a descoberta precisa ser confirmada por outra nave ou outros instrumentos.

Hoje frio e seco, o planeta vermelho abrigava água líquida há cerca de 3,6 bilhões de anos. Encontrar água ajudaria a descobrir se já houve vida em Marte no passado e se ela pode ter resistido até hoje.

A descoberta de água também poderia ajudar humanos a sobreviver em uma missão tripulada ao planeta vizinho à Terra no futuro, embora o lago não tenha água potável.

Apesar do ânimo com as evidências de existência do lago, verificar se há vida no local poderia levar anos: uma possibilidade seria perfurar o gelo para retirar uma amostra da água.



Projeto incentiva o plantio de 1 bilhão de árvores em Minas Gerais

Conspiração Mineira pelo Plantio de Árvores é apresentada pela ACMinas.

Projeto incentiva o plantio de 1 bilhão de árvores em Minas Gerais

Estudo avalia a situação hídrica da Bacia do Rio da Prata, em Presidente Olegário

Diagnóstico de Zoneamento Ambiental Produtivo (ZAP) faz parte das ações do Programa Restaurar, estruturado pelo Sebrae Minas, no noroeste do estado.

Estudo avalia a situação hídrica da Bacia do Rio da Prata, em Presidente Olegário

Brasil registra reciclagem de 98,7% de latas de alumínio em 2021

Índice é o maior já alcançado pelo setor.

Brasil registra reciclagem de 98,7% de latas de alumínio em 2021

Onça-parda é vista em área onde era considerada extinta no Rio de Janeiro

Reserva ambiental fica em Maricá, na região metropolitana.

Onça-parda é vista em área onde era considerada extinta no Rio de Janeiro

Livro mostra biodiversidade do Parque Nacional do Iguaçu

Publicação tem imagens e infográficos para explicar como é o trabalho de conservação na região e curiosidades sobre espécies.

Livro mostra biodiversidade do Parque Nacional do Iguaçu

Acordo prevê remuneração para conservação de florestas

Estudo de viabilidade será feito em duas etapas.

Acordo prevê remuneração para conservação de florestas

Copasa prevê investir R$ 34 milhões na recuperação de nascentes em 2022

Investimento no programa Pró-Mananciais é recorde; nos últimos cinco anos, companhia empregou R$ 62 mi na revitalização de minas, córregos e rios.

Copasa prevê investir R$ 34 milhões na recuperação de nascentes em 2022

Inmet lança documento com informações meteorológicas de 30 anos

Dados do Inmet mostram elevação das temperaturas e maior frequência de chuvas intensas no Brasil.

Inmet lança documento com informações meteorológicas de 30 anos

Apenas 7% dos rios da Mata Atlântica apresentam água de boa qualidade

Dados são divulgados no Dia Mundial da Água, comemorado neste 22 de março.

Apenas 7% dos rios da Mata Atlântica apresentam água de boa qualidade

São Paulo inaugura programa que plantará um milhão de árvores pelo Brasil

União Química, em parceria com a ONG Ipê e o Centro de Educação Ambiental de Guarulhos, já começa a plantar 100 mil mudas de árvores nativas no estado.

São Paulo inaugura programa que plantará um milhão de árvores pelo Brasil

Parem de culpar o clima pelos desastres

Todos os anos, no período de janeiro a março, existe grande concentração de chuvas em algumas regiões brasileiras.

Parem de culpar o clima pelos desastres

Fundação UniAbralimp lança e-book gratuito sobre ESG

Entenda como funciona a adesão das melhores práticas ambientais, sociais e de governança na limpeza profissional.

Fundação UniAbralimp lança e-book gratuito sobre ESG