Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Onçafari registra mais de mil animais em câmeras de monitoramento no Legado das Águas

Onçafari registra mais de mil animais em câmeras de monitoramento no Legado das Águas

04/01/2021 Divulgação

Mamíferos são maioria e onças-pardas se destacam.

Onçafari registra mais de mil animais em câmeras de monitoramento no Legado das Águas

A parceria entre o Onçafari, criado para estudo e conservação da vida selvagem, e o Legado das Águas, maior reserva privada de Mata Atlântica do país, já apresentou os primeiros resultados significativos. Em menos de dois meses, as armadilhas fotográficas (nome dado às câmeras fotográficas instaladas na floresta) registraram mais de 1.100 animais de 27 espécies diferentes. A diversidade de espécies evidencia a qualidade das florestas da Reserva e a efetividade da estratégia do trabalho conjunto.

A instalação das câmeras faz parte da primeira fase do projeto entre o Onçafari e o Legado das Águas, que visa realizar o levantamento populacional de onças-pardas e pintadas para ações de proteção desses felinos na Mata Atlântica.

No fim de agosto, foram instaladas 19 câmeras de monitoramento, fornecidas pela Log Nature e colocadas pelo Onçafari em diversas áreas do Legado das Águas, com objetivo principal de registrar os grandes felinos. Os resultados são animadores: foram feitos 22 registros de onças-pardas já na primeira campanha (período de tempo entre a instalação da câmera e retirada para coleta das imagens), em sete pontos diferentes da Reserva. Deste total, foi possível identificar uma fêmea, 10 machos, e quatro onças-pardas que não tiveram o gênero identificado, podendo ser a mesma onça, ou indivíduos diferentes.

Conforme explica Victória Pinheiro, bióloga responsável pelo projeto no Legado das Águas, as câmeras são instaladas na floresta, de forma camuflada e equipadas com sensores infravermelhos – imperceptíveis e inofensivos para a fauna – que disparam quando o animal passa por elas, gerando vídeos de 15 segundos. “Com ajuda da equipe de monitoramento do Legado das Águas, conseguimos instalar as câmeras em locais estratégicos, ou seja, onde há mais possibilidades de os animais passarem. Com isso, aumentamos as chances de registros”, descreve.

Com a instalação nesses locais mais propícios, as onças-pardas foram filmadas enquanto realizavam diversas atividades, como caminhadas tranquilas, exploração olfativa e marcação de território, comportamentos também registrados nos outros animais filmados. Dos 1.100 registros, 980 foram de mamíferos, com destaque para queixadas (546), marsupiais (113), roedores (93) e antas (81). Outros registros de mamíferos também tiveram destaque na primeira campanha: gato-mourisco e gato-maracajá, duas espécies ameaçadas de extinção, além de vários registros de jaguatiricas.

As câmeras flagraram também outras espécies como o cateto, irara, mão-pelada, tamanduá-mirim e tatu-do-rabo-mole, além do Canjica, o macho da dupla de antas albinas (Canjica e Gasparzinho) do Legado das Águas. O albino foi registrado em uma das trilhas da Reserva preferida pelos turistas, a da Copaíba-Prainha, que tem trechos terrestres e aquáticos, condições ideais para rotina das antas devido à disponibilidade de água. 

Fora os mamíferos, um dos registros que chamou a atenção foi de um casal de jacutingas, espécie endêmica da Mata Atlântica (só existe nesse bioma) e em perigo de extinção.

Veja alguns registros aqui: https://www.youtube.com/watch?v=1eHyCQNAEWg

Fonte: Grupo Printer Comunicação



Estudo avalia a situação hídrica da Bacia do Rio da Prata, em Presidente Olegário

Diagnóstico de Zoneamento Ambiental Produtivo (ZAP) faz parte das ações do Programa Restaurar, estruturado pelo Sebrae Minas, no noroeste do estado.

Estudo avalia a situação hídrica da Bacia do Rio da Prata, em Presidente Olegário

Brasil registra reciclagem de 98,7% de latas de alumínio em 2021

Índice é o maior já alcançado pelo setor.

Brasil registra reciclagem de 98,7% de latas de alumínio em 2021

Onça-parda é vista em área onde era considerada extinta no Rio de Janeiro

Reserva ambiental fica em Maricá, na região metropolitana.

Onça-parda é vista em área onde era considerada extinta no Rio de Janeiro

Livro mostra biodiversidade do Parque Nacional do Iguaçu

Publicação tem imagens e infográficos para explicar como é o trabalho de conservação na região e curiosidades sobre espécies.

Livro mostra biodiversidade do Parque Nacional do Iguaçu

Acordo prevê remuneração para conservação de florestas

Estudo de viabilidade será feito em duas etapas.

Acordo prevê remuneração para conservação de florestas

Copasa prevê investir R$ 34 milhões na recuperação de nascentes em 2022

Investimento no programa Pró-Mananciais é recorde; nos últimos cinco anos, companhia empregou R$ 62 mi na revitalização de minas, córregos e rios.

Copasa prevê investir R$ 34 milhões na recuperação de nascentes em 2022

Inmet lança documento com informações meteorológicas de 30 anos

Dados do Inmet mostram elevação das temperaturas e maior frequência de chuvas intensas no Brasil.

Inmet lança documento com informações meteorológicas de 30 anos

Apenas 7% dos rios da Mata Atlântica apresentam água de boa qualidade

Dados são divulgados no Dia Mundial da Água, comemorado neste 22 de março.

Apenas 7% dos rios da Mata Atlântica apresentam água de boa qualidade

São Paulo inaugura programa que plantará um milhão de árvores pelo Brasil

União Química, em parceria com a ONG Ipê e o Centro de Educação Ambiental de Guarulhos, já começa a plantar 100 mil mudas de árvores nativas no estado.

São Paulo inaugura programa que plantará um milhão de árvores pelo Brasil

Parem de culpar o clima pelos desastres

Todos os anos, no período de janeiro a março, existe grande concentração de chuvas em algumas regiões brasileiras.

Parem de culpar o clima pelos desastres

Fundação UniAbralimp lança e-book gratuito sobre ESG

Entenda como funciona a adesão das melhores práticas ambientais, sociais e de governança na limpeza profissional.

Fundação UniAbralimp lança e-book gratuito sobre ESG

Plástico corresponde a 48,5% dos itens encontrados no mar do Brasil

22 milhões de toneladas de plástico poluem o meio ambiente a cada ano.

Plástico corresponde a 48,5% dos itens encontrados no mar do Brasil