Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Planeta tem mais de 1 milhão de espécies ameaçadas de extinção

Planeta tem mais de 1 milhão de espécies ameaçadas de extinção

06/05/2019 Da Redação

Relatório inédito mostra que danos aos ecossistemas são os mais críticos da História da Humanidade

Planeta tem mais de 1 milhão de espécies ameaçadas de extinção

O meio ambiente está sendo degradado em uma velocidade sem precedentes na História da Humanidade. Um relatório divulgado esta segunda-feira (06/05) concluiu que cerca de 1 milhão de espécies de animais e vegetais estão ameaçadas de extinção. Muitas poderão desaparecer nas próximas décadas.

O número de espécies nativas dos principais habitats terrestres caiu em pelo menos 20%, principalmente desde 1900. Mais de 40% das espécies de anfíbios, quase 33% dos corais e mais de um terço de todos os mamíferos marinhos estão ameaçados.

O relatório foi aprovado no sétimo encontro da Plataforma Intergovernamental para Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (IPBES), que ocorreu na semana passada em Paris.

Este é o primeiro relatório dedicado à avaliação do ecossistema mundial. Seus dados foram compilados nos últimos três anos por 145 especialistas de 50 países. Foram avaliadas as mudanças ocorridas no planeta nas últimas cinco décadas, proporcionando uma visão sobre como o desenvolvimento econômico impactou o meio ambiente, assim como cenários previstos para as próximas décadas.

Imagem: Superinteressante (Internet)
Fonte: O Globo



Qual o impacto do seu cafezinho no meio ambiente?

Pesquisadoras do IPT comparam lixo gerado por cápsulas de café e filtros de papel.

Qual o impacto do seu cafezinho no meio ambiente?

Campo de gelo na Patagônia é rompido por mudanças climáticas

Um dos motivos seria o aumento de temperatura ao longo da Cordilheira dos Andes, no sul do Chile e da Argentina

Campo de gelo na Patagônia é rompido por mudanças climáticas

Animais traumatizados pela guerra se recuperam na Jordânia

Resgatados de áreas de conflito na Síria, no Iraque ou em Gaza, ursos, leões e tigres podem recuperar saúde e se curar de traumas numa reserva.

Animais traumatizados pela guerra se recuperam na Jordânia

As brasileiras premiadas na maior feira escolar de ciências do mundo

Alunas de escolas públicas, estudantes desenvolveram com poucos recursos inovações nas áreas ambiental e médica.

As brasileiras premiadas na maior feira escolar de ciências do mundo

UE aprova proibição de produtos de plástico até 2021

Até 2029, o objetivo é alcançar o recolhimento de 90% de garrafas de plástico produzidos no continente

UE aprova proibição de produtos de plástico até 2021

Expedição verifica que rejeitos não chegaram ao Rio São Francisco

Mais de quatro mil dados e amostras foram coletados ao longo de aproximadamente 250 quilômetros de rios e lagos

Expedição verifica que rejeitos não chegaram ao Rio São Francisco

Melhor qualidade da água traz benefícios à saúde e à economia

Com a maior reserva de água doce do mundo, o Brasil ainda sofre com a falta de medidas para a conservação desse recurso essencial para a vida e para a atividade econômica.

Melhor qualidade da água traz benefícios à saúde e à economia

Reuso de resíduos: economia e benefícios ao meio ambiente

Apesar de 30% de todo o lixo produzido no Brasil ter potencial de reciclagem, apenas 3% é reaproveitado

Reuso de resíduos: economia e benefícios ao meio ambiente

Microalgas podem dar novas cores a produtos cosméticos

Projeto desenvolvido pelo Grupo Boticário, em parceria com a Embrapa, busca novas colorações a partir de técnicas inovadoras e sustentáveis.

Microalgas podem dar novas cores a produtos cosméticos

Água para o desenvolvimento sustentável

A qualidade da água depende de como os demais compartimentos ambientais de uma bacia hidrográfica são manejados.

Água para o desenvolvimento sustentável

Expedição científica faz diagnóstico da Bacia do Rio Piracicaba

Pesquisadores vão percorrer todo o leito do principal afluente do Rio Doce

Expedição científica faz diagnóstico da Bacia do Rio Piracicaba

Expedição percorre 350 quilômetros da calha do Rio Paracatu

A expedição pretende documentar a situação de um dos principais afluentes do Rio São Francisco

Expedição percorre 350 quilômetros da calha do Rio Paracatu