Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Temperatura média do planeta pode subir 3,4°C até 2100

Temperatura média do planeta pode subir 3,4°C até 2100

23/09/2019 Divulgação

Combustíveis fósseis como o carvão e o petróleo são as principais fontes de energia da humanidade.

Temperatura média do planeta pode subir 3,4°C até 2100

Um novo relatório da Organização das Nações Unidas (ONU) aponta que a média da temperatura do planeta poderá aumentar em até 3,4 º C até o final deste século. O documento, que reúne estudos científicos da Organização Meteorológica Mundial e outros órgãos especializados, foi publicado nesse domingo (22/09), um dia antes do início da Cúpula sobre a Ação Climática em Nova York.

Segundo o documento, que defende a adoção de medidas para combater o aquecimento global, a média da temperatura do planeta de 2015 para 2019 será 0,2 º C acima do período anterior de cinco anos. Além disso, ela é 1,1º C mais quente que os níveis pré-industriais de 1850 a 1900.

O relatório ainda aponta que o aumento dos níveis dos mares tem acelerado, e indica que a acidez dos oceanos aumentou 26% desde o início do período industrial por causa da absorção do CO2 liberado na atmosfera pelo uso de combustíveis fósseis.

O documento afirma que as emissões de gases de efeito estufa continuam a subir porque combustíveis fósseis como o carvão e o petróleo ainda são as principais fontes de energia da humanidade.

Por fim, o relatório alerta que a temperatura média global poderá aumentar 3,4 º C até 2100 mesmo se governos conseguirem cortar suas emissões como prometido. Segundo o documento, países precisam se esforçar ainda mais para limitar o aumento em 1,5 º C acima dos níveis pré-industriais.

Fonte: Agência Brasil



Você sabe a diferença entre produtos sustentáveis e ecológicos?

Da matéria-prima ao processamento, tudo deve ser pensado para que os impactos ambientais sejam minimizados.


Rio das Velhas registra melhora na qualidade da água

A volta da pesca no Rio das Velhas: em meio à pandemia, condições da água estão melhores em Sete Lagoas e região.

Rio das Velhas registra melhora na qualidade da água

Degradação ambiental e pandemias

O meio ambiente ajuda a equilibrar a qualidade de vida no planeta não só dos animais, mas também dos humanos.

Degradação ambiental e pandemias

Funed tem projetos aprovados para diagnóstico e tratamento da covid-19

Iniciativas buscam respostas rápidas e eficazes para a doença durante a pandemia.

Funed tem projetos aprovados para diagnóstico e tratamento da covid-19

Abril registra recorde de desmatamento na Amazônia nos últimos dez anos

A área desflorestada é aproximadamente do tamanho da cidade de Porto Alegre, mostra sistema de monitoramento do Imazon.

Abril registra recorde de desmatamento na Amazônia nos últimos dez anos

A caixa de Pandora do aquecimento global: novos vírus e novas doenças estão por vir?

Mais uma vez, este tipo de pesquisa alerta para um tema largamente debatido na comunidade científica.

A caixa de Pandora do aquecimento global: novos vírus e novas doenças estão por vir?

COVID-19, SARS, H1N1 – o que estas doenças têm a nos dizer sobre os problemas ambientais?

Organização pressiona G20 pelo fim do comércio de animais silvestres

 Proteção Animal Mundial afirma que o banimento pode evitar futuras pandemias.

Organização pressiona G20 pelo fim do comércio de animais silvestres

Eficiência hídrica no agronegócio

Como a inovação e a tecnologia podem diminuir o consumo de água na agricultura e aumentar a produtividade do plantio.

Eficiência hídrica no agronegócio

Universidades federais conduzem mais de 800 pesquisas sobre covid-19

Instituições também produzem materiais para combate ao vírus.

Universidades federais conduzem mais de 800 pesquisas sobre covid-19

Plástico descartável: proibir para mudar

Algumas pessoas possuem a falsa impressão de que todos os resíduos plásticos são recicláveis.

Plástico descartável: proibir para mudar

Homem é condenado por dano à Mata Atlântica

Ele incendiou área e cortou árvores da Fazenda Tanque, na zona rural de Guaraciaba

Homem é condenado por dano à Mata Atlântica