Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Valores dos ingressos nos parques nacionais terão reajustes

Valores dos ingressos nos parques nacionais terão reajustes

03/10/2019 Da Redação

O acréscimo nas entradas dos parques, a partir de novembro, varia em média de R$ 1 a R$ 2.

Valores dos ingressos nos parques nacionais terão reajustes

Os valores dos ingressos nos parques nacionais serão reajustados a partir de 1º de novembro deste ano, conforme a Portaria nº 547, editada pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e publicada no Diário Oficial da União, edição de 27 de setembro de 2019.

A atualização obedece ao Índice de Preços ao Consumidor (IPCA) que, no período de setembro de 2018 a agosto de 2019, ficou em 3,428%. “O acréscimo nas entradas dos parques varia em média de R$ 1 a R$ 2. E ainda há situações que não houve reajuste, devido à regra de arredondamento, como no Parque Nacional de Brasília, que os valores permanecem inalterados”, segundo o ICMBio.

Também há parques em que os ingressos foram atualizados pelo Índice Geral de Preços ao Mercado (IGPM), que no mesmo período ficou em 4,963%. Conforme a Instrução Normativa do ICMBio nº 4, de 15 de setembro de 2014, a regra de reajuste anual é pelo índice IPCA, exceto para os contratos de concessão em que a previsão é pelo índice IGPM.

Com o reajuste, o Parque Nacional do Iguaçu, no Paraná, um dos mais visitados, o valor do ingresso para o público em geral passará dos atuais R$ 57 para R$ 59. Para os brasileiros, passará de R$ 28 para R$ 30. Os visitantes estrangeiros residentes em países do Mercosul pagarão pelo ingresso de R$ 44 e para os moradores do entorno, que têm desconto de 90%, permanecerá os R$ 6, de acordo com a regra de arredondamento estabelecida pela Instrução Normativa do ICMBio nº 05, de 29 de setembro de 2014.

Já o Parque Nacional da Tijuca passará dos atuais R$ 28, para R$ 30, e na baixa temporada de R$ 14 para R$ 15. No Parque Nacional de Brasília, em razão das regras de arredondamento, os valores dos ingressos permanecem inalterados (sem reajuste), os brasileiros continuam a pagar R$ 14 e o público em geral R$ 28. Já no Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha o ingresso para brasileiros e estrangeiros residentes no país, válido por 10 dias, passará de R$ 106 para R$ 111.

Nos Parques Nacionais do Caparaó, da Serra da Capivara, do Itatiaia, do Pau Brasil e da Chapada dos Veadeiros, o valor do ingresso aumentará dos atuais R$ 17 para R$ 18, tanto para brasileiros ou estrangeiros residentes no Brasil. Para estrangeiros, o valor atual de R$ 34 e mudará para R$ 36. Para as pessoas que vivem no entorno, o ingresso será R$ 4. No Parque Nacional Marinho de Abrolhos, cujo valor do ingresso é de R$ 45 para brasileiros, com o reajuste, ficará em R$ 46.

Fonte: Agência Brasil



China quer acabar com uso de plástico descartável até 2025

O país é o maior fabricante do produto no mundo.

China quer acabar com uso de plástico descartável até 2025

Primeiro posto de saúde sustentável do país começa a ser construído

Santa Cruz do Sul, cidade que fica no centro do Rio Grande do Sul, a cerca de 150 km da Capital Porto Alegre, terá o primeiro Posto de Saúde Sustentável do Brasil.

Primeiro posto de saúde sustentável do país começa a ser construído

Fogo na Austrália é “catástrofe ecológica”, diz cientista

A estimativa é de perda de 1 bilhão de animais.

Fogo na Austrália é “catástrofe ecológica”, diz cientista

Oceanos atingem a maior temperatura já registrada da história

A temperatura do oceano esteve 0,075°C acima da média para o período de 1981 a 2010.

Oceanos atingem a maior temperatura já registrada da história

Aplicativo educacional que identifica árvores quer chegar a BH

Natu Contos traz histórias escritas por autores da literatura infantojuvenil e narrados por grandes cantores


Nasa anuncia descoberta de planeta do tamanho da Terra

Ele é chamado de "TOI 700 d" e está a 100 anos-luz de distância.

Nasa anuncia descoberta de planeta do tamanho da Terra

Rio Paraopeba será monitorado por plano diretor inédito no país

Estado aposta na modernização da gestão hídrica das bacias mineiras em projeto inovador.

Rio Paraopeba será monitorado por plano diretor inédito no país

Campanha recolhe 15 toneladas de embalagens de agrotóxicos no Sul de Minas

Material entregue durante campanha itinerante realizada em Três Corações terá destinação adequada.


Brasil lançará sexto satélite em parceria com a China

CBERS-4A é o sexto satélite desenvolvido pelo Programa CBERS

Brasil lançará sexto satélite em parceria com a China

A dessalinização como um seguro saúde para redução da vulnerabilidade hídrica no Brasil

A dessalinização é o processo de remoção de sais da água do mar - para que ela possa ser utilizada para fins potáveis ou industriais.

A dessalinização como um seguro saúde para redução da vulnerabilidade hídrica no Brasil

Mudanças climáticas forçam 20 milhões por ano a deixarem suas casas

Conferência da ONU COP25, em Madri, debate emergências climáticas no mundo.

Mudanças climáticas forçam 20 milhões por ano a deixarem suas casas

Bolsa Reciclagem beneficia 1,4 mil famílias de catadores em Minas

Governo retoma repasses do programa que estavam interrompidos desde 2017.

Bolsa Reciclagem beneficia 1,4 mil famílias de catadores em Minas