Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Você sabe como descartar o lixo de maneira correta?

Você sabe como descartar o lixo de maneira correta?

16/11/2020 Divulgação

Especialista ensina 6 medidas simples para ajudar e proteger o meio ambiente.

Você sabe como descartar o lixo de maneira correta?

Os números são altos. No Brasil são geradas 78,4 milhões de toneladas de resíduos sólidos por ano. Desses, 30 milhões de toneladas são descartados de forma inadequada. Para completar, a média de resíduos gerados por uma pessoa chega a um quilo por dia. E um dado alarmante: medicamentos, fármacos e embalagens de cosméticos, entre outros resíduos chamados de micropoluentes, além de perfurocortantes e infectantes gerados em nossas casas, são classificados como resíduos urbanos e, com isso, a lei afasta a obrigatoriedade do descarte adequado, permitindo que o mesmo seja feito no lixo comum.

O assunto é tão sério que a ONU criou um grupo de estudo para criação de soluções inovadoras para a gestão do lixo doméstico (isso porque o resultado do descarte inadequado é poluição e contaminação do meio ambiente). Para evitar que isso ocorra, fazer a nossa parte em casa é de grande ajuda. De acordo com Rafael Zarvos, especialista em Gestão de Resíduos Sólidos e fundador da Oceano Gestão de Resíduos, com algumas medidas simples podemos contribuir e proteger o meio ambiente.

Para ajudar nessa missão, o especialista dá seis dicas de como descartar o lixo em casa de forma correta. Confira!

-  "Separar o resíduo orgânico do lixo comum. Para isso, a melhor opção é ter uma composteira ou contratar o serviço de coleta em domicílio. A compostagem é um sistema prático, compacto, higiênico e amigo do meio ambiente, onde minhocas e microorganismos transformam restos de alimentos em adubo de alta qualidade";

- "Muitas pessoas não sabem o que fazer com o óleo de cozinha que sobra. Uma boa ideia é colher o óleo utilizado, colocar em uma garrafa PET e levar em um PEV (Ponto de Entrega Voluntária), próximo à sua casa ou contratar o serviço de coleta em domicílio";

-  "Tenha uma lixeira apenas para os produtos recicláveis. Assim, fica mais fácil organizar na hora de levar para a coleta seletiva do prédio ou em postos de entrega voluntária. É importante higienizar (basta passar água) os resíduos antes de entregá-los para a reciclagem";

- "Colocar os rejeitos (como são chamados os resíduos que não pode ser reaproveitados), como absorventes, fraldas, fitas adesivas, etiquetas, papel higiênico e papel engordurado em caixas de papelão, separados da lixeira doméstica";

- "Alguns itens precisam de descarte ambientalmente adequado. São eles pilhas e baterias (que contêm cádmio, chumbo, mercúrio, manganês, cobre, níquel, lítio, cromo e zinco), além de medicamentos, cosméticos, produtos de limpeza e produtos de higiene pessoal, uma vez que estes contêm micropoluentes. Objetos perfurocortantes também devem ter o descarte adequado pelo risco de contaminação ou de cortes";

- "Tente evitar o uso de sacolas plásticas para descartar o seu lixo. No lugar delas, opte por sacos de papel ou caixas de papelão. Vale lembrar que as sacolas plásticas são um dos itens que mais demoram a se decompor".

Fonte: HochMüller Multimídia




ONG planta 265 milhões de árvores no Brasil

Foram recuperadas áreas na Amazônia, Cerrado e Mata Atlântica, por meio da campanha Restaura Brasil.

ONG planta 265 milhões de árvores no Brasil

Os perigos da mineração ilegal

72% de todo garimpo realizado na Amazônia entre janeiro e abril de 2020 ocorreu dentro de unidades de conservação e terras indígenas.

Os perigos da mineração ilegal

Área do Parque Estadual Serra do Papagaio, no Sul de Minas, é ampliada

Parque abrange os municípios de Alagoa, Aiuruoca, Baependi, Itamonte e Pouso Alto.

Área do Parque Estadual Serra do Papagaio, no Sul de Minas, é ampliada

O destino do lixo e o futuro do meio ambiente

Marco Legal do Saneamento Básico viabiliza a construção de 500 aterros sanitários regionais em todo o País, com investimento estimado em R$ 2,6 bilhões.

O destino do lixo e o futuro do meio ambiente

Portal facilita acesso ao monitoramento da água na bacia do Rio Doce

A bacia do Rio Doce tem 92 pontos de monitoramento e 22 estações automáticas instaladas em mais de 650 quilômetros de rios.

Portal facilita acesso ao monitoramento da água na bacia do Rio Doce

Expedição científica descobre quatro novas espécies de peixe em Noronha

Pesquisadores exploraram o arquipélago mais famoso do Brasil por 17 dias, utilizando drones submarinos e equipamentos de mergulho de última geração para fazer os registros.

Expedição científica descobre quatro novas espécies de peixe em Noronha

Solução para crises hídricas está na natureza

O Paraná vive a seca mais severa dos últimos anos, submetido, desde maio, à condição de emergência hídrica. Outras regiões brasileiras estão passando por problemas semelhantes. 

Solução para crises hídricas está na natureza

Onçafari registra mais de mil animais em câmeras de monitoramento no Legado das Águas

BNDES e governo do Rio lançam edital para concessão de saneamento do estado

Projeto prevê universalizar fornecimento de água e esgoto a 12,8 milhões de pessoas.

BNDES e governo do Rio lançam edital para concessão de saneamento do estado

Espécie ameaçada de extinção, cachorro-vinagre é visto em reserva de Goiás

Animal foi visto pela primeira vez na Reserva Natural Serra do Tombador.

Espécie ameaçada de extinção, cachorro-vinagre é visto em reserva de Goiás

AGU cobra mais de R$ 2.6 bilhões de desmatadores da Amazônia

Força-Tarefa da AGU obteve bloqueio de R$ 776 milhões de infratores ambientais.

AGU cobra mais de R$ 2.6 bilhões de desmatadores da Amazônia

Mais do que reciclar, é preciso reduzir a geração de resíduos sólidos no meio ambiente

Já parou para pensar na quantidade de lixo reciclável que você e sua família produzem mensalmente?

Mais do que reciclar, é preciso reduzir a geração de resíduos sólidos no meio ambiente