Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Brasileiro na rede está cada dia mais ‘mobile’

Brasileiro na rede está cada dia mais ‘mobile’

21/02/2022 Leila Borges Guimarães

Uma série de pesquisas mostra que o brasileiro está cada dia mais conectado. E essa tendência está diretamente ligada ao uso do smartphone.

Brasileiro na rede está cada dia mais ‘mobile’

De acordo com o relatório “Tendências e Comportamentos Digitais”, da Comscore, o brasileiro fica conectado, todos os dias, em média, 3 horas e 23 minutos. Isso somente no seu celular ou tablet. Entre janeiro de 2020 e junho de 2021, já foi registrado um aumento de minutos online de 23%. E esse número só tende a aumentar.

Se fizermos um recorte somente das pessoas que acessam a internet pelo celular ou tablet, o Brasil é líder disparado na América Latina, seguido a distância por México, Colômbia e Chile. São 77,9 milhões de brasileiros que acessam a internet exclusivamente através de seus smartphones.

Essa tendência não é recente, mas foi amplificada pela pandemia, que obrigou milhões de alunos a encarar o celular também como uma plataforma de estudo. E outros milhões que viram o home office se tornar mais que uma possibilidade, uma necessidade.

No entanto, além de se informar e estudar, o que as pessoas buscam na internet é entretenimento digital, na impossibilidade de sair de casa, por causa das medidas de distanciamento físico. E, quando se fala em entretenimento, a primeira opção do brasileiro são os jogos digitais.

O tempo de consumo de games no Brasil é maior do que na China e só perde para os Estados Unidos e Índia. Os Estados Unidos consomem 206,3 bilhões de minutos por mês de jogos online, enquanto no Brasil se consome 44,6 bilhões de minutos.

Já em termos de usuários únicos, o Brasil é o quarto maior mercado, com 83,7 milhões de usuários únicos, atrás da Índia, dos Estados Unidos e China. É muita gente jogando ao mesmo tempo. É muita gente consumindo ao mesmo tempo.

E o que o mundo dos jogadores digitais tem a ver com negócio? Quem se faz essa pergunta não deve ter percebido que eles, os gamers, não são adolescentes ou crianças entediadas. São profissionais, com formação superior e renda que lhes permite consumir digitalmente.

O mesmo estudo da Comscore mostrou uma equidade entre os gêneros da população digital (50% homens e 50% mulheres), com residência na Região Sudeste do País e com predomínio da faixa etária acima dos 45 anos, que aumentou seu consumo de internet em 30% no período de um ano.

Para vender para essas pessoas, é imprescindível que se saiba exatamente quem é o público que seu negócio quer atingir e como fazer isso por meio de banners e vídeos publicitários que são exibidos enquanto esse potencial cliente está jogando. Esse é o pulo do gato.

E como as empresas estão vendo esse movimento? Há espaço para a inclusão dessa audiência nas estratégias de marketing? Avaliando-se os números da Comscore, quem ainda não embarcou nessa onda está perdendo tempo e dinheiro. Muito dinheiro.

Mais de 90% dos usuários brasileiros da internet já fizeram alguma compra por aplicativo ou site no smartphone. Seis em cada dez proprietários de celular (63%) fazem compras pela internet algumas vezes por mês, no mínimo. Em comparação com o início de 2021, 83% dos entrevistados passaram a fazer compras pelo celular com maior frequência.

Para fechar, entendo que aqueles que já estão engajados nessa ação precisam ficar continuamente atentos. O grande fluxo de atividades via mobile pede atenção das marcas com relação à experiência dos usuários, com atenção redobrada no design e no tempo de carregamento das páginas, principalmente, para que o consumidor simplesmente não desista da compra.

Com alto tempo de uso e engajamento natural, o mobile representa uma grande oportunidade para as marcas que podem, com ações customizadas para o canal, ganhar destaque e gerar um excelente diferencial.

Já para as empresas que ainda não ingressaram nesse mundo, fica a reflexão do gato Cheshire, do livro Alice no País das Maravilhas, do inglês Lewis Carroll: “Se você não sabe para onde ir, qualquer caminho serve”.

* Leila Borges Guimarães é Country Manager da Adsmovil.

Para mais informações sobre Celular clique aqui...

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: RPMA Comunicação



Memórias no formato CAMM2: uma nova era para as memórias RAM?

Nos corredores da Computex 2024, um evento que sempre antecipa o futuro da tecnologia, um dos grandes destaques foi o novo padrão de memória RAM CAMM2.

Autor: Divulgação

Memórias no formato CAMM2: uma nova era para as memórias RAM?

Falha cibernética coloca, ou deveria colocar, o mundo em alerta!

O mundo acordou em crise com uma das maiores, senão a maior, falha cibernética que se tem notícia.

Autor: Yago Morgan

Falha cibernética coloca, ou deveria colocar, o mundo em alerta!

Segurança de dados: não há tecnologia que sobreviva sem conscientização

Bastante citada no mercado de ciência de dados, a frase do matemático Clive Humby, “Data is the new oil” ou “Dados são o novo petróleo”, é autoexplicativa.

Autor: Cássio Ricardo de Araújo

Segurança de dados: não há tecnologia que sobreviva sem conscientização

Melhores técnicas para humanizar seu conteúdo GPT de bate-papo em 2024

Quer humanizar seu texto escrito GPT? Leia este guia e colete todas as dicas e truques importantes que podem ajudá-lo a simplificar o texto robótico e ignorar as detecções avançadas….

Autor: Divulgação

Melhores técnicas para humanizar seu conteúdo GPT de bate-papo em 2024

Ferramenta gratuita vai revolucionar o ensino da ciência geológica

Seequent lança um aplicativo na web para ajudar a combater a escassez global de geocientistas.

Autor: Divulgação

Ferramenta gratuita vai revolucionar o ensino da ciência geológica

Por que a integração do OCR é essencial para locais de trabalho modernos?

O local de trabalho moderno prospera com eficiência e acessibilidade.

Autor: Divulgação

Por que a integração do OCR é essencial para locais de trabalho modernos?

Brasil registra R$ 3,5 bilhões em tentativas de fraude em 2023

No período, ocorreram 3,7 milhões de tentativas de fraudes, redução de 28,3% em relação ao ano anterior.

Autor: Divulgação

Brasil registra R$ 3,5 bilhões em tentativas de fraude em 2023

Desafios da proteção de dados e a fraude na saúde

Segundo o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) R$34 bilhões dos gastos das operadoras médico-hospitalares com contas e exames, em 2022, foram consumidos indevidamente por fraudes,.

Autor: Claudia Machado


Como são as fraudes no Pix e o que os bancos precisam assegurar

Um dos métodos comuns envolve a criação de perfis falsos em aplicativos de mensagens ou redes sociais, além de outros.

Autor: Denis Furtado

Como são as fraudes no Pix e o que os bancos precisam assegurar

A importância da segurança cibernética na manufatura

Estimativas indicam que mais de 60% das empresas de manufatura esperam sofrer tentativas de ataques este ano.

Autor: Ricardo Macchiavelli

A importância da segurança cibernética na manufatura

Como evitar fraudes e vazamentos no WhatsApp

De acordo com dados do Prêmio Consumidor Moderno de Excelência em Serviços ao Cliente 2023, mais de 1 bilhão de interações pelo chat foram registradas no país.

Autor: Divulgação

Como evitar fraudes e vazamentos no WhatsApp

Como prevenir, detectar e combater eventuais ataques cibernéticos

O armazenamento de dados e informações em nuvem é uma solução rápida e eficaz para organizações de diferentes portes e ramos de atividade.

Autor: Wellington Monaco

Como prevenir, detectar e combater eventuais ataques cibernéticos