Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Brasileiro terá que trabalhar mais de 800 horas para comprar novo iPhone

Brasileiro terá que trabalhar mais de 800 horas para comprar novo iPhone

12/09/2019 Divulgação

Brasileiros terão que desembolsar até R$5.306,81 para comprar modelo 11 Pro Max do iPhone.

Brasileiro terá que trabalhar mais de 800 horas para comprar novo iPhone

Os mais novos queridinhos da Apple foram apresentados esta semana. O Cuponation, plataforma de descontos online, compilou dados dos modelos mais esperados do segundo semestre do ano: o iPhone 11, iPhone 11 Pro e o iPhone 11 Pro Max.

Os três aparelhos foram exibidos oficialmente  no evento da Apple realizado na última terça-feira (10/09), que incluiu o anúncio de um novo Ipad e e a quinta geração do Apple Watch.

Com dados e valores de cada modelo específico divulgados pela equipe da Apple e levando em conta que não há ainda uma previsão de data de lançamento e de preços no Brasil, o Cuponation fez análises para levantar quantas horas o brasileiro terá que trabalhar para realizar a compra de qualquer um dos modelos com base na conversão dos preços originais de cada produto com o dólar a R$ 4,06, sem acréscimo de taxas, imposto brasileiro e IOF, além da renda mensal mínima do brasileiro (R$988 - IBGE) com carga horária de 8 horas de trabalho por dia.

O modelo do iPhone 11 será vendido por US$899 - na moeda brasileira, sairá cerca de R$3.672,69, o que significa que o brasileiro terá que prestar 595 horas e 30 minutos de serviço para fazer a compra do celular.

Já para o modelo mais caro do iPhone 11 Pro, que custa US$1.199, ou R$4.898,28, uma pessoa deverá trabalhar cerca de 794 horas e 30 minutos para realizar a compra de desejo.

Por fim, o trabalhador que quiser o modelo mais caro do iPhone 11 Pro Max terá que desembolsar por volta de R$5.306,81 (US$1.299) ao trabalhar 861 horas e 20 minutos.

Veja a lista completa dos valores no infográfico interativo.

Cuponation



A evolução da IoT e os desafios de segurança

A IoT ainda está em desenvolvimento e precisamos de uma solução de segurança que aprenda junto com ela.


Conheça o primeiro app brasileiro de chá de bebê online

A BBchow foi disponibilizado no Google Play e App Store já contabiliza 10 mil downloads.

Conheça o primeiro app brasileiro de chá de bebê online

Google será o responsável por mais uma crise mundial

Com a pandemia da covid-19, o lockdown e o isolamento impostos a boa parte da população na tentativa de conter o vírus, o mundo inteiro se vê frente a um cenário de desaceleração econômica, desemprego e crise financeira generalizada.


Startup Day 2020 abordará inovação pós-crise

Além de palestras com especialistas, o evento trará um espaço virtual para exposição de cases de sucesso, oficinas, demoday e muita interação entre os participantes.

Startup Day 2020 abordará inovação pós-crise

Vendas de brinquedos e jogos pela internet crescem mais de 400%

Pandemia antecipou tendências que levariam anos para se consolidarem, aponta especialista.

Vendas de brinquedos e jogos pela internet crescem mais de 400%

Rede social indeniza por bloqueio de conta de usuária

Para o relator, faltou justificativa plausível para desligamento

Rede social indeniza por bloqueio de conta de usuária

Coronavírus faz disparar procura por tutoria online

Busca pelo serviço desde o começo do distanciamento social confirma a tendência de consolidação de novas formas de EaD.

Coronavírus faz disparar procura por tutoria online

Números de acessos à plataforma de telemedicina dobra em abril

Com a tecnologia, através da telemedicina é possível expandir a capacidade de atendimento.

Números de acessos à plataforma de telemedicina dobra em abril

Justiça mineira isenta empresas de internet

Justiça mineira isenta empresas de internet.

Justiça mineira isenta empresas de internet

Quais os limites da privacidade em tempos de pandemia?

É tempo de reavaliar e usar sim a tecnologia a favor do bem comum.

Quais os limites da privacidade em tempos de pandemia?

E-commerce cresce 35% em período de pandemia

Especialista explica que alta se dá devido ao isolamento social.

E-commerce cresce 35% em período de pandemia

Instagram cresce 57% como plataforma de vendas nos últimos meses

Atualmente, 78% das empresas brasileiras estão presentes em pelo menos uma mídia social.

Instagram cresce 57% como plataforma de vendas nos últimos meses