Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Câmara lança ferramenta para checagem de notícias falsas

Câmara lança ferramenta para checagem de notícias falsas

26/09/2019 Da Redação

Projeto vai receber demandas de cidadãos e parlamentares.

Câmara lança ferramenta para checagem de notícias falsas

A Câmara dos Deputados lançou nesta quarta-feira (25/09) uma ferramenta para checagem de notícias falsas. O projeto, batizado de Comprove, vai receber demandas de cidadãos e parlamentares, apurar e apresentar uma versão sobre fatos relacionados à Casa e seus integrantes. O recurso foi apresentado no seminário Fake News, Redes Sociais e Democracia, realizado em parceria com os institutos E se fosse você? e Palavra Aberta.

Por meio de um número de WhatsApp, cidadãos poderão encaminhar dúvidas ou conteúdos para verificar a veracidade das informações. A equipe que abastece a ferramenta ficará encarregada de conferir a autenticidade e responder a demanda, classificando o material como fato, falso ou impreciso.

A iniciativa define fake news como informações com características noticiosas que não correspondem à realidade, amplamente compartilhadas por meios de comunicação com o objetivo de atrair a atenção das pessoas, na medida em que provocam reações inflamadas e irrefletidas – em geral, contra uma pessoa, uma instituição, um fato ou uma ideia.

Para a ferramenta, foi criada uma página própria dentro do portal da Câmara dos Deputados. Nela, serão disponibilizadas as checagens, que poderão ser replicadas por quem desejar. O serviço também apresenta dicas e orientações sobre como evitar, não acreditar ou reproduzir esse tipo de conteúdo.

Confira: ​https://www.camara.leg.br/comprove

Fonte: Agência Brasil



Grupos de WhatsApp em condomínios, ajuda ou atrapalha?

Como sabemos, os aplicativos de mensagens fazem parte das nossas vidas e milhões de pessoas no mundo se comunicam por meio de textos, chamadas de voz e vídeo.

Grupos de WhatsApp em condomínios, ajuda ou atrapalha?

Hora de planejar 2020: cuidado com os hypes

Tem sido comum, e não é de hoje, a indústria da tecnologia e consultoria especializada ditar tendências sobre gestão e modelos de negócio.


Aplicativos são alternativas para o fim das filas para conseguir emprego

O uso do app é uma revolução para a área de recursos humanos, diz especialista.

Aplicativos são alternativas para o fim das filas para conseguir emprego

Facebook proíbe vídeos ‘deepfakes’

Plataforma vai remover imagens alteradas para distorcer realidade.

Facebook proíbe vídeos ‘deepfakes’

Portal de Consulta de Linhas Pré-pagas entra em funcionamento

Por enquanto acesso é para consumidores da Região Norte.

Portal de Consulta de Linhas Pré-pagas entra em funcionamento

Amazon planeja abrir lojas físicas na Alemanha

A Amazon já opera lojas nos Estados Unidos e no Reino Unido.

Amazon planeja abrir lojas físicas na Alemanha

Facebook e Google lideram ranking de erros de segurança em 2019

Relatório aponta que falha humana é recorrente em casos de invasão de contas.

Facebook e Google lideram ranking de erros de segurança em 2019

Plataforma brasileira ajuda empresas a treinar e contratar hackers de forma remota

Usuários podem treinar suas habilidades de invasão no formato de campeonatos e descobrir falhas em sistemas de empresas reais.

Plataforma brasileira ajuda empresas a treinar e contratar hackers de forma remota

Aluna do CEFET-MG vence desafio de criação de jogos eletrônicos da Google

Estudante venceu o Desafio 'Change the Game', lançado pela Google Play.


As principais buscas do ano em Minas Gerais feitas no Google

Assuntos relacionados a futebol foram os principais temas de busca ao longo de 2019.

As principais buscas do ano em Minas Gerais feitas no Google

Startup que controla tempo de tela das crianças no celular ganha prêmio

AppGuardian recebeu prêmio de "Startup Destaque" na categoria Educação no Inovativa Experience.

Startup que controla tempo de tela das crianças no celular ganha prêmio

Netflix pode perder 4 milhões de assinantes nos EUA em 2020

Estados Unidos têm mais de um terço do número assinantes do total global.

Netflix pode perder 4 milhões de assinantes nos EUA em 2020