Portal O Debate
Grupo WhatsApp


RH Digital

RH Digital

11/10/2019 Paulo Exel

Como a tecnologia pode revolucionar a área de recursos humanos?

É fato que a transformação digital já chegou ao RH. Processos manuais começam a ser substituídos gradativamente por softwares e ferramentas de gestão.

E os benefícios vão muito além da automatização dos processos burocráticos. O RH digital melhora a experiência do colaborador ao longo de toda a sua jornada na empresa, atuando fortemente na produtividade, engajamento e retenção dos profissionais.

Um estudo feito pela Harvard Business Review acompanhou 53 empresas durante os anos de 2011 a 2015. O resultado foi que, aquelas que mantém boas práticas de RH são, em média, 51% mais competitivas que as demais.

O fato é que, hoje, é muito difícil manter a competitividade sem usar a tecnologia. Por isso, a área vem recebendo cada vez mais recursos a fim de se digitalizar.

De acordo com uma pesquisa elaborada pelo Grupo Selpe e a A3Data, aproximadamente 40% das empresas aumentaram o orçamento da área de RH.

Cerca de 23% afirmam já adotar práticas de Business Intelligence. Isso quer dizer que a digitalização do RH não atua apenas na automatização de processos meramente operacionais, mas apresenta novas oportunidades.

Boa parte desse avanço deve-se ao surgimento das chamadas HR Techs, termo que define as empresas que fornecem serviços tecnológicos para o setor.

Elas possibilitam que o RH atue de maneira mais estratégica e assertiva dentro das empresas. Essas soluções são capazes de reduzir custos, aumentar a eficiência e a inteligência dos processos da área de recursos humanos.

As possibilidades são enormes. A tecnologia pode ser empregada na gestão de benefícios, controle de férias, emissão de holerites, folhas de pagamento, entre outros.

No entanto, um dos maiores impactos do RH Digital é a introdução do People Analytics, que é um conjunto de processos e ferramentas que coletam, compilam e analisam dados sobre o comportamento dos funcionários.

Essas informações são usadas no planejamento estratégico do setor, traçando planos para engajar, motivar, reter e aumentar a produtividade dos colaboradores.

A grande mudança é que agora, TI e RH devem estar cada vez mais próximos. Um estudo feito pela consultoria Gartner, aponta que 75% das empresas pretendem melhorar a experiência do colaborador a partir de um desempenho conjunto das duas áreas até 2022.

Ambas precisam garantir que novas tecnologias não só abordem questões complexas do negócio, mas também que atendam às expectativas e necessidades do público interno.

E essa é uma mudança de mindset super importante, já que o TI passa a assumir um papel consultivo para o RH.

Diante dessa transformação, o profissional de recursos humanos precisa estar muito bem preparado. Será preciso entender o negócio de forma mais holística, compreendendo os desafios globais da companhia.

A cobrança já é por um RH mais propositivo e menos reativo. Além disso, a área, que muitas vezes não trabalhava números como aliado em seus processos e decisões, vai precisar atuar cada vez mais na geração e interpretação de dados, a fim de facilitar a tomada de decisões.

A revolução da tecnologia no RH será enorme. Contudo, o papel do ser humano continuará sendo insubstituível. São as pessoas que realizam a gestão dessas ferramentas tanto para garantir sua eficácia quanto para identificar pontos relevantes e propor ações.

Com a automatização, o RH passa a ter mais tempo para atuar de maneira estratégica e com foco em ações que visem a satisfação do colaborador, que é o ponto central de qualquer companhia.

O grande desafio do RH digital é combinar a tecnologia disponível com a imprescindível interação e interpretação das necessidades humanas.

* Paulo Exel é formado em Administração de Empresas, possui MBA executivo em Gestão de Negócios e é diretor de operação da Yoctoo, consultoria boutique de recrutamento e seleção para tecnologia.

Fonte: InformaMídia Comunicação



Impactos do 5G na cibersegurança

Mais velocidade e maior capacidade para transferência de dados certamente levarão ao aumento no número de dispositivos conectados.

Impactos do 5G na cibersegurança

Startup de impacto social é reconhecida por mudar a forma de fazer doações no Brasil

Ao abordar doações não mais como um privilégio mas sim como um mercado acessível de alto impacto, a startup Ribon chama a atenção da mídia e do mercado internacional.

Startup de impacto social é reconhecida por mudar a forma de fazer doações no Brasil

Whatsapp atinge 2 bilhões de usuários

Em 2014 o aplicativo de mensagens tinha 500 milhões de usuários.

Whatsapp atinge 2 bilhões de usuários

Anatel recebe quase 3 milhões de reclamações em 2019

O serviço de banda larga fixa e a telefonia móvel pós-paga são os que sofreram mais queixas dos consumidores.

Anatel recebe quase 3 milhões de reclamações em 2019

Brasil ativa 24 milhões de novos celulares 4G em 2019

As redes de quarta geração estão em 4.777 municípios, onde moram 97% da população.

Brasil ativa 24 milhões de novos celulares 4G em 2019

Coronavírus chega à internet: cibercriminosos aproveitam surto para disseminar malware

As tecnologias de detecção da Kaspersky encontraram malwares disfarçados de documentos com informações sobre o coronavírus.

Coronavírus chega à internet: cibercriminosos aproveitam surto para disseminar malware

Uma breve história do mercado de chatbots no Brasil

Dois eventos que participamos no 2º semestre de 2019 nos fizeram refletir sobre o mercado nacional de chatbots e os processos de consolidação experimentados nos últimos anos.


Nova York, Bogotá e Barcelona são os destinos do StartOut Brasil em 2020

Durante o ano, estes ecossistemas receberão até 20 startups brasileiras interessadas em internacionalizar seus negócios.

Nova York, Bogotá e Barcelona são os destinos do StartOut Brasil em 2020

Tinder lança botão de pânico para emergências

Usuário poderá alertar as autoridades sobre situações perigosas.

Tinder lança botão de pânico para emergências

Startup cria calculadora de tempo de contribuição e economiza tempo de trabalho dos advogados

Segundo INSS, já são mais de 2 milhões de benefícios parados no órgão.

Startup cria calculadora de tempo de contribuição e economiza tempo de trabalho dos advogados

App do Serpro elimina listas de presença em papel

Aplicativo está disponível gratuitamente e facilita registros de presença em eventos, cursos e seminários.

App do Serpro elimina listas de presença em papel

Consumidores de todo o país podem consultar linhas pré-pagas pelo CPF

Cancelamento feito pelo usuário deverá ser atendido em 24 horas.

Consumidores de todo o país podem consultar linhas pré-pagas pelo CPF