Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Segurança da Informação: a nova informática básica

Segurança da Informação: a nova informática básica

22/03/2019 Thiago Muraro de Araújo

A quantidade de dispositivos conectados à internet aumenta a cada dia.

Segundo o último relatório apresentado pela Cisco, a expectativa é que, em 2022, o Brasil tenha 724,2 milhões de aparelhos ligados à rede. São computadores, notebooks, celulares, tablets, videogames e até mesmo televisores. Uma gama de dados gerados que nos deixa vulneráveis nas redes. E é aí que entra a segurança da informação.

A maioria dos ciberataques contam com a ingenuidade dos usuários. Essa falta de conhecimento facilita a ação de hackers e a proliferação de vírus nas máquinas. Por exemplo, grandes informações consideradas patrimônios de organizações vivem em constante zona de perigo dentro do ambiente virtual.

Os ataques normalmente são feitos por e-mails e redes sociais, induzindo os usuários a executarem uma ação que pode parecer comum ao seu dia a dia, mas resulta em perda de dados, tempo, dinheiro e até mesmo em difamação e exposição – seja para um usuário doméstico ou empresarial.

Confiabilidade, integridade, disponibilidade e autenticidade são propriedades consideradas básicas da segurança de informação, segundo a ISO/IEC 17.799, instaurada em 2005.

Hoje, com a internet das coisas, vivemos conectados e isso mostra o quão vulneráveis ficamos. Em uma análise sobre a importância da segurança da informação nos últimos anos, é possível simplificar a visão sobre esse tema, tratando-o como parte da informática básica. Não é mais apenas sobre bits e bytes, sobre como formatar textos e planilhas, ligar e desligar computadores.

Devemos aprender desde os primeiros contatos com o ambiente tecnológico que a segurança da informação faz parte de qualquer ação. É preciso educar os usuários no momento de introdução à TI, seja na escola, em casa ou em qualquer outro ambiente de aprendizado.

Ensinar sobre privacidade, boas práticas de utilização, licenciamento é importante para que, lá na frente, o usuário não passe por situações que prejudiquem sua atuação e utilização da rede.

A segurança da informação não é mais responsabilidade apenas de especialistas, analistas e profissionais da área de TI. Cada usuário é responsável pelos seus atos nesse mundo conectado.

Não podemos somente depositar toda a confiança em sistemas operacionais considerados seguros para que guardem nossas informações importantes. É preciso saber agir e principalmente, prevenir.

* Thiago Muraro de Araújo é supervisor de suporte técnico no Instituto das Cidades Inteligentes.

Fonte: Central Press



Cartão de crédito clonado é principal fraude sofrida por consumidores no Brasil

Quase nove milhões de brasileiros foram vítimas de golpes nos últimos 12 meses

Cartão de crédito clonado é principal fraude sofrida por consumidores no Brasil

SD-WAN: segurança e inteligência para as redes corporativas

O avanço da Computação em Nuvem trouxe uma série de vantagens competitivas para as empresas.


Somos mal-educados dentro e fora do WhatsApp?

Vivemos numa era em que a internet empoderou a todos, indistinta e simultaneamente.

Somos mal-educados dentro e fora do WhatsApp?

A transformação digital do ERP

Durante muito tempo, a equação envolvendo gastos e eficiência foi uma das principais preocupações da administração corporativa.


Cresce interesse de brasileiros por celulares chineses

Smartphones de Xiaomi e Huawei ganham atenção do consumidor brasileiro

Cresce interesse de brasileiros por celulares chineses

Google Maps irá exibir anúncios com mais frequência

O serviço é usado, na maior parte, gratuitamente e sem anúncios desde que foi lançado há 14 anos

Google Maps irá exibir anúncios com mais frequência

Lei Geral de Proteção de Dados

A importância de se investir em segurança da informação.


Canal no Youtube reúne dicas e debates sobre inovação

Canal Sala de Cultura apresenta conteúdo sobre inovação e tendências de negócios

Canal no Youtube reúne dicas e debates sobre inovação

Identidade Digital começará a ser emitida no 2º semestre

Documento vai funcionar inicialmente apenas em tablets e smartphones

Identidade Digital começará a ser emitida no 2º semestre

Um quinto de seguidores de políticos no Twitter pode ser fake

As últimas eleições comprovaram a gravidade das fake news em momento de instabilidade política

Um quinto de seguidores de políticos no Twitter pode ser fake

Startup mineira combate aumento no preço dos remédios

Remederia foca em consumidor prejudicado pelo reajuste de 4,33%

Startup mineira combate aumento no preço dos remédios

Estudantes desenvolvem software para diagnóstico de dengue, Zika e chikungunya

O software, que está em fase de testes, é desenvolvido por estudantes do CEFET-MG Leopoldina