Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Ser on-line é saber da importância do off-line

Ser on-line é saber da importância do off-line

27/11/2019 Juliana Maria Garippe

“É lindo ver o mundo se tornar digital, mas todos nós precisamos vigiar para que ele nunca deixe de ser humano e pessoal.”

Essa foi a mensagem de um filme publicitário de final de ano produzido por uma organização financeira em 2016.

O conteúdo desse filme, com pouco mais de dois minutos, e ainda muito atual apesar dos anos que já se foram, resume de forma brilhante tudo o que está acontecendo dentro desse mundo on-line que estamos mergulhados.

Expõe a importância das conquistas tecnológicas que surgem cada vez mais rápido, trazendo evolução, facilidades e até mesmo a cura.

E, no contraponto, a falta de medida desse avanço, em que o benéfico passa a ser destrutivo se analisado do ponto de vista das relações humanas.

Mesmo que alguns mais radicais alimentem correntes defendendo o término das relações interpessoais em prol das robotizadas, tecnologia alguma vai acabar com isso, nem agora nem no futuro.

Estamos falando da raça humana, aquela que busca e depende do contato, da troca e da interação com o seu semelhante em todos os âmbitos da sua vida, sejam eles pessoais, sejam profissionais.

No aspecto pessoal, acredita-se que até agora cada um “sofre” as inovações tecnológicas de maneira mais controlada, pois ainda existe uma certa escolha entre o on-line e o off-line.

Podemos optar, por exemplo, em arranjar um pretendente amoroso num lindo banco de praça ou se vamos fazer uso de algum aplicativo para filtrar alguns perfis disponíveis, sem que se tenha qualquer contato pessoal prévio. A escolha é de cada um… 

Por outro lado, essa liberdade que ainda se preserva na vida pessoal segue em decadência quando tratamos da relação com o consumidor ou do atendimento prestado a clientes.

Do ponto de vista de algumas empresas, a impressão que se tem é que não somente somos atendidos por um robô, mas que também, enquanto clientes, não passamos também de um robô.

Nessa realidade, somos tratados como números de protocolos, como mais um CPF igual a tantos outros que recebem um atendimento sem qualquer personalização, sem levar em conta nosso maior bem, que é nossa essência humana.

Sim, aquela mesma que comentamos há pouco, permeada de necessidades inerentes como o afeto, a troca, a interação pessoal e de todas as outras relações que só encontramos no modo off-line da nossa vida.

Engana-se redondamente a organização que “moderniza” seu atendimento sem oferecer às pessoas um contato um pouco mais humanitário, alegando ser de vanguarda, ou melhor, ser on-line ou qualquer outra coisa do gênero.

Certa vez, colidi meu carro no trajeto da minha casa para o trabalho. Passado o susto, entrei em contato com o 0800 da seguradora de veículos para obter informações sobre os procedimentos a serem cumpridos por conta do ocorrido.

Imediatamente a ligação foi direcionada para uma URA (Unidade de Resposta Audível). Estranhamente passei por não mais que três rápidas opções, oferecidas pelo tal robô, servindo apenas para direcionar melhor o tipo de atendimento que precisava naquele momento.

Tudo bem, faz parte. Em poucos instantes, já estava em contato com uma atendente de “carne e osso” que perguntou prontamente, antes de tentar saber o sempre solicitado número do RG, CPF, apólice ou qualquer outra informação desse tipo: “A senhora está bem? Precisa que seja acionado algum tipo de socorro médico ou talvez gostaria que entrássemos em contato com algum dos seus familiares?”.

O seguro era do carro, mas o foco imediato da atendente foi tentar saber sobre o estado do condutor do carro. Sentiu a diferença? É disso que precisamos. É esse o atendimento que buscamos.

São essas as empresas que queremos, pois prestam um atendimento on-line, mas sabem da importância das atitudes off-line como principal meio de encantamento e respeito pelos seus clientes.

Esse é o verdadeiro futuro, em que temos a tecnologia como aliada, trabalhando por todos nós e nunca contra nós.

* Juliana Maria Garippe é Gerente de Relacionamento com o Cliente do Sistema Positivo de Ensino.

Fonte: Central Press



6 passos para evitar e mitigar os danos de ataques cibernéticos à sua empresa

Ao longo de 2021 o Brasil sofreu mais de 88,5 bilhões (sim, bilhões) de tentativas de ataques digitais, o que corresponde a um aumento de 950% em relação a 2020, segundo um levantamento da Fortinet.


Comportamento digital: 10 destinos internacionais mais buscados no último ano

Orlando, nos Estados Unidos, e Cancún, no México, foram os destinos mais hypados, aponta ViajaNet.

Comportamento digital: 10 destinos internacionais mais buscados no último ano

Oito dicas para advogados usarem melhor suas redes sociais

Especialista em marketing digital jurídico indica o que e como fazer para advogados se destacarem no universo online e atrair potenciais clientes.

Oito dicas para advogados usarem melhor suas redes sociais

Como fazer em caso de PIX em conta errada?

No caso das pessoas que fez o pagamento, a alternativa é buscar a sua agência bancária para resolver a situação.

Como fazer em caso de PIX em conta errada?

Metaverso na construção civil: o futuro é virtual

O metaverso que constrói o mundo virtual de Snow Crash, livro de Neal Stephenson de 1992, é daqueles shows de ficção que enredam o leitor do começo ao fim.

Metaverso na construção civil: o futuro é virtual

Melhores Cryptos 2022: Mushe (XMU) e Fantom (FTM)

Mushe (XMU) e Fantom (FTM): Por que os analistas dizem que você deve comprar e manter na carteira.

Melhores Cryptos 2022: Mushe (XMU) e Fantom (FTM)

Na pista de decolagem, BIM alça importante voo

O uso da tecnologia BIM – sigla de Modelagem da Informação da Construção, em inglês – vai alcançando novos ares e expandindo sua aplicabilidade para as mais diversas áreas da construção civil.

Na pista de decolagem, BIM alça importante voo

Twitter aceita oferta de compra feita por Elon Musk

Dono da Tesla e da Space-X ofereceu US$ 44 bilhões pela rede social.

Twitter aceita oferta de compra feita por Elon Musk

Mudanças no WhatsApp só depois das eleições. Prejuízo a todos

O lançamento pelo WhatsApp, da plataforma Comunidades, que permitirá o envio de mensagens em massa (e ao mesmo tempo) é uma grande notícia.

Mudanças no WhatsApp só depois das eleições. Prejuízo a todos

O futuro da publicidade digital com a queda dos cookies de terceiros

É possível renovar a experiência personalizada com um novo acordo sobre o uso de dados e com o apoio do Marketing de Afiliados.

O futuro da publicidade digital com a queda dos cookies de terceiros

WhatsApp limita reencaminhamento de mensagens

A mudança começará a ser implementada, de forma gradativa, nos próximos dias.

WhatsApp limita reencaminhamento de mensagens

Conheça os benefícios da internet a cabo, fibra óptica e via satélite

Desde a criação da internet banda larga, muitas tecnologias começaram a ser desenvolvidas e inseridas no mercado nacional e internacional.