Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Smartphones e eletrônicos lideram compra de produtos usados pela internet

Smartphones e eletrônicos lideram compra de produtos usados pela internet

16/09/2019 Divulgação

70% dos entrevistados destacam economia de gastos como principal razão para adquirir itens de segunda-mão na web, aponta estudo CNDL/SPC Brasil.

Smartphones e eletrônicos lideram compra de produtos usados pela internet

O orçamento apertado das famílias e o desemprego ainda em patamares elevados têm levado muitas pessoas a buscar alternativas na hora de comprar ou mesmo para fazer um dinheiro extra. Um levantamento realizado em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revela que os produtos usados vêm ganhando espaço entre os consumidores.

Praticamente três em cada dez (28%) entrevistados adquiriram algum item de segunda-mão pela internet nos últimos 12 meses da pesquisa — percentual que chega a 39% entre os mais jovens. O ranking dos objetos mais adquiridos é encabeçado por celulares ou smartphones (29%) e eletrônicos (27%). Em seguida aparecem roupas e calçados (26%), eletrodomésticos (18%), móveis (17%), além de brinquedos e artigos infantis (16%).

Dados da pesquisa também mostram uma parcela significativa de consumidores que vem se desfazendo de objetos sem uso, principalmente para conseguir uma renda extra. Cerca de 30% colocaram à venda itens pessoais em sites especializados ou redes sociais, como eletrônicos (28%), roupas e sapatos (24%), eletrodomésticos (21%), celulares ou smartphones (20%), brinquedos e artigos infantis (19%), além de móveis (15%). Por outro, lado, 58% ainda não se sentem atraídos por esse tipo de modalidade. O tempo gasto para concretizar a venda, para a maior parte dos entrevistados, é relativamente curto: 40% precisaram de até uma semana, 28% levaram até 15 dias e 13% até um mês.

A principal razão apontada pelos adeptos da compra de usados pela web é a financeira: 70% destacaram a economia de gastos nas transações. Já 34% demonstraram preocupação em consumir de forma sustentável e consciente, enquanto 24% revelaram passar por apertos no orçamento, o que justifica a prática como forma de adquirir produtos a preços acessíveis. Em média, os consumidores ouvidos adquiriram entre quatro e cinco produtos usados pela internet nos últimos 12 meses. Os locais de compras mais citados foram sites especializados (78%), comunidades na internet ou redes sociais (36%) e aplicativos (23%).

Além disso, 57% dos entrevistados costumam verificar a possibilidade de comprar um produto usado antes de um novo e a maioria acredita não ser preciso adquirir um item novo para estar satisfeito com o seu uso. Para 40%, vale mais a pena adquirir um livro usado do que um novo, por exemplo. A preferência por usados também é predominante no caso dos que realizaram compras de carros e motos (37%) e instrumentos musicais (29%).



Startup da HIPE tem crescimento mensal de 150% em meio à pandemia

A inovação transforma o dinheiro físico em digital.

Startup da HIPE tem crescimento mensal de 150% em meio à pandemia

Brasil ocupa 4º lugar do ranking de audiência do Facebook na quarentena

País tem cerca de 120 milhões de pessoas acessando a rede social diariamente.

Brasil ocupa 4º lugar do ranking de audiência do Facebook na quarentena

A evolução da IoT e os desafios de segurança

A IoT ainda está em desenvolvimento e precisamos de uma solução de segurança que aprenda junto com ela.


Conheça o primeiro app brasileiro de chá de bebê online

A BBchow foi disponibilizado no Google Play e App Store já contabiliza 10 mil downloads.

Conheça o primeiro app brasileiro de chá de bebê online

Google será o responsável por mais uma crise mundial

Com a pandemia da covid-19, o lockdown e o isolamento impostos a boa parte da população na tentativa de conter o vírus, o mundo inteiro se vê frente a um cenário de desaceleração econômica, desemprego e crise financeira generalizada.


Startup Day 2020 abordará inovação pós-crise

Além de palestras com especialistas, o evento trará um espaço virtual para exposição de cases de sucesso, oficinas, demoday e muita interação entre os participantes.

Startup Day 2020 abordará inovação pós-crise

Vendas de brinquedos e jogos pela internet crescem mais de 400%

Pandemia antecipou tendências que levariam anos para se consolidarem, aponta especialista.

Vendas de brinquedos e jogos pela internet crescem mais de 400%

Rede social indeniza por bloqueio de conta de usuária

Para o relator, faltou justificativa plausível para desligamento

Rede social indeniza por bloqueio de conta de usuária

Coronavírus faz disparar procura por tutoria online

Busca pelo serviço desde o começo do distanciamento social confirma a tendência de consolidação de novas formas de EaD.

Coronavírus faz disparar procura por tutoria online

Números de acessos à plataforma de telemedicina dobra em abril

Com a tecnologia, através da telemedicina é possível expandir a capacidade de atendimento.

Números de acessos à plataforma de telemedicina dobra em abril

Justiça mineira isenta empresas de internet

Justiça mineira isenta empresas de internet.

Justiça mineira isenta empresas de internet

Quais os limites da privacidade em tempos de pandemia?

É tempo de reavaliar e usar sim a tecnologia a favor do bem comum.

Quais os limites da privacidade em tempos de pandemia?