Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Smartphones e eletrônicos lideram compra de produtos usados pela internet

Smartphones e eletrônicos lideram compra de produtos usados pela internet

16/09/2019 Da Redação

70% dos entrevistados destacam economia de gastos como principal razão para adquirir itens de segunda-mão na web, aponta estudo CNDL/SPC Brasil.

Smartphones e eletrônicos lideram compra de produtos usados pela internet

O orçamento apertado das famílias e o desemprego ainda em patamares elevados têm levado muitas pessoas a buscar alternativas na hora de comprar ou mesmo para fazer um dinheiro extra. Um levantamento realizado em todas as capitais pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) revela que os produtos usados vêm ganhando espaço entre os consumidores.

Praticamente três em cada dez (28%) entrevistados adquiriram algum item de segunda-mão pela internet nos últimos 12 meses da pesquisa — percentual que chega a 39% entre os mais jovens. O ranking dos objetos mais adquiridos é encabeçado por celulares ou smartphones (29%) e eletrônicos (27%). Em seguida aparecem roupas e calçados (26%), eletrodomésticos (18%), móveis (17%), além de brinquedos e artigos infantis (16%).

Dados da pesquisa também mostram uma parcela significativa de consumidores que vem se desfazendo de objetos sem uso, principalmente para conseguir uma renda extra. Cerca de 30% colocaram à venda itens pessoais em sites especializados ou redes sociais, como eletrônicos (28%), roupas e sapatos (24%), eletrodomésticos (21%), celulares ou smartphones (20%), brinquedos e artigos infantis (19%), além de móveis (15%). Por outro, lado, 58% ainda não se sentem atraídos por esse tipo de modalidade. O tempo gasto para concretizar a venda, para a maior parte dos entrevistados, é relativamente curto: 40% precisaram de até uma semana, 28% levaram até 15 dias e 13% até um mês.

A principal razão apontada pelos adeptos da compra de usados pela web é a financeira: 70% destacaram a economia de gastos nas transações. Já 34% demonstraram preocupação em consumir de forma sustentável e consciente, enquanto 24% revelaram passar por apertos no orçamento, o que justifica a prática como forma de adquirir produtos a preços acessíveis. Em média, os consumidores ouvidos adquiriram entre quatro e cinco produtos usados pela internet nos últimos 12 meses. Os locais de compras mais citados foram sites especializados (78%), comunidades na internet ou redes sociais (36%) e aplicativos (23%).

Além disso, 57% dos entrevistados costumam verificar a possibilidade de comprar um produto usado antes de um novo e a maioria acredita não ser preciso adquirir um item novo para estar satisfeito com o seu uso. Para 40%, vale mais a pena adquirir um livro usado do que um novo, por exemplo. A preferência por usados também é predominante no caso dos que realizaram compras de carros e motos (37%) e instrumentos musicais (29%).



Está na hora de trocar a transformação digital por inovação contínua

As organizações estão em uma esteira de inovação contínua.


RH Digital

Como a tecnologia pode revolucionar a área de recursos humanos?


Apenas 20% dos pequenos negócios com acesso à internet fazem vendas online

Feira do Empreendedor terá palestras gratuitas, com transmissões ao vivo, sobre marketing digital e estratégias para aumentar as vendas pela internet.

Apenas 20% dos pequenos negócios com acesso à internet fazem vendas online

Serviços bancários por celular são acessados por 65% dos brasileiros

Mais da metade dos consumidores usa smartphones para abrir contas bancárias ou adquirir produtos ou serviços financeiros.

Serviços bancários por celular são acessados por 65% dos brasileiros

Enfrentando a tempestade digital

Os líderes empresariais assumem seus postos depois de muito empenho.


Tentativa de espionagem cresce 228% no Brasil

Estatísticas são parte do relatório ‘A situação do stalkerware em 2019’, desenvolvido pela Kaspersky para apoiar o combate à espionagem.

Tentativa de espionagem cresce 228% no Brasil

WhatsApp é a maior ferramenta de comunicação da classe C

Estudo inédito traz dados sobre consumo de mídia e indica que uso de celular já está consolidado entre o segmento.

WhatsApp é a maior ferramenta de comunicação da classe C

As distâncias diminuíram

O PayPal é a primeira estrangeira com licença de pagamento na China.


Brasil já tem mais de 145 milhões de celulares 4G

Desde o início do ano, 160 municípios já receberam as redes de 4G.

Brasil já tem mais de 145 milhões de celulares 4G

A inteligência voltada para a transformação digital

Quem trabalha com tecnologia certamente já teve a impressão de que as coisas estão mudando cada vez mais rapidamente.


Ferramenta de cálculos previdenciários registra mais de 12 mil “downloads” por mês

Previdenciarista conta com mais de 9 mil advogados de todo Brasil como clientes e otimiza tempo de trabalho de profissionais do setor.


Amo Beagá é o novo APP de benefícios exclusivos da cidade

Startup mineira movimenta mercado premium em Belo Horizonte.

Amo Beagá é o novo APP de benefícios exclusivos da cidade