Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Associação é condenada por obrigar professora contratada a participar de culto evangélico

Associação é condenada por obrigar professora contratada a participar de culto evangélico

25/06/2019 Da Redação

A associação terá que pagar R$ 20 mil de indenização por danos morais a ex-professora.

A profissional ministrava aulas em um dos cursos oferecidos pela associação e sofria ameaça de corte no ponto de trabalho caso se ausentasse das reuniões religiosas que aconteciam fora do horário do expediente.

Testemunha ouvida no processo relatou que teve dia de trabalho cortado por não participar de um culto. Segundo ela, a presença era obrigatória para alunos e profissionais da entidade e os eventos religiosos aconteciam na igreja da associação uma vez por semana, na maioria das vezes, fora do horário de trabalho. Já uma aluna da entidade contou que chegou presenciar a diretora determinando que ex-professora retirasse do carro dela um adesivo com a imagem de uma santa.

Para a desembargadora relatora da 1ª Turma do TRT-MG, Maria Cecília Alves Pinto, a associação beneficente violou a liberdade de consciência e de crença estabelecida constitucionalmente. Frisou a relatora, na decisão, que constitui dever do empregador manter um ambiente de trabalho saudável, coibindo condutas desrespeitosas.

A magistrada lembra que o empregador é responsável pelos atos de seus prepostos, conforme prevê o artigo 932, do Código Civil. “O tratamento dispensado à professora comprovou o assédio moral, evidenciando a culpa da reclamada”, frisou, votando por manter a condenação da entidade empregadora a indenizar a professora pelos danos morais sofridos com a conduta ilegal de que foi vítima.

Processo - PJe: 0011978-42.2016.5.03.0183 (RO) — Disponibilização: 20/03/2019

Fonte: TRTMG



Benefício de auxílio-acidente

Segurado que sofre acidente do trabalho tem direito à indenização de até 50% do salário pago pelo INSS.


STF dá nova esperança à correção do FGTS

Milhões de brasileiros poderão pleitear a correção de seu FGTS depositado por um índice mais vantajoso que a TR.


Mediação e arbitragem nas desapropriações por utilidade pública

Maior celeridade e efetividade na indenização.


A polêmica das aposentadorias especiais

A aposentadoria especial é um benefício concedido ao cidadão que trabalha exposto a agentes nocivos à saúde, sejam eles insalubres, perigosos ou penosos.


Execução de dívida condominial pode incluir parcelas a vencer

o condômino executado deve arcar com as cotas condominiais que se vencerem.


A responsabilidade da empresa em acidentes de trabalho

A responsabilidade da empresa é objetiva em acidentes de trabalho de profissionais em atividade de risco.


Ser estratégico é cumprir a lei

Segurança da informação e privacidade de dados são questões estratégicas.


Saiba quais são os direitos e deveres de um estagiário

Um estagiário, assim como um profissional já formado, também tem seus direitos e deveres dentro de uma empresa.


Garantias constitucionais para Chico e para Francisco

O poder judiciário é a última trincheira da cidadania.


Assembleia Virtual e o voto eletrônico: uma evolução digital. Conheça suas vantagens!

A assembleia é um momento no qual os condôminos discutem as questões que afetam e afetarão a vida de cada um, a gestão da administração e os destinos estruturais do condomínio.


Habemus Autoridade Nacional de Proteção de Dados

Inegável a responsabilidade e a importância da ANPD, órgão que será o grande guardião da proteção de dados no Brasil.


Novas regras para aposentadoria e a necessidade do planejamento

Começou a contagem regressiva para que as novas regras para se aposentar no Brasil entrem em vigor.