Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Indenização por danos de chuva e inundação

Indenização por danos de chuva e inundação

27/10/2005 Divulgação

Com a chegada do verão, chegam as fortes precipitações e os transtornos de todo tipo provocados pelas inundações. Além de móveis e eletrodomésticos, as águas costumam invadir ruas e garagens e não são poucas as pessoas que já tiveram sérios danos causados aos seus veículos.

Segundo o especialista em Direito Securitário da Innocenti Advogados Associados, Aldo Bertoni, "em geral, na cobertura básica dos seguros de veículos, já há previsão de indenização para danos materiais provocados por submersão total ou parcial do veículo em água doce, decorrentes de enchentes e inundações". Ele afirma que se um veículo sofreu avarias causadas por inundação ou enchente, "não cabem dúvidas. O proprietário deve ser indenizado".

Bertoni adverte, porém, que na hipótese de o segurado atravessar 'deliberadamente' um local inviável para um veículo, face à grande quantidade de água existente, "ele terá agido com culpa grave ou dolo e a indenização não será paga". Portanto, é bom se prevenir, evitando atravessar ruas ou avenidas já alagadas. Mas junte provas e exija a cobertura do seguro se o seu carro, regularmente estacionado na rua ou garagem de casa, foi atingido por uma inundação.

E um último conselho. Ao fazer a apólice do seguro, leia o contrato com atenção para certificar-se de que você tem direito a esse tipo de cobertura. Vale lembrar ainda, que antes de firmar uma proposta de seguro, a pessoa procure orientação, sempre, com um corretor de seguros de sua confiança ou indicado por alguém.

Fonte: Aldo Bertoni, especialista em Direito Securitário da Innocenti Advogados Associados.



STF e a concentração dos poderes

São poderes da União, independentes e harmônicos entre si, o Legislativo, o Executivo e o Judiciário (art. 2º da CF/88), com funções e atribuições previstas pelo poder Constituinte de 88.


É permitido despejo durante a pandemia?

É fato que todos nós estamos passando por um momento nunca visto na história recente de nossas vidas.


STJ julgará a validade da incidência do fator previdenciário na aposentadoria dos professores

O Superior Tribunal de Justiça agendou para esta quarta-feira (27 de maio) julgamento sobre a incidência ou não do fator previdenciário no cálculo da renda mensal inicial da aposentadoria por tempo de contribuição de professor, quando a implementação dos requisitos necessários à obtenção do benefício se der após 1999 (Lei n. 9.876/1999).


Carteira de Identificação da Pessoa com Autismo na proteção dos direitos humanos

Apesar da lei já estar em vigor, não se tem previsão exata de sua aplicação.



Decisões liminares de despejo durante a pandemia e o Projeto de Lei 1.179/20

Conforme tem sido amplamente noticiado, a pandemia causada pelo coronavírus importará em diversas e importantes consequências jurídicas e sociais para o nosso país.


Toyota indenizará por atraso em entrega de veículo

Cliente com câncer usaria o carro para se locomover até a cidade onde fazia tratamento.


Rede de cosméticos é condenada por obrigar consultora a mudar visual

Como ressaltou a magistrada, a aparência dos cabelos não altera a capacidade de trabalho da consultora de beleza.


Cláusula de foro de eleição em tempos de COVID-19

Quando as partes contratantes optam pela inserção de uma cláusula de eleição de foro em seu contrato, classifica-se essa escolha como uma causa de competência relativa.


Guarda compartilhada

Quais são as mudanças na convivência com os filhos durante a pandemia de Covid-19?


Pedidos de recuperação judicial aumentarão exponencialmente no segundo semestre de 2020

Essa renegociação poderá salvar diversas empresas da falência ou de uma recuperação judicial.


O direito à privacidade na pandemia e para além dela

Em meio à crise do Covid-19, muitas questões têm surgido acerca da privacidade e dos limites quanto ao uso de dados pessoais nesse momento de pandemia, ainda que a LGPD (Lei Geral de Proteção de Dados) não esteja vigente e, até esse momento, não se tenha decidido quando passará a viger.