Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Inteligência Artificial está transformando o mercado jurídico

Inteligência Artificial está transformando o mercado jurídico

17/04/2019 Divulgação

O impacto dessas tecnologias deve levar muitos benefícios e oportunidades para a área

O avanço da tecnologia e suas inúmeras aplicabilidades estão transformando a maneira como nos relacionamos, trabalhamos e entendemos o mundo. A Inteligência Artificial – IA, o Machine Learning, as análises preditivas, o Data Science são alguns exemplos de revolução que estão causando mudanças em toda sociedade, e claro que não seria diferente com o mercado Jurídico.

A plataforma cognitiva da IBM conhecida como Watson já está sendo usada por escritórios de advocacia para resumir processos e agilizar o trabalho burocrático de inúmeros advogados. Aplicada dessa maneira, a Inteligência Artificial traz maior agilidade para os processos jurídicos e desafoga os profissionais da área do trabalho repetitivo, permitindo, portanto, que esses dediquem tempo e energia em tarefas que exigem maior criatividade e pensamento crítico.

Imagine o cenário onde um supercomputador consegue acessar um banco de dados de processos judiciais, cruzar as informações e consultar milhões de arquivos para fornecer as informações de documentos relevantes para o caso. Se realizada por um ser humano, essa tarefa exigiria horas, talvez dias, mas quando feita por um computador inteligente leva cerca de segundos.

Embora seja óbvio a utilização dessas tecnologias por instituições privadas, os governos também irão se utilizar da Inteligência Artificial em suas esferas jurídicas. O Ministério de Justiça da Estônia está disposto a desenvolver o primeiro “juiz robô”, uma IA que poderá ser usada para mediar pequenas causas, casos menores que US$ 8 mil. A intenção é liberar os juízes do país para se dedicarem a casos mais complexos.

Diante dessas transformações, em alguns casos, os profissionais do direito se sentem ameaçados. Mas o impacto dessas tecnologias trará muitos benefícios e oportunidades para a área. As analises preditivas, a capacidade cognitiva das máquinas e os algoritmos são na verdade poderosos ajudantes que irão facilitar o trabalho e trazer agilidade para os processos. Talvez a IA seja a solução para a morosidade do sistema jurídico brasileiro.

Mesmo com tantos avanços, todos os especialistas concordam que ainda não existe um cenário onde as máquinas irão substituir as habilidades humanas. Mas sem dúvida, nós precisamos nos adaptar para continuarmos sendo competitivos e importantes dentro do meio jurídico. O aprimoramento de soft skills de liderança e comunicação surgem como os mais citados para todas as áreas no futuro. Dento do mercado jurídico acredito que as habilidades de data analytics sejam indispensáveis para os “advogados do futuro”.

Infelizmente as universidades não estão se adaptando com a velocidade que o mercado se transforma. Existem poucas instituições que modificam seu currículo para incluir as capacidades numéricas e matemáticas à formação de advogados. Aos que desejam se preparar para esse futuro do trabalho recomendo cursos de extensão, pós-graduação, cursos livres nas áreas Data Science, Data Analytics, Machine Learning, entre outro.

É impossível frearmos os avanços da tecnologia uma vez que as transformações estão chegando para tonar o Direito uma área melhor. Portanto, o futuro da advocacia é integrar as capacidades humanas aos avanços tecnológico e entregar assim resultados mais efetivos para toda a sociedade.

Texto: Bruno Lourenço - advogado, headhunter especializado no mercado jurídico

 



Entenda o visto humanitário para ucranianos

A invasão da Ucrânia pela Rússia, iniciada em 24 de fevereiro, já levou mais de 4 milhões de ucranianos a deixarem seu país em busca de um lugar seguro.


Exigência de vacina não é motivo para rescisão indireta por motivo ideológico

Não se discute mais que cabe ao empregador, no exercício de seu poder diretivo e disciplinar, zelar pelo meio ambiente de trabalho saudável.


Oito dicas para advogados usarem melhor suas redes sociais

Especialista em marketing digital jurídico indica o que e como fazer para advogados se destacarem no universo online e atrair potenciais clientes.

Oito dicas para advogados usarem melhor suas redes sociais

Conheça cinco vantagens do Pix para empresas

MEIs e PMEs podem economizar cerca de R$ 2.000 em serviços e produtos bancários por ano.

Conheça cinco vantagens do Pix para empresas

Advogados abordarão o impacto de conflitos éticos e estatais na relação entre países

Começa no dia 13 de abril, a partir das 9h30, o “Fórum Mundial de Litígio”.


Inversões da Justiça e as 15 milhões de vítimas de fraudes financeiras no Brasil

De grande repercussão na mídia nacional e até internacional, o caso da GAS Consultoria chama atenção pelos valores envolvidos, que ultrapassam bilhões de reais e deixam milhares de pessoas na incerteza sobre o paradeiro das suas economias.


Compras efetuadas com cartão furtado geram indenização a cliente

O Brasil é o país campeão em vazamento de cartões. Considerando todos os outros países, a população brasileira é a maior vítima, totalizando 45,4% dos casos do mundo todo.


O Rompimento do Noivado e suas consequências: uma breve análise

Intimamente ligado à noção de família, o instituto do casamento é universal e elemento comum em praticamente todos os ordenamentos jurídicos mundiais modernos.


Banco é condenado a indenizar cliente

O banco Itaú Unibanco foi condenado a indenizar uma cliente em R$ 10 mil, a título de danos morais, por não assegurar proteção e segurança para sua conta bancária.


Casal que foi desalojado de hotel deve ser indenizado

Justiça condena agência online por prejudicar viagem.


O último sobrenome deve sempre ser o do pai?

Na hora de registrar o nascimento dos filhos, é muito comum surgirem algumas dúvidas nos pais.


Proteção de dados pessoais torna direito fundamental após emenda

Desde que a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) entrou em vigor em setembro de 2018, as empresas passaram a ter a obrigação de garantir a segurança dos dados aos quais possuem acesso.