Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Deus revelado em Cristo

Visto, desde tempos antigos, como natureza do mundo e criador da ordem que o rege, Deus sempre representou, para os filósofos, desde Anaxágoras, um intelecto criador, artífice ou demiurgo universal (Platão), um poder superior com atributos de inteligência e bondade.


Energia: obsessão de Bush é oportunidade para o Brasil

Recentemente, o presidente norte-americano George Bush participou de um painel sobre conservação de energia e eficiência no National Renewable Energy Laboratory  - NREL – em Golden, Colorado. Nessa ocasião, Bush voltou a afirmar que o governo dos Estados Unidos está convencido da necessidade de se investir maciçamente em pesquisa e desenvolvimento de fontes de energia alternativas ao petróleo.


Alberto Santos-Dumont: gênio e pioneiro da Aviação Mundial

“Um brasileiro mirrado de corpo, mas incrivelmente corajoso em sua audácia, queria ardentemente voar. Mas não como os homens voavam. Ele queria voar como os pássaros; como os aviões”. (“Caros Amigos” Especial Ano X número 29 julho 2006)



Em defesa do centro-oeste mineiro 

Quando escreveu “Cidades Mortas”, em 1919, o escritor Monteiro Lobato estava bem decepcionado com a situação decrépita das cidades interioranas paulistas e afirmava tristemente “Aqui, nada é, tudo foi”.


Malabaristas Urbanos

Durante a realização da Copa do Mundo da Alemanha, foi colocada em prática uma memorável campanha de educação para a cidadania, intitulada “Diga não ao racismo”. Milhões de pessoas, do mundo inteiro, puderam refletir sobre a que é, certamente, uma das facetas mais patológicas da natureza humana, devido a uma iniciativa simples, mas extremamente eficaz.


O nacionalismo boliviano

Lideranças políticas e órgãos da imprensa brasileira reagi- ram indignados às recentes atitudes do governo boliviano contra as atividades de Petrobrás naquele país. Indignação natural, dado o modo truculento como agiu o presidente Evo Morales, ocupando “manu militari” as instalações da empresa e ofendendo publicamente os seus dirigentes, a quem chamou até mesmo de contrabandistas.



A omissão dos bons

"O que mais me preocupa não é nem o grito dos violentos, dos corruptos, dos desonestos, dos sem-caráter, dos sem-ética. O que mais me preocupa é o silêncio dos bons”. O autor desse pensamento límpido, profundo e sóbrio é Martin Luther King, o homem que, nos anos 50 e 60, mobilizou os negros norte-americanos contra a iníqua segregação racial que dividia os Estados Unidos.


Caos Urbano

Os acontecimentos aqui descritos caberiam numa narrativa de ficção, mas recorremos aos testemunhos de milhares de belorizontinos, que sofreram prejuízos com o ocorrido, para declarar que é tudo verdade.


Chirac no Brasil

Em sua última visita ao Brasil, nos anos 90, o presidente da França, Jacques Chirac, estava no auge do prestígio político. Na visita feita em maio as circunstâncias são diferentes: ele está no fim do seu segundo mandato e enfrenta enorme desgaste, com baixíssimo índice de popularidade.



John Kenneth Galbraith

A o ler as matérias publica das em vários jornais e re vistas sobre o economista John Kenneth Galbraith, (já falecido), percebe-se o tratamento respeitoso dado a ele pela imprensa do Brasil e de outros países.


Lembrando Peter Drucker

“Nunca pense e diga ‘eu’. Pense e diga ‘nós’ (...). Líderes de verdade sabem que eles têm autoridade apenas porque têm o apoio da organização (...). Toda decisão é arriscada. Consiste no comprometimento dos recursos atuais com o futuro incerto e desconhecido (...). Atrair e reter talentos tornaram-se dois dos desafios centrais da administração (...)”.


Crimes hediondos: (IV)

Desafiado há décadas, por um surto de criminalidade que já atingiu a dimensão de “auge delitivo”, o Estado brasileiro, em momento algum, foi capaz de dar uma resposta à altura a uma questão de importância vital para os cidadãos.