Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Ano letivo só vai acabar em 2013

Ano letivo só vai acabar em 2013

27/07/2012 Divulgação

A greve dos professores das universidades federais já dura 72 dias e aumenta a probabilidade de que o calendário letivo de 2012 tenha que ser estendido até o início de 2013.

Na maioria das 57 instituições, a paralisação teve início antes do encerramento do primeiro semestre. Com isso, quando a greve terminar, será necessário concluir as atividades para só então dar início ao segundo semestre de 2012.

O reitor da Universidade de Brasília (UnB), José Geraldo, explica que, quando a greve for encerrada, o calendário deverá ser reorganizado. “O semestre letivo não coincide com o ano fiscal. É provável que a gente entre [com as atividades letivas] em 2013 com a reposição. Mas já vivemos experiências de outras greves em que foi possível organizar isso de modo qualificado”, disse.

Muitos reitores descartam a possibilidade de cancelar o semestre e apostam na reposição. Na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), os professores encerraram as atividades antes da paralisação, mas o semestre não foi oficialmente finalizado porque a maioria não lançou as notas no sistema.

Como as aulas foram concluídas, o reitor Carlos Alexandre Netto acha que não será necessário comprometer as férias de janeiro com a reposição – isso se a greve não se prolongar por muito tempo.

Além dos professores, os técnicos administrativos das universidades federais estão em greve desde 11 de junho. Em algumas universidades, a paralisação dos servidores também atrapalha o calendário, já que serviços como o lançamento de notas e matrículas podem ficar comprometidos.

O governo espera resolver a situação com os professores para depois iniciar a negociação com os técnicos.

Até a próxima segunda-feira, dia 30, professores se reunirão em assembleias para deliberar sobre o fim da greve. Até o momento, docentes de pelo menos 12 universidades federais já rejeitaram a proposta apresentada pelo governo e mantiveram a paralisação.

Fonte: Agência Brasil



O que as melhores escolas públicas têm em comum?

A margem de entraves burocráticos em escolas sem autonomia administrativa é grande.

O que as melhores escolas públicas têm em comum?

Curso gratuito ensina a brasileiros a escrita usada em universidades americanas

Plataforma online reúne recursos para aprender a escrever em inglês com acesso gratuito.

Curso gratuito ensina a brasileiros a escrita usada em universidades americanas

Suécia organiza feiras virtuais para promover o ensino superior

24 universidades suecas se juntaram à maior atividade de promoção da educação da Suécia, coordenada pelo Swedish Institute.

Suécia organiza feiras virtuais para promover o ensino superior

O espaço escolar não pode esperar até a vacina chegar

A retomada presencial passa pela opção de aguardar o momento supostamente mais seguro resultante de uma vacina.

O espaço escolar não pode esperar até a vacina chegar

Porque o EaD não pode ser feito sem planejamento, mesmo na pandemia

Ensino a distância é muito mais que aulas disponibilizadas na internet, sejam elas ao vivo ou gravadas.

Porque o EaD não pode ser feito sem planejamento, mesmo na pandemia

O sistema educacional deve ser reestruturado para não afetar a aprendizagem dos alunos

Enfrentar os desafios de ensino e acesso neste ano escolar exige que os professores e as autoridades escolares reformulem seus sistemas educacionais.

O sistema educacional deve ser reestruturado para não afetar a aprendizagem dos alunos

A nova rotina dos professores: adaptações em home office

Jogo desperta nas crianças o interesse pela máscara de proteção

Lançamento da Copag incentiva os pequenos a se protegerem e deixarem o item de uso obrigatório mais divertido.

Jogo desperta nas crianças o interesse pela máscara de proteção

Professor em chamas

Aos que ardem, aos que aquecem, aos que irradiam, aos que transformam, aos que tiram o fôlego, aos que iluminam.

Professor em chamas

O passivo social da educação

Outro âmbito que demonstra o grande abismo social que assola o nosso país é o da educação.

O passivo social da educação

Os impactos colaterais da Reforma Tributária no ensino privado brasileiro

A Reforma Tributária chegou para valer. O poder executivo finalmente demonstrou suas verdadeiras intenções.

Os impactos colaterais da Reforma Tributária no ensino privado brasileiro

Os resultados do PISA, liderança e o regime de colaboração

O Brasil participa do PISA desde 2000 e os principais avanços de aprendizagem dos alunos ocorreram até o ano de 2009.