Portal O Debate
Grupo WhatsApp

As portas que se abrem na Educação Básica

As portas que se abrem na Educação Básica

22/12/2020 Celso Hartmann

O período de isolamento social trouxe também um olhar atento à saúde mental de nossas crianças e jovens.

As portas que se abrem na Educação Básica

A escola é o porto seguro da humanidade, aquele lugar para onde todos olham, independente do credo ou posicionamento político, quando procuram por certezas, por um lugar confiável e estável no seio de uma sociedade que se transforma em ritmo alucinante. A pandemia do novo coronavírus estremeceu este sólido lugar, afastando milhares de crianças e jovens do ambiente escolar e ressignificando a sala de aula. Lembrando que a escola não é um ente isolado da sociedade, mas um espelho dela – e, como tal, precisa se adaptar aos desafios dos nossos tempos de mudanças cada vez mais rápidas e profundas. 

Engana-se quem pensa que a pandemia deixará como legado para as escolas apenas novas plataformas para postagem de vídeos e tarefas escolares ou professores aptos a produzirem maravilhosas vídeo-aulas. O coronavírus abriu, para a Educação Básica, as janelas para uma jornada muito mais conectada, na qual alunos poderão ter aulas remotas, ao vivo, com profissionais de todo o planeta. A pandemia também escancarou a necessidade de revisão das propostas pedagógicas e disciplinares das escolas, que precisam abrir mais estradas, não serem limitantes, criarem mais itinerários formativos, ressaltarem as habilidades dos estudantes e darem a eles o poder de escolha sobre os assuntos nos quais querem se aprofundar.

Na pós-pandemia, a escola precisará ser diferente para sustentar uma sociedade que não cansa de se transformar: utilizar as plataformas de ensino remoto para propiciar aos estudantes contato com os melhores professores, não importa onde estejam, e, também, como apoio ao contínuo aprimoramento da equipe docente. Flexibilizar o currículo, eliminando o que ficar obsoleto e incorporando o que crescer em importância, dando poder de escolha ao aluno, sobretudo no Ensino Médio, e estimulando a formação de indivíduos independentes, úteis para a sociedade e responsáveis pelos seus atos.

O período de isolamento social trouxe também um olhar atento à saúde mental de nossas crianças e jovens, chegando a índices nunca alcançados de depressão e ansiedade nessa faixa etária e mostrando o quão importante é a convivência entre eles. A partir daí, pode-se destacar que a escola não é apenas um espaço de aprendizado de Matemática ou Geografia, mas onde se desenvolve a inteligência emocional, a amizade, o respeito pelo próximo, a conversa, o tão falado networking – que será cobrado lá na frente, no mercado de trabalho.

Isso sem falar na valorização da carreira docente. Desde que a pandemia do novo coronavírus começou, muitos olhares se voltaram para a importância que os professores têm na construção da sociedade. Isso se dá porque, com as crianças em casa, os pais conseguiram enxergar quão difícil é o processo de ensinar. Com ou sem tecnologia, com aulas on-line ou presenciais, teóricas ou práticas, o papel do professor nunca foi tão importante – e continuará sendo, com ou sem pandemia.

* Celso Hartmann é diretor-geral do Colégio Positivo.

Fonte: Central Press



Vlibras amplia em mais de 30% o número de sinais em 2 anos

Sistema de tradução do português para Libras conta com 21 mil sinais.

Vlibras amplia em mais de 30% o número de sinais em 2 anos

Inep divulga gabaritos oficiais do Enem 2021

Exame teve mais de 3,1 milhões de inscritos.

Inep divulga gabaritos oficiais do Enem 2021

Matrícula e mensalidade escolar: hora de buscar bons descontos

O planejamento na hora de definir sobre a matrícula em uma escola deve levar em conta diversos pontos, que vão além das questões geográficas e financeiras.

Matrícula e mensalidade escolar: hora de buscar bons descontos

Empreendedorismo na escola: aprendizagem por meio de erros

Novos modelos de negócios são criados a todo momento e a demanda on-line cresce aceleradamente.

Empreendedorismo na escola: aprendizagem por meio de erros

Aluna se inspira nos próprios aparelhos auditivos para escrever livro sobre inclusão

Estudante que convive com uma condição auditiva e neurológica atípica reflete acerca da aceitação e da discriminação no livro que produziu em programa literário realizado pela escola.

Aluna se inspira nos próprios aparelhos auditivos para escrever livro sobre inclusão

Faop será expandida para Guaxupé, no Sul de Minas

Presença da fundação estadual no município vai garantir formação qualificada em cursos de restauro.


A importância da educação em momentos de crise

A educação, que não teve tanto foco como as outras pastas, também foi diretamente impactada por essa crise.

A importância da educação em momentos de crise

Metaverso: a nova fronteira do ensino

Metaverso trata-se de envolver-se em espaços virtuais compartilhados, manifestados como ambientes 3D ou de realidade virtual imersiva.

Metaverso: a nova fronteira do ensino

Desatenção na sala de aula: uma solução para este problema constante

Nas escolas, são frequentes os relatos dos professores sobre os olhares dos estudantes “se perdem”, diante das explicações.

Desatenção na sala de aula: uma solução para este problema constante

Samsung anuncia vencedores da 8ª edição do Solve For Tomorrow

Programa busca desenvolver soluções inovadoras para Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática.

Samsung anuncia vencedores da 8ª edição do Solve For Tomorrow

Aumenta interesse de estudantes por ensino superior, diz pesquisa

Estudo foi encomendado por instituições privadas de educação superior.

Aumenta interesse de estudantes por ensino superior, diz pesquisa

“Round 6” e a saúde emocional de nossos jovens

Jogos tradicionais e brincadeiras infantis são uma parte fundamental da cultura de um povo.

“Round 6” e a saúde emocional de nossos jovens