Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Belo Horizonte recebe pós-graduação em Tecnologia Cervejeira

Belo Horizonte recebe pós-graduação em Tecnologia Cervejeira

08/04/2019 Divulgação

Estado terminou 2018 com 112 cervejarias. A profissionalização é outro passo importante para a consolidação do setor.

Belo Horizonte recebe pós-graduação em Tecnologia Cervejeira

A partir de 26 de abril, em Belo Horizonte (MG), será possível participar da única especialização em nível superior voltada exclusivamente para a área de produção de cerveja do país. A Escola Superior de Cerveja e Malte (ESCM) realiza na cidade o curso de pós-graduação em tecnologia cervejeira.

As inscrições ainda estão disponíveis pelo site www.cervejaemalte.com.br e o único pré-requisito é formação em curso de ensino superior. São 18 meses de aulas, com encontros quinzenais. Em Minas Gerais, o curso é realizado em parceria com a UNIBH. Com a certificação, os alunos que já possuem registro no Conselho Regional de Engenharia e Agronomia (CREA), poderão solicitar extensão de responsabilidade técnica para serem responsáveis por fábricas da bebida.

Carlo Bressiani, diretor da ESCM, diz que a pós-graduação é uma oportunidade e tanto para quem já atua no setor e quer aprofundar os seus conhecimentos e assumir a responsabilidade técnica de uma fábrica quanto para aqueles que veem chances de crescimento dentro do segmento. “Só no ano passado foram 210 novas cervejarias no Brasil.

Temos, atualmente, 889 fábricas em atividade e esse número deve crescer ainda mais por alguns anos. Isso abre possibilidades para que, os profissionais que buscaram capacitação, se reposicionem e possam dar um direcionamento de ascensão para as suas carreiras”, comenta.

A pós-graduação tem três módulos práticos – ingredientes, processo produtivo e equipamentos e controle de qualidade – e um de encerramento, com o trabalho de conclusão do curso.

Fonte: Escola Superior de Cerveja e Malte



Educação e política. Importantes, desde que em separado

Fechamento das escolas é a consequência, não a causa da incapacidade brasileira de fazer melhor

Desde meados dos anos 1970, a evidência dos retornos da educação não parece mais ser segredo.

Fechamento das escolas é a consequência, não a causa da incapacidade brasileira de fazer melhor

Inscrições abertas para o Programa Desafio Escolar

Jovens de 15 até 18 anos e professores podem participar de projeto pedagógico que conecta games e o ensino de Ciência, Tecnologia, Humanidades, Engenharia e Matemática.


Escola de negócios oferece 10 mil bolsas de estudo em curso de Excel para jovens

Voitto tem como objetivo ser uma impulsionadora na vida profissional das pessoas, principalmente para jovens que buscam o primeiro emprego.

Escola de negócios oferece 10 mil bolsas de estudo em curso de Excel para jovens

MIT oferece bolsa de estudo integral para áreas de Engenharia e Ciências da Vida

Fundação TMVL cria bolsa permanente e anual com prioridade para estudantes do Insper e da Faculdade Albert Einstein do Brasil.

MIT oferece bolsa de estudo integral para áreas de Engenharia e Ciências da Vida

Multinacional finlandesa abre inscrições para programa de estágio

Valmet abre vagas para universitários nas três unidades no Brasil: Araucária (PR), Belo Horizonte (MG) e Sorocaba (SP).


Universidade lança cursos gratuitos online na área de tecnologia

Participantes não precisam ter conhecimento prévio; cursos fornecem certificado após a conclusão.

Universidade lança cursos gratuitos online na área de tecnologia

Empreendedorismo e a arte de sonhar

Sabe aquele empurrão que recebemos vez ou outra na vida?

Empreendedorismo e a arte de sonhar

Enem: 6 dicas para aumentar o foco

É muito comum se distrair enquanto estamos estudando.

Enem: 6 dicas para aumentar o foco

Qualidade na educação: muito mais que índices de aprendizagem

Qualidade na educação é um conceito complexo que pode se modificar conforme o contexto, os valores, a cultura e a identidade de cada local.

Qualidade na educação: muito mais que índices de aprendizagem

Um em cada dez estudantes já foi ofendido nas redes sociais, mostra IBGE

A coleta dos dados foi feita antes da pandemia, entre abril e setembro de 2019.

Um em cada dez estudantes já foi ofendido nas redes sociais, mostra IBGE

Senai abre inscrições para o Grand Prix de inovação

Desafios terão de ser resolvidos por estudantes.