Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Colégio de BH abole compra integral de material escolar

Colégio de BH abole compra integral de material escolar

13/02/2007 Divulgação

Os pais de alunos do Instituto Libertas de Educação e Cultura não necessitam enfrentar livrarias e papelarias cheias porque eles compram o material ao longo do ano.

No Instituto Libertas o material escolar não é adquirido no início de cada ano, como na maioria dos colégios. A escola não trabalha com seriação, mas, sim, com fases, que podem durar de dois a três anos. As férias de janeiro e de julho são apenas mais um momento de pausa, de descanso. O final de cada ano e o início do ano seguinte não fecha e abre um novo período na escola. O aluno volta das férias para dar continuidade a um trabalho, ele continua de onde parou. Portanto os materiais são adquiridos de acordo com a necessidade. Se o caderno de deveres de casa acabou em abril, compra-se um novo naquele momento, e outro caderno só vai ser comprado quando o aluno usar aquele até a sua última página. Não importa se ele mudou de fase, se mudou de professora, se mudou de ano. O mesmo acontece com todos os outros materiais.

Outra política da escola é o uso coletivo dos livros didáticos. Vários livros de diversos autores são adquiridos pelo Libertas para serem utilizados por todos os alunos, que irão pesquisar esse material considerando o tema em estudo. Com vários livros para consultar, cada um produz o seu próprio material sobre aquele tema, enriquecendo a discussão. O estudo ainda é complementado por atividades produzidas pelo professor. “Não podemos dizer que não usamos livros didáticos, usamos muitos. O que não fazemos é adotar apenas um livro de uma determinada disciplina para a turma inteira. Essa prática é coerente com nossa proposta de trabalho, que também se preocupa com a ecologia e o não consumismo”, explica Maria das Graças Barbosa Pereira, coordenadora pedagógica do Libertas. 

Quanto aos livros de literatura, o colégio tem um bom acervo que está à disposição dos estudantes, tanto para trabalhos em sala, como para seu lazer em casa ou na escola. Isso não significa que os alunos não são incentivados a comprar seus próprios livros. O que não há é a obrigatoriedade de comprar um determinado livro escolhido pelo professor ou pela escola.

Fonte: Opinião Formada Comunicação



Vlibras amplia em mais de 30% o número de sinais em 2 anos

Sistema de tradução do português para Libras conta com 21 mil sinais.

Vlibras amplia em mais de 30% o número de sinais em 2 anos

Inep divulga gabaritos oficiais do Enem 2021

Exame teve mais de 3,1 milhões de inscritos.

Inep divulga gabaritos oficiais do Enem 2021

Matrícula e mensalidade escolar: hora de buscar bons descontos

O planejamento na hora de definir sobre a matrícula em uma escola deve levar em conta diversos pontos, que vão além das questões geográficas e financeiras.

Matrícula e mensalidade escolar: hora de buscar bons descontos

Empreendedorismo na escola: aprendizagem por meio de erros

Novos modelos de negócios são criados a todo momento e a demanda on-line cresce aceleradamente.

Empreendedorismo na escola: aprendizagem por meio de erros

Aluna se inspira nos próprios aparelhos auditivos para escrever livro sobre inclusão

Estudante que convive com uma condição auditiva e neurológica atípica reflete acerca da aceitação e da discriminação no livro que produziu em programa literário realizado pela escola.

Aluna se inspira nos próprios aparelhos auditivos para escrever livro sobre inclusão

Faop será expandida para Guaxupé, no Sul de Minas

Presença da fundação estadual no município vai garantir formação qualificada em cursos de restauro.


A importância da educação em momentos de crise

A educação, que não teve tanto foco como as outras pastas, também foi diretamente impactada por essa crise.

A importância da educação em momentos de crise

Metaverso: a nova fronteira do ensino

Metaverso trata-se de envolver-se em espaços virtuais compartilhados, manifestados como ambientes 3D ou de realidade virtual imersiva.

Metaverso: a nova fronteira do ensino

Desatenção na sala de aula: uma solução para este problema constante

Nas escolas, são frequentes os relatos dos professores sobre os olhares dos estudantes “se perdem”, diante das explicações.

Desatenção na sala de aula: uma solução para este problema constante

Samsung anuncia vencedores da 8ª edição do Solve For Tomorrow

Programa busca desenvolver soluções inovadoras para Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática.

Samsung anuncia vencedores da 8ª edição do Solve For Tomorrow

Aumenta interesse de estudantes por ensino superior, diz pesquisa

Estudo foi encomendado por instituições privadas de educação superior.

Aumenta interesse de estudantes por ensino superior, diz pesquisa

“Round 6” e a saúde emocional de nossos jovens

Jogos tradicionais e brincadeiras infantis são uma parte fundamental da cultura de um povo.

“Round 6” e a saúde emocional de nossos jovens