Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Desafios no ensino remoto

Desafios no ensino remoto

19/05/2020 Aline Tayná de Carvalho Barbosa

O papel principal dessa reestruturação é o suporte e a orientação que deve partir da escola para com os pais.

Desafios no ensino remoto

É evidente que os transtornos que a pandemia do novo coronavírus tem acarretado na vida diária de toda a população – o isolamento, as dúvidas, o medo, a questão financeira e muitas incertezas quanto ao futuro –, têm preocupado as famílias.

A continuidade do cronograma escolar, por exemplo, tem se destacado, não só por evidenciar as diferenças entre o sistema público e privado, mas pela dificuldade que muitas instituições têm encontrado para dar o suporte pedagógico necessário através do sistema remoto.

Isso se explica porque tornou-se predominante um mecanismo que até então nunca tinha sido necessário para as escolas de nível básico, e com isso, tem exigido de tantas famílias um processo de adaptação e superação em diversas situações, que têm desestruturado e exigido muitas respostas que ninguém estava preparado para dar.

Diante disso, é importante destacar a educação e as novas propostas metodológicas educativas que buscam, neste período, amenizar os prejuízos que a ausência das aulas presenciais podem trazer aos alunos de nível básico. Muitos  não têm maturidade, responsabilidade ou condições fundamentais para se comprometer em assistir às videoaulas ou realizar as atividades sozinhos, sendo necessário o suporte dos pais ou responsáveis, realidade que acaba exigindo deles uma reestruturação quanto ao tempo de trabalho e o auxílio aos filhos.

O papel principal dessa reestruturação é o suporte e a orientação que deve partir da escola para com os pais, explicando de forma clara e objetiva como o processo irá ocorrer, além de responder dúvidas que podem surgir ao longo do tempo, sem se esquecer que o foco é facilitar o processo de aprendizagem.

Para que a parceria escola/família aconteça de forma eficaz, é muito importante que as funções sejam estabelecidas, visto que a educação é uma ciência que exige preparo, disciplina e planejamento. Ou seja, o papel do professor e da escola é oferecer um suporte técnico, profissional sobre os conceitos e conteúdos trabalhados durante as aulas, enquanto os pais irão auxiliar os filhos e os professores com um retorno sobre a experiência em casa, para que seja construída uma aprendizagem significativa e os laços afetivos não se percam. Quando os pais “assumem” o lugar do professor outros fatores vêm à tona, como as questões afetivas, emocionais, de autoridade, que, se não forem bem administradas, podem atrapalhar o processo de aprendizagem.

Essa realidade de ensino remoto é totalmente nova e por isso ainda existem muitas lacunas, muitas falhas por parte dos pais, da escola, do governo e do sistema educacional em si, pois não estavam preparados para essa situação, principalmente, por vir como um método educacional predominante e não como um mecanismo complementar às aulas presenciais.

Por isso, é interessante que os pais estruturem, junto a seus filhos, uma rotina de estudos, para que os estudantes possam desenvolver a autonomia necessária na prática escolar e, consequentemente, para que consigam administrar bem o tempo, já que muitos pais também estão trabalhando de casa.

O mais importante de todo esse processo é integrar a criança e dar a ela a responsabilidade de construir, junto com os pais, essa rotina, tendo consciência de que para que tudo funcione bem, ela também precisa fazer a sua parte e com isso, pouco a pouco ir amadurecendo em seu protagonismo, no processo de ensino e aprendizagem.

* Aline Tayná de Carvalho Barbosa Rodrigues é Psicóloga Escolar no Instituto Canção Nova em Cachoeira Paulista (SP).

Fonte: Canção Nova



4 tendências para se adaptar e ensinar melhor online

Especialista esclarece estratégias para melhorar a experiência de lecionar no ambiente virtual.

4 tendências para se adaptar e ensinar melhor online

Preparatório oferece cursos gratuitos para pessoas em vulnerabilidade social

Escola de preparação para concursos públicos disponibiliza mais de 19.000 cursos online.


Curso gratuito prepara estudantes de todo o país para o Enem

Uninter oferece 345 aulas gravadas e 55 aulas inéditas.

Curso gratuito prepara estudantes de todo o país para o Enem

Sisu abre inscrições para mais de 51 mil vagas em instituições do país

Segundo cronograma divulgado pelo Mec, o resultado do Sisu será divulgado no dia 14 de julho.

Sisu abre inscrições para mais de 51 mil vagas em instituições do país

Educação no isolamento social se torna oportunidade de aprendizado para qualquer idade

As aulas on-line das crianças têm requisitado uma maior participação dos familiares.

Educação no isolamento social se torna oportunidade de aprendizado para qualquer idade

Fatos sobre a lição de casa em tempos de aula à distância

Orientar de modo equivocado pode causar estragos na aprendizagem.

Fatos sobre a lição de casa em tempos de aula à distância

MEC define protocolo de segurança para volta às aulas

Cronograma das atividades deve ser orientado pelo governo local.

MEC define protocolo de segurança para volta às aulas

A vida depois da graduação

O resultado esperado é um aprofundamento de carreira dentro de uma profissão.

A vida depois da graduação

Educação, pandemia e juventude

Hoje proponho uma reflexão acerca dos rumos que estamos dando à educação no Brasil e o que, de fato, desejamos de nossa atual juventude em sua maturidade.


Ensino remoto: a nova via da educação superior

É bastante improvável que a educação tradicional e presencial retorne antes de 2021.


A herança da pandemia na educação

A esta altura da pandemia, já se sabe que ela vai deixar, além da crise econômica que todos estamos vivendo, uma herança baseada em mudanças de hábitos e no uso mais intenso da tecnologia.


A pedra no sapato do Ensino Superior brasileiro

Mais da metade dos que ingressam nas universidades trocam de turma, curso ou instituição, ou abandonam os estudos.

A pedra no sapato do Ensino Superior brasileiro