Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Edtechs estão revolucionando a forma do brasileiro aprender

Edtechs estão revolucionando a forma do brasileiro aprender

16/07/2019 Marcelo Bárcia

No ecossistema das startups, o termo Edtechs é um acrônimo do idioma inglês juntando tecnologia e educação.

Edtechs estão revolucionando a forma do brasileiro aprender

Neste segmento os empreendedores brasileiros estão indo muito bem, com empreendimentos que estão facilitando o  processo de aprendizagem de milhões de pessoas. Já são cerca de aproximadamente 400 startups, formalizadas, segundo pesquisa de 2018 da  Associação Brasileira de startups (ABStartups),  que vem contribuindo para o processo de melhoria na educação no Brasil.

Como Professor Universitário, acredito que este movimento das Edtechs é muito saudável para o sistema educacional brasileiro, onde o ensino formal e regular já encontra muitas dificuldades para formar profissionais aptos para enfrentar os desafios emergentes de um  novo mercado de trabalho, caracterizado pela transformação digital e mudanças bruscas e rápidas no cenário social e econômico.

Apesar da sua relevância, os cursos de graduação tem uma duração  média de 4 anos, um tempo que em áreas como gestão ou tecnologia da informação pode ser muito longo entre o conhecimento repassado entre o primeiro e oitavo período. Como eixo de conhecimento central eles continuam sendo fundamentais, mas encontram dificuldades para  contemplar as demandas pontuais surgidas das mudanças e inovações que surgem a cada momento.

Como a lógica das é sempre de resolver alguma “dor” identificada no mercado, as Edtechs crescem seguindo esta linha. Empresas como a Gama Academy, que tem como enfoque principal a formação de profissionais para o mercado de empresas de tecnologia e de start-ups. Já a Escola Conquer, nascida no Vale do Silício e que prioriza a habilidades práticas e comportamentais por meio de uma metodologia de ensino inovadora.

A chegada da Udemy ao Brasil, há quase 2 anos, está democratizando o acesso a cursos de qualidade, de curta duração e baixo investimento para os alunos de inúmeras áreas. O reconhecido Market Place já disponibiliza mais de 100 mil cursos em diversas plataformas.

Até no importante setor de negócios de impacto social, as Edtechs que estão se proliferando á passos largos. São startups  como a catarinense Signa, uma escola online com um amplo portfólio de cursos em Libras, que contempla um mercado de cerca de 9,7 milhões de deficientes auditivos brasileiros.

O case de sucesso do Descomplica, que se posiciona como o maior “cursinho do Brasil”, direcionado para o ENEM e vestibulares em todo o País, demonstra o potencial de crescimento latente das Edtechs nacionais.

Merece destaque também o excelente trabalho desenvolvido pela Future Education, uma aceleradora de startups de SP, voltada exclusivamente para  Edtechs.

A educação brasileira, seja no sistema regular ou profissionalizante, tem cada vez mais a aprender com a trajetória das Edtechs, que estão revolucionando a forma do brasileiro aprender e contribuindo/r de forma decisiva para o desenvolvimento da economia e transformação  da sociedade brasileira.

Fonte: Marcelo Bárcia, é Professor Universitário e Mentor de startups



O brincar: da imaginação ao conhecimento

O mês das crianças propõe uma reflexão e um momento de olhar para a infância.

O brincar: da imaginação ao conhecimento

Inep divulga os locais de provas do Enem

Recomendação é que estudante imprima cartão de confirmação.

Inep divulga os locais de provas do Enem

Governo de Minas nomeia mais de mil novos professores

Foram nomeados os professores classificados nos concursos realizados em 2014 e 2017.

Governo de Minas nomeia mais de mil novos professores

Agradeça a um professor hoje

O mundo mudou e, consequentemente, a Educação também.

Agradeça a um professor hoje

Intercâmbio no ensino médio enriquece currículo e prepara para o mercado

Entre os países mais procurados, Canadá e Estados Unidos aparecem no topo da lista, seguido por Inglaterra, Irlanda e Austrália.

Intercâmbio no ensino médio enriquece currículo e prepara para o mercado

Aluno não é todo mundo

“Você não é todo mundo”.


A importância da educação financeira na infância

Para quem acompanha os números do mercado, não há como negar: a ausência de uma educação financeira para as gerações anteriores foi bastante maléfica.


Como as crianças pequenas aprendem inglês?

Por se tratar de um dos idiomas mais falados no mundo, a língua inglesa facilitou de forma considerável a comunicação entre as pessoas.

Como as crianças pequenas aprendem inglês?

Programa do MEC abrirá 1,5 milhão de vagas em educação profissional

As vagas deverão ser ofertadas tanto no ensino médio quanto para jovens e adultos que já estão fora da escola.

Programa do MEC abrirá 1,5 milhão de vagas em educação profissional

MEC libera 679 bolsas de pós-graduação

Todas as bolsas serão ofertadas em cursos nota 4, com tendência de melhora.

MEC libera 679 bolsas de pós-graduação

Família e escola: mãos dadas pela educação

A grande verdade é que a educação das crianças é compartilhada entre pais e escola.

Família e escola: mãos dadas pela educação

Decifra-me ou te devoro: qual o futuro da educação superior

As primeiras análises dos dados do censo da Educação Superior, indicam que o segmento agora está sustentado e direcionado para o EAD - Educação a Distância.

Decifra-me ou te devoro: qual o futuro da educação superior