Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Ensino híbrido como legado para o pós-pandemia

Ensino híbrido como legado para o pós-pandemia

12/09/2020 Mônica Timm de Carvalho

Dispor de computador e internet para a realização de estudos é uma realidade para poucos estudantes brasileiros. 

Ensino híbrido como legado para o pós-pandemia

De uma hora para a outra, professores tiveram que replanejar as rotinas de suas aulas, relacionando-se remotamente com os estudantes. Difícil encontrar ocasião em que o segmento da educação precisou aprender tanto e em tão pouco tempo.

Na base de quase todas as aprendizagens que a COVID-19 nos impôs, aparece com protagonismo o uso das Tecnologias da Informação e Comunicação (TICs). Ao longo das duas últimas décadas, esse tema, ainda que cada vez mais presente na vida em sociedade, recebeu resistências de muitos professores e gestores, tanto pelo fato de ser difícil a apropriação de tais recursos, quanto por ser oneroso para as escolas disponibilizar parques tecnológicos permanentemente atualizados.  A pandemia, contudo, não deixou escolha: se práticas de ensino remoto não fossem implementadas como alternativa às aulas presenciais suspensas, a função social de escolas e universidades deixaria de acontecer durante tempo indeterminado.

A necessidade de isolamento social, contudo, repercutiu de maneiras distintas nas redes pública e privada, acabando por sublinhar ainda mais as desigualdades sociais em nosso país. Dispor de computador e internet para a realização de estudos é uma realidade para poucos estudantes brasileiros.  Na rede privada, a infraestrutura de acesso dos estudantes ao ensino remoto não foi propriamente uma barreira a vencer. Ao contrário: escolas com recursos tecnológicos deficitários puderam se beneficiar do acesso das famílias à internet e aos seus próprios computadores, retirando das instituições de ensino a responsabilidade por eventuais sobrecargas às suas redes de dados. Isso significou certa "igualdade de condições" entre as escolas privadas.

Descobrimos na prática do isolamento social que é possível deixar a leitura de textos e as listas de exercícios para fora do tempo da presencialidade coletiva. E mais: que as tecnologias educacionais se mostram eficientes para apoiar tarefas repetitivas dos professores. Boas escolas serão mais facilmente reconhecidas após a pandemia, não mais pela estrutura física ou pelo parque tecnológico de que dispõem, mas pela forma como integrarão as novas tecnologias, garantindo a melhor efetividade dos momentos presenciais. O ensino híbrido agora nos possibilita a reinvenção da sala de aula.

* Mônica Timm de Carvalho, CEO do Elefante Letrado

Fonte: Martha Becker



Qualidade na educação: muito mais que índices de aprendizagem

Qualidade na educação é um conceito complexo que pode se modificar conforme o contexto, os valores, a cultura e a identidade de cada local.

Qualidade na educação: muito mais que índices de aprendizagem

Um em cada dez estudantes já foi ofendido nas redes sociais, mostra IBGE

A coleta dos dados foi feita antes da pandemia, entre abril e setembro de 2019.

Um em cada dez estudantes já foi ofendido nas redes sociais, mostra IBGE

Senai abre inscrições para o Grand Prix de inovação

Desafios terão de ser resolvidos por estudantes.


Brincadeiras para fazer no Dia Mundial da Alfabetização

Para que o processo de alfabetização ocorra, as crianças precisam se conscientizar dos sons das palavras.

Brincadeiras para fazer no Dia Mundial da Alfabetização

Novo modelo de gestão para personalizar o ensino vai além da tecnologia

Precisamos falar de transformação digital. Ou melhor, precisamos traduzir a transformação digital (TD) para sua expressão mais completa e abrangente.

Novo modelo de gestão para personalizar o ensino vai além da tecnologia

O impacto das novas gerações nos modelos escolares

Seja nas instituições de ensino públicas ou privadas, a chegada de uma nova geração às salas de aula afeta os modelos escolares.

O impacto das novas gerações nos modelos escolares

Fundação Dom Cabral e Cotemig concedem bolsas de estudos para jovens de baixa renda

As oportunidades serão para Ensino Médio Técnico e graduação na área tecnológica.


Instituto Ling concede 25 bolsas de estudos para jovens brasileiros

Somente neste ano, a entidade investiu US$ 589 mil para auxiliar jornalistas, advogados, administradores, engenheiros e economistas a estudarem nos Estados Unidos e na Europa.

Instituto Ling concede 25 bolsas de estudos para jovens brasileiros

Técnicas para se concentrar nos estudos ouvindo música

Muitos alunos têm dúvidas se ouvir música durante os estudos pode melhorar o desempenho.

Técnicas para se concentrar nos estudos ouvindo música

Dicas para ajudar os pais na hora de fazer a matrícula dos filhos

Saiba o que considerar na hora de escolher a escola ideal, levando em conta questões como valores, religião, distância e formação dos professores.

Dicas para ajudar os pais na hora de fazer a matrícula dos filhos

Estímulo para o ensino de crianças se baseia no despertar de seu interesse

Um dos grandes desafios dos profissionais que lidam com o ensino infantil também passou a ser responsabilidade dos pais.

Estímulo para o ensino de crianças se baseia no despertar de seu interesse

Ensino híbrido é fundamental para o futuro da educação brasileira

É importante ter em mente que nada substituirá o processo de ensino-aprendizado de forma presencial.

Ensino híbrido é fundamental para o futuro da educação brasileira