Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Estudar música não torna as crianças mais inteligentes

Estudar música não torna as crianças mais inteligentes

12/12/2013 Divulgação

Pesquisa contraria ideia de que tocar instrumentos melhora habilidades cognitivas.

Pesquisa publicada nesta quarta-feira no periódico Plos One, conclui que tocar um instrumento não melhora as habilidades cognitivas de uma pessoa — apesar de oferecer benefícios como aumento da criatividade, concentração e autoestima.

Estudos anteriores chegaram a indicar que estudar música melhora a cognição. No primeiro e mais famoso deles, publicado no periódico Nature, em 1993, os cientistas descobriram que, depois de ouvir música, as pessoas se saíam melhor em tarefas espaciais, como interpretação de mapas.

Essa tese foi refutada em 2001, por um estudo que mostrava que ouvir música pode melhorar o humor das pessoas. “Os benefícios apontados pelo primeiro artigo deveriam ser creditados ao humor dos voluntários, não à música em si”, afirmou ao site de VEJA Samuel Mehr, doutorando da Universidade Harvard, nos Estados Unidos, e autor do estudo.

Depois de revisar a literatura sobre o tema, Mehr encontrou uma única pesquisa randômica – isto é, em que os voluntários são aleatoriamente divididos em grupos e depois submetidos a testes para confirmar determinada hipótese — que atribuiu um efeito positivo indiscutível da música à cognição.

Após um ano de aulas musicais, houve um aumento de 2.7 pontos no QI dos voluntários — uma elevação insignificante, segundo Mehr.

Apesar do resultado, Mehr afirma que o estudo da música deve continuar sendo incentivado. "Para mim, o benefício mais importante é simples: aulas de música aumentam os conhecimentos musicais das crianças", disse o cientista. "Música é uma atividade antiga e unicamente humana, de um incrível significado cultural. Não é necessário justificá-la de outra maneira."



A educação é o caminho da liberdade

O atendimento socioeducativo ao adolescente em conflito com a lei é um desafio e necessita de um olhar resiliente e reflexivo, visto que é considerado um momento oportuno de mudanças.


Não são apenas números

Vinte e duas redações receberam nota mil, 95.788, nota zero, e a média geral de 634,16.


Enem divulga datas das provas para os estudantes em 2022

As inscrições começam no dia 10 de maio e se encerram no dia 21.

Enem divulga datas das provas para os estudantes em 2022

Projeto incentiva o plantio de 1 bilhão de árvores em Minas Gerais

Conspiração Mineira pelo Plantio de Árvores é apresentada pela ACMinas.

Projeto incentiva o plantio de 1 bilhão de árvores em Minas Gerais

Olimpíada Mirim de Matemática abrange alunos do 2º ao 5º do fundamental

Essa é a primeira competição nacional a incluir estudantes tão novos.

Olimpíada Mirim de Matemática abrange alunos do 2º ao 5º do fundamental

Enem 2021: 22 estudantes tiraram nota máxima na redação

Correções detalhadas podem ser conferidas na internet.

Enem 2021: 22 estudantes tiraram nota máxima na redação

Webinar gratuito apresenta oportunidades de estudo e trabalho na Irlanda

Evento será transmitido pela SEDA College, no dia 12 de abril.

Webinar gratuito apresenta oportunidades de estudo e trabalho na Irlanda

MEC lança projeto para aproveitamento de estudos de cursos técnicos

Primeira turma do curso de aperfeiçoamento tecnológico será em julho.

MEC lança projeto para aproveitamento de estudos de cursos técnicos

Inscrições para cursos técnicos gratuitos pelo Trilhas de Futuro vão de 7 a 25 de abril

Além da formação profissional gratuita, o Governo de Minas fornece ajuda de custo para transporte e alimentação dos alunos do programa, que chega a sua segunda edição.

Inscrições para cursos técnicos gratuitos pelo Trilhas de Futuro vão de 7 a 25 de abril

Governo de Minas oferece curso gratuito de programação e tecnologia

TecPop Minas, programa da Sede-MG que amplia as políticas de inclusão digital e capacitação profissional, se une a startup para formação de desenvolvedores.


CBCA abre inscrições de concursos para estudantes de engenharia e arquitetura

Vencedores de ambas as áreas dividirão prêmio de R$ 10 mil entre equipe participante e professor orientador.


A pandemia revelou o futuro da educação

No princípio da pandemia, era o caos.

A pandemia revelou o futuro da educação