Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Idiomas: 3 dicas para quem busca um curso intensivo de férias

Idiomas: 3 dicas para quem busca um curso intensivo de férias

15/12/2015 Divulgação

As férias de verão estão chegando e para muitos representa uma oportunidade extra para avançar nos estudos de idiomas.

Para aqueles que ainda estão em dúvida sobre se matricular ou não num curso intensivo de línguas neste fim de ano, existem alguns pontos que devem ser considerados na hora da decisão.

Segundo Marcelo Barros, diretor de Educação do CNA, uma das maiores redes de ensino de idiomas do Brasil, o perfil mais comum de quem busca os cursos intensivos de férias é o do jovem profissional, que já está trabalhando, ainda em início de carreira, e que busca acelerar o aprendizado de um segundo ou terceiro idioma como diferencial competitivo.

“Também temos adultos nos cursos, mas os jovens ainda são maioria. O momento de carreira e a idade são fatores que fazem com que eles queiram acelerar o aprendizado”, avalia.

De acordo o educador, a modalidade não é indicada para todos os perfis e objetivos e alguns cuidados devem ser tomados na hora da escolha do curso. Ele listou algumas dicas que podem ajudar quem ainda está em dúvida:

Você sabe mesmo o que é um curso intensivo?

É importante não confundir “cursos de férias” com “cursos intensivos”. Existem diversos programas de ensino que são promovidos durante as férias para trabalhar pontos específicos, como conversação ou listening, entre outros.

Existem várias escolas que promovem acampamentos com atividades pedagógicas, por exemplo.

O curso intensivo, por sua vez, busca trabalhar todo o conteúdo de um módulo regular semestral (extensivo), em um período de tempo menor – geralmente de um mês –, oferecendo uma maior quantidade de horas/aulas por semana.

Nesse caso, todas as lições devem ser realizadas e todas as competências são exercitadas.

Avalie se você tem mesmo o perfil

O primeiro critério efetivo para a opção por um curso intensivo é o tempo disponível para o estudo.

Muitas pessoas acreditam que vão aprender o idioma só ao frequentar as aulas, mas não é assim que acontece.

Além do programa ter uma carga horária elevada, o aprendizado de línguas exige prática também fora da sala de aula.

Por isso, o aluno também deverá contabilizar, pelo menos, uma hora a mais por dia para treinar o que foi aprendido naquela aula.

Para aqueles que não têm pressa e, mesmo nas férias, possuem muitos afazeres no dia a dia, talvez o extensivo seja o modelo mais indicado, pois proporciona mais tempo de preparo e estudo entre uma aula e outra.

Tenha seus objetivos claros

As vantagens proporcionadas pelos cursos intensivos são várias, indo desde a economia de tempo, já que o aluno pode finalizar um módulo de seis meses em apenas um, até o próprio benefício pedagógico: estudos indicam que o contato mais frequente com o idioma tende a proporcionar uma maior imersão e um aprendizado mais consistente.

Alguns alunos, por exemplo, percebem essa melhoria e decidem continuar no formato intensivo mesmo depois do período de férias.

Por isso, manter os objetivos claros possibilita aos alunos avaliarem o seu próprio desempenho e direcionarem melhor os módulos seguintes do curso.



Inep confirma realização do Enem 2022 nos dias 13 e 20 de novembro

Publicação no DOU também traz datas para Revalida, Encceja e Enade.

Inep confirma realização do Enem 2022 nos dias 13 e 20 de novembro

Escola de Negócios libera acessos para curso ‘Transformação Digital para Engenheiros’

Voitto libera 15 mil acessos gratuitos e curso com 12 horas de conteúdo e certificado de conclusão.

Escola de Negócios libera acessos para curso ‘Transformação Digital para Engenheiros’

Universidade Infraero abre inscrições para o Programa ‘Treinar’

Universidade Infraero firma contrato com Secretaria Nacional de Aviação Civil.


Startup de educação realiza curso que incentiva independência nos estudos

A Semana do Filho Estudioso, organizada pela Piva Educacional, ocorre entre os dias 17 e 24 de janeiro com transmissão simultânea para o Brasil e exterior.


Aluna dos meus alunos

Tempo, partilha, generosidade.

Aluna dos meus alunos

Um debate sobre a valorização dos educadores

Quando falamos da importância da valorização dos profissionais da educação, diversos fatores devem ser considerados.

Um debate sobre a valorização dos educadores

Curso gratuito de programação vai capacitar 50 mil mulheres

Iniciativa criada pela escola de programação Kenzie Academy e a startup DUPLA quer reduzir a desigualdade de gênero na área de tecnologia.


4 pilares do processo de aprendizagem para 2022

Especialista aponta os principais pontos para promover ambientes dinâmicos e que estimulem o acesso ao conhecimento.

4 pilares do processo de aprendizagem para 2022

Diploma Digital deve ser adotado por todas instituições de ensino superior do Brasil

Medida trará mais eficiência, segurança e proporcionará redução de custos às instituições.

Diploma Digital deve ser adotado por todas instituições de ensino superior do Brasil

Seu filho já sabe programar? Se não, comece a prepará-lo para o futuro

Acesso ao aprendizado da linguagem de programação amplia a criatividade, pensamento crítico e matemático, além da capacidade de resolução de problemas.

Seu filho já sabe programar? Se não, comece a prepará-lo para o futuro

2021, o ano que (enfim) terminou

Faz praticamente dois anos que vivemos quase o dia da marmota, como no filme O Feitiço do Tempo.

2021, o ano que (enfim) terminou

UFMG tem 76 vagas de graduação para refugiados e apátridas

Para se candidatar é necessário ter feito o Enem entre 2017 e 2021.

UFMG tem 76 vagas de graduação para refugiados e apátridas