Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Lagartas Processionárias

Lagartas Processionárias

21/03/2019 Acedriana Vicente Vogel

Em fila, praticamente grudadas umas às outras, andam em procissão, em busca de alimentos.

Lagartas Processionárias

Há uma espécie de lagarta, a do pinheiro, vulgarmente apelidada de lagarta processionária - com o nome científico de Thaumetopoea pityocampa – que é um inseto bastante curioso em seu deslocamento. Em fila, praticamente grudadas umas às outras, andam em procissão, em busca de alimentos. Experiências já mostraram que quando formam um círculo, movimentam-se no sentido horário, ininterruptamente e, por mais que seja colocado alimento no centro deste círculo, sequer percebem a sua existência, por maior que seja a fome.

O determinismo genético desse animal serve como metáfora para refletir algumas ações que acontecem no contexto escolar. Não são poucos os profissionais que erguem bandeiras de luta cujo principal jargão é “eu sempre fiz assim e deu certo...” e perdem um número sem fim de oportunidades de reavaliar a sua prática, melhorando-a constantemente. Há aqueles que se colocam em procissão, repetindo ladainhas e, por não saber (ou não querer) fazer diferente, encampam discursos de terceiros como seus, sem o menor questionamento. Acaba se tornando um saber, repetido à exaustão, que passa a ser seu. Que chance terá a criação, a invenção – que tanto almejamos - de florescer numa prática estabelecida pela repetição?

São muitas as possibilidades em nossa volta para ampliar e melhorar o fazer pedagógico e, às vezes, por conta do "ativismo processionário" - fazer por fazer ou "porque sempre fez assim" - ficamos míopes em nossas observações e registros, conferindo à nossa experiência profissional apenas anos de repetição. Toda ação pedagógica é uma ação de comunicação e relacionamento, transbordante de indícios que permitem investigar nossas intervenções e, diuturnamente, reorganizá-las.

Outros profissionais, das mais diversas áreas, não se estabelecem como bons profissionais por terem anos de prática repetida, aprendida mecanicamente a partir do "ouvir falar". Certamente, diremos que um profissional é bom quando seu saber é construído por meio da pesquisa, do estudo e, sobretudo, da articulação entre os diversos conhecimentos. Assim, para sairmos desse “pensamento processionário” que enrijece e cristaliza a nossa atuação, necessitamos mais do que vontade. Precisamos nos perguntar "de que forma as pessoas aprendem? O que a educação escolar pretende? Quais as interfaces da atuação docente?". Esses e outros questionamentos são pautas para a discussão entre os profissionais que pretendem atuar na educação escolar e "desconstruir" o ciclo vicioso que, muitas vezes, insiste em nos mobilizar.

A pesquisa constante da ação pedagógica traz consigo possibilidades de mudanças na forma de ver o nosso trabalho, capazes de gerar movimentos em outras perspectivas, exercitando a criação e a inventividade. Isso é que nos distingue dos demais profissionais aprisionados em sua prática. Para fazer ciência e arte na educação escolar, é necessário vazar o pensamento, perspectivar, problematizar as verdades que nos são apresentadas como lei. Mais do que compromisso - é nosso dever resgatar essa nobre profissão, sem a qual nenhuma sociedade é capaz de dignificar seus cidadãos e desenvolver-se de forma sustentável.  E ainda mais: se somos capazes de ser melhor e, por conseqüência, agir melhor, por que optar por ser uma "lagarta processionária", contrariando a própria natureza humana?

* Acedriana Vicente Vogel é diretora pedagógica da Editora Positivo

Fonte: Central Press



PUC Minas com inscrições abertas para a pós-graduação lato sensu

Continuam abertas as inscrições para os cursos presenciais de pós-graduação da PUC Minas, com início das aulas no 2º semestre de 2019.


Redações para Olimpíada de Língua Portuguesa já podem ser enviadas

Competição recebeu mais de 170 mil inscrições em todo o país.

Redações para Olimpíada de Língua Portuguesa já podem ser enviadas

Programa de Pós-Graduação em Engenharia Civil da UFSCar inicia seleção para o mestrado

Inscrições no processo seletivo serão realizadas de 19 de agosto a 1º de setembro.


Falconi abre vagas de estágio e trainee

Interessados devem residir nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal e Belo Horizonte.


Samarco abre vagas para programa de estágio

São 40 oportunidades para Belo Horizonte e para unidades em Minas e no Espírito Santo.


No Brasil, como trazer a educação do futuro para o presente?

Conhecer o passado para compreender o presente e idealizar o futuro.

No Brasil, como trazer a educação do futuro para o presente?

Estrangeiros em busca de estágio

Quem vem de fora também pode exercer a atividade em nosso país!


Estudantes mineiros estão de malas prontas para competição na Rússia

WorldSkills é o maior torneio de educação profissional do mundo.


Como escolher as atividades extracurriculares para seu filho?

Atividades fora da sala de aula melhoram a concentração e estimulam bons comportamentos.

Como escolher as atividades extracurriculares para seu filho?

Pós-graduação em Agroecologia e Desenvolvimento Rural recebe inscrições para mestrado

As inscrições devem ser realizadas de 1º de agosto a 1º de setembro.


O autoconhecimento na atuação do professor

Como conhecer a si mesmo e aos outros e, a partir disso, gerar conexões poderosas e obter bons resultados?

O autoconhecimento na atuação do professor

UFSCar promove seleção para ingresso no curso de Música

Licenciatura é ofertada na modalidade presencial no Campus São Carlos.