Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Lagartas Processionárias

Lagartas Processionárias

21/03/2019 Acedriana Vicente Vogel

Em fila, praticamente grudadas umas às outras, andam em procissão, em busca de alimentos.

Lagartas Processionárias

Há uma espécie de lagarta, a do pinheiro, vulgarmente apelidada de lagarta processionária - com o nome científico de Thaumetopoea pityocampa – que é um inseto bastante curioso em seu deslocamento. Em fila, praticamente grudadas umas às outras, andam em procissão, em busca de alimentos. Experiências já mostraram que quando formam um círculo, movimentam-se no sentido horário, ininterruptamente e, por mais que seja colocado alimento no centro deste círculo, sequer percebem a sua existência, por maior que seja a fome.

O determinismo genético desse animal serve como metáfora para refletir algumas ações que acontecem no contexto escolar. Não são poucos os profissionais que erguem bandeiras de luta cujo principal jargão é “eu sempre fiz assim e deu certo...” e perdem um número sem fim de oportunidades de reavaliar a sua prática, melhorando-a constantemente. Há aqueles que se colocam em procissão, repetindo ladainhas e, por não saber (ou não querer) fazer diferente, encampam discursos de terceiros como seus, sem o menor questionamento. Acaba se tornando um saber, repetido à exaustão, que passa a ser seu. Que chance terá a criação, a invenção – que tanto almejamos - de florescer numa prática estabelecida pela repetição?

São muitas as possibilidades em nossa volta para ampliar e melhorar o fazer pedagógico e, às vezes, por conta do "ativismo processionário" - fazer por fazer ou "porque sempre fez assim" - ficamos míopes em nossas observações e registros, conferindo à nossa experiência profissional apenas anos de repetição. Toda ação pedagógica é uma ação de comunicação e relacionamento, transbordante de indícios que permitem investigar nossas intervenções e, diuturnamente, reorganizá-las.

Outros profissionais, das mais diversas áreas, não se estabelecem como bons profissionais por terem anos de prática repetida, aprendida mecanicamente a partir do "ouvir falar". Certamente, diremos que um profissional é bom quando seu saber é construído por meio da pesquisa, do estudo e, sobretudo, da articulação entre os diversos conhecimentos. Assim, para sairmos desse “pensamento processionário” que enrijece e cristaliza a nossa atuação, necessitamos mais do que vontade. Precisamos nos perguntar "de que forma as pessoas aprendem? O que a educação escolar pretende? Quais as interfaces da atuação docente?". Esses e outros questionamentos são pautas para a discussão entre os profissionais que pretendem atuar na educação escolar e "desconstruir" o ciclo vicioso que, muitas vezes, insiste em nos mobilizar.

A pesquisa constante da ação pedagógica traz consigo possibilidades de mudanças na forma de ver o nosso trabalho, capazes de gerar movimentos em outras perspectivas, exercitando a criação e a inventividade. Isso é que nos distingue dos demais profissionais aprisionados em sua prática. Para fazer ciência e arte na educação escolar, é necessário vazar o pensamento, perspectivar, problematizar as verdades que nos são apresentadas como lei. Mais do que compromisso - é nosso dever resgatar essa nobre profissão, sem a qual nenhuma sociedade é capaz de dignificar seus cidadãos e desenvolver-se de forma sustentável.  E ainda mais: se somos capazes de ser melhor e, por conseqüência, agir melhor, por que optar por ser uma "lagarta processionária", contrariando a própria natureza humana?

* Acedriana Vicente Vogel é diretora pedagógica da Editora Positivo

Fonte: Central Press



Vlibras amplia em mais de 30% o número de sinais em 2 anos

Sistema de tradução do português para Libras conta com 21 mil sinais.

Vlibras amplia em mais de 30% o número de sinais em 2 anos

Inep divulga gabaritos oficiais do Enem 2021

Exame teve mais de 3,1 milhões de inscritos.

Inep divulga gabaritos oficiais do Enem 2021

Matrícula e mensalidade escolar: hora de buscar bons descontos

O planejamento na hora de definir sobre a matrícula em uma escola deve levar em conta diversos pontos, que vão além das questões geográficas e financeiras.

Matrícula e mensalidade escolar: hora de buscar bons descontos

Empreendedorismo na escola: aprendizagem por meio de erros

Novos modelos de negócios são criados a todo momento e a demanda on-line cresce aceleradamente.

Empreendedorismo na escola: aprendizagem por meio de erros

Aluna se inspira nos próprios aparelhos auditivos para escrever livro sobre inclusão

Estudante que convive com uma condição auditiva e neurológica atípica reflete acerca da aceitação e da discriminação no livro que produziu em programa literário realizado pela escola.

Aluna se inspira nos próprios aparelhos auditivos para escrever livro sobre inclusão

Faop será expandida para Guaxupé, no Sul de Minas

Presença da fundação estadual no município vai garantir formação qualificada em cursos de restauro.


A importância da educação em momentos de crise

A educação, que não teve tanto foco como as outras pastas, também foi diretamente impactada por essa crise.

A importância da educação em momentos de crise

Metaverso: a nova fronteira do ensino

Metaverso trata-se de envolver-se em espaços virtuais compartilhados, manifestados como ambientes 3D ou de realidade virtual imersiva.

Metaverso: a nova fronteira do ensino

Desatenção na sala de aula: uma solução para este problema constante

Nas escolas, são frequentes os relatos dos professores sobre os olhares dos estudantes “se perdem”, diante das explicações.

Desatenção na sala de aula: uma solução para este problema constante

Samsung anuncia vencedores da 8ª edição do Solve For Tomorrow

Programa busca desenvolver soluções inovadoras para Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática.

Samsung anuncia vencedores da 8ª edição do Solve For Tomorrow

Aumenta interesse de estudantes por ensino superior, diz pesquisa

Estudo foi encomendado por instituições privadas de educação superior.

Aumenta interesse de estudantes por ensino superior, diz pesquisa

“Round 6” e a saúde emocional de nossos jovens

Jogos tradicionais e brincadeiras infantis são uma parte fundamental da cultura de um povo.

“Round 6” e a saúde emocional de nossos jovens