Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Professora curitibana vence prêmio nacional com projeto pedagógico durante pandemia

Professora curitibana vence prêmio nacional com projeto pedagógico durante pandemia

13/10/2020 Divulgação

Docente engaja famílias dos estudantes com atividades que unem filantropia aos conceitos das disciplinas.

Professora curitibana vence prêmio nacional com projeto pedagógico durante pandemia

A professora Sandra da Silva Brambilla de Souza, do 5° ano do Ensino Fundamental 1 da Escola Romani, em Curitiba (PR), conquistou o primeiro lugar no Prêmio Professor que Conquista 2020, concurso nacional promovido pela Conquista Solução Educacional, que reconheceu as melhores iniciativas e práticas pedagógicas durante os meses de ensino remoto. A docente apostou na empatia e no apoio dos familiares dos alunos para garantir o engajamento necessário para o sucesso do aprendizado com as aulas remotas.

"Sempre priorizamos o contato próximo com a família, mas em uma situação como essa, de ensino remoto, eu percebi que se não me envolvesse de forma ainda maior com as famílias, buscando compreender qual a situação particular de cada uma, suas necessidades, dificuldades e limitações, não conseguiríamos ter sucesso no aprendizado das crianças", explica Sandra.

Ela decidiu criar ações especiais para trabalhar alguns conteúdos e conceitos. "Tentei conquistar pelo lado lúdico e afetivo e deu certo", destaca. "Para trabalhar sobre Empreendedorismo, por exemplo, nosso material didático trazia a proposta de uma pizzaria e então tive a ideia de criarmos, junto com os pais, uma pizzaria coletiva que pudesse oferecer pizzas para um asilo que funciona próximo à escola. Os pais aderiram à ideia, todos os conceitos sobre o tema foram trabalhados e cada família se responsabilizou pela produção de uma pizza. No dia marcado, fizemos a entrega das pizzas no asilo, com sabores especiais criados pelos alunos e pais e acompanhadas de uma cartinha para cada idoso, escrita pelos alunos. O resultado foi tão bom que estamos pensando em manter essa ação no calendário da escola, mesmo depois que a pandemia acabar", conta.

Conteúdos de Matemática, como os polígonos, ganharam também uma ação especial, realizada por meio de uma adaptação ao jogo Twister. "Criamos o nosso jogo, produzimos as roletas e os alunos tinham que jogar em casa com toda a família. Mais uma vez, o chamado para que a família participasse da ação surtiu efeito", ressalta a professora. O tema Sustentabilidade se transformou numa atividade para a qual os alunos foram desafiados a criar bolsas e braceletes com garrafas pet para guardar máscaras de tecido. Todas essas ações fazem parte do projeto Florescer Cultural, desenvolvido por Sandra durante a pandemia. 

Sandra não tem dúvidas de que o sucesso do trabalho realizado nos últimos meses se deve à estratégia de estimular o tempo todo, em todas as atividades, a participação dos pais. "A família está sendo a mediadora entre o professor e o aluno, se ela não se envolver, o aprendizado não acontecerá por completo", explica. Outra iniciativa importante da professora também foi se colocar à disposição para atender os alunos de forma individualizada, conforme as necessidades de cada um. "O atendimento personalizado reforçou ainda mais o vínculo com os alunos e suas famílias. Quando a gente se mostra disposto e se esforça, acabamos estimulando o empenho e o esforço da outra parte também. O vínculo traz a reciprocidade. Isso ficou muito claro porque o engajamento dos alunos e também dos pais aumentou muito desde o início das aulas remotas", explica Sandra. 

Fonte: Central Press



Uma nova forma de ensinar e aprender

A mudança chegou, e com ela a reformulação de hábitos comuns de toda a população.

Uma nova forma de ensinar e aprender

Descobrimento do Brasil por portugueses ou chineses: outras histórias

As pessoas possuem costumes diversos, cada qual tem uma peculiaridade e aprende de diferentes formas.

Descobrimento do Brasil por portugueses ou chineses: outras histórias

MEC lança jogo virtual para ajudar na alfabetização de crianças

Ferramenta é gratuita para celulares, tablets e computadores.

MEC lança jogo virtual para ajudar na alfabetização de crianças

Por que formar pesquisadores comunicadores?

Em 2020, a ciência se reafirmou como essencial nas soluções dos grandes desafios da humanidade e na operação do nosso dia a dia.

Por que formar pesquisadores comunicadores?

Enem: candidatos com covid-19 poderão fazer a prova em outra data

A lista de reaplicação do exame ainda inclui doenças como coqueluche e difteria.

Enem: candidatos com covid-19 poderão fazer a prova em outra data

A escola de educação infantil e a pandemia

As instituições de educação infantil são as mais prejudicadas.

A escola de educação infantil e a pandemia

Aulas remotas seguem desafiando escolas e educadores

"O caminho é a aproximação e a ampliação do diálogo entre os grupos que compõem a comunidade escolar".

Aulas remotas seguem desafiando escolas e educadores

EUA: ainda a principal opção para estudantes internacionais

Os Estados Unidos são o destino número 1 do mundo para estudantes internacionais, graças a seu setor educacional diverso.

EUA: ainda a principal opção para estudantes internacionais

Crescimento do EAD e tendências de ensino

As tecnologias modernas remodelaram a forma de nos comunicarmos.

Crescimento do EAD e tendências de ensino

São Judas lança pós-graduação em Cidades Inteligentes

Estudantes terão a oportunidade de aprender a resolver problemas antigos enfrentados nas grandes cidades.

São Judas lança pós-graduação em Cidades Inteligentes

O que esperar do Enem?

A quarentena durou mais que o esperado.

O que esperar do Enem?

Como fica a qualidade da Educação pública com a transição municipal?

Imagine que um dia, ao levantar, todas as suas experiências e trajetória são completamente apagadas da sua memória.

Como fica a qualidade da Educação pública com a transição municipal?