Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Professores alemães defendem proibição de celulares em escolas

Professores alemães defendem proibição de celulares em escolas

09/09/2018 Elizabeth Schumacher (lpf)

Associação de docentes afirma que smartphones deveriam ser proibidos para alunos com menos de 14 anos de idade. França já adotou proibição.

Professores alemães defendem proibição de celulares em escolas

A Associação Alemã de Professores (DL, na sigla em alemão) defendeu que crianças com menos de 14 anos de idade sejam proibidas de usar telefones celulares na escola, citando preocupações com bullying.

"Durante o recreio, o celular é uma fonte permanente de bullying", disse o presidente da associação, Heinz-Peter Meidinger. "Hoje, quase todo o bullying físico é acompanhado de bullying na internet e nas redes sociais."

Meidinger afirmou que um dos motivos pelos quais defende uma proibição dos celulares é a possibilidade de, no pior dos casos, o bullying online levar a suicídios. A vizinha França já decidiu banir celulares das escolas públicas.

De acordo com a empresa de pesquisa de mercado Statista, 88% das crianças alemãs com idades entre 12 e 13 anos tinham um celular no ano passado. Na faixa dos 16 aos 18 anos, o percentual era de 94%.

Diversos estudos apontam que o uso de smartphones por alunos pode levar a um aumento de comportamentos como bullying e compartilhamento de conteúdo inapropriado.

De acordo com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), cerca de metade das crianças e adolescentes mundo afora já foi vítima de bullying – termo que inclui violência física e psicológica – por parte de seus colegas de escola.

Um estudo realizado pela Universidade Estadual de Bridgewater, nos Estados Unidos, concluiu que o risco de sofrer bullying aumenta quando se possui um smartphone. 



Inep confirma realização do Enem 2022 nos dias 13 e 20 de novembro

Publicação no DOU também traz datas para Revalida, Encceja e Enade.

Inep confirma realização do Enem 2022 nos dias 13 e 20 de novembro

Escola de Negócios libera acessos para curso ‘Transformação Digital para Engenheiros’

Voitto libera 15 mil acessos gratuitos e curso com 12 horas de conteúdo e certificado de conclusão.

Escola de Negócios libera acessos para curso ‘Transformação Digital para Engenheiros’

Universidade Infraero abre inscrições para o Programa ‘Treinar’

Universidade Infraero firma contrato com Secretaria Nacional de Aviação Civil.


Startup de educação realiza curso que incentiva independência nos estudos

A Semana do Filho Estudioso, organizada pela Piva Educacional, ocorre entre os dias 17 e 24 de janeiro com transmissão simultânea para o Brasil e exterior.


Aluna dos meus alunos

Tempo, partilha, generosidade.

Aluna dos meus alunos

Um debate sobre a valorização dos educadores

Quando falamos da importância da valorização dos profissionais da educação, diversos fatores devem ser considerados.

Um debate sobre a valorização dos educadores

Curso gratuito de programação vai capacitar 50 mil mulheres

Iniciativa criada pela escola de programação Kenzie Academy e a startup DUPLA quer reduzir a desigualdade de gênero na área de tecnologia.


4 pilares do processo de aprendizagem para 2022

Especialista aponta os principais pontos para promover ambientes dinâmicos e que estimulem o acesso ao conhecimento.

4 pilares do processo de aprendizagem para 2022

Diploma Digital deve ser adotado por todas instituições de ensino superior do Brasil

Medida trará mais eficiência, segurança e proporcionará redução de custos às instituições.

Diploma Digital deve ser adotado por todas instituições de ensino superior do Brasil

Seu filho já sabe programar? Se não, comece a prepará-lo para o futuro

Acesso ao aprendizado da linguagem de programação amplia a criatividade, pensamento crítico e matemático, além da capacidade de resolução de problemas.

Seu filho já sabe programar? Se não, comece a prepará-lo para o futuro

2021, o ano que (enfim) terminou

Faz praticamente dois anos que vivemos quase o dia da marmota, como no filme O Feitiço do Tempo.

2021, o ano que (enfim) terminou

UFMG tem 76 vagas de graduação para refugiados e apátridas

Para se candidatar é necessário ter feito o Enem entre 2017 e 2021.

UFMG tem 76 vagas de graduação para refugiados e apátridas