Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Como professores podem estimular alunos na sala de aula

Como professores podem estimular alunos na sala de aula

19/06/2019 Divulgação

Regina Lima explica quais técnicas de aprendizagem os professores podem propor na sala de aula para estimular seus alunos.

Como professores podem estimular alunos na sala de aula

Segundo ela, é possível dizer que, além de faixas etárias distintas, diferentes áreas do ensino também podem ser suportadas positivamente pela utilização de diagramas, instrumentos, experiências vivenciais, músicas e técnicas que torne lúdico e positivo tanto o processo de aprendizagem quanto o de memorização.
 
"O Mapa Mental é um exemplo das técnicas que podem ser utilizadas. Ele é um diagrama criado por um psicólogo como suporte à gestão de informação, memorização e solução de problemas. Apesar de originalmente estar associado à prática e às escolas de administração, é possível aplicar seus conceitos em salas de aula regulares, com crianças de todas as idades", diz Regina Lima.
 
A especialista diz ainda que os mapas mentais podem ser úteis em diferentes processos de aprendizagem. "A técnica pode ser usada para a fixação da linguagem escrita, o ensino e visualização de fatos históricos, além de fornecerem aos alunos uma maneira natural de pensar e construir pensamentos sobre diferentes temas", explica a psicopedagoga.
 
Outras ferramentas e técnicas – Regina Lima ressalta que além das experiências ao ar livre, com música, jogos simples e da utilização do lúdico, algumas técnicas devem ganhar espaço nas salas de aula nos próximos anos. "A sala de aula invertida é uma delas. Esse método de ensino subverte o ambiente de aprendizado tradicional ao fornecer conteúdo que mistura ações dentro e fora da sala de aula. São geradas atividades, que podem ter sido tradicionalmente consideradas tarefas de casa e elas são parte de um processo finalizado dentro da sala de aula, dando protagonismo aos alunos no debate e geração de ideias", propõe a especialista.
 
A psicopedagoga cita ainda o Design Thinking, que, de acordo com ela, pode ajudar em elementos como colaboração e competição. Outro artifício proposto por Regina Lima é a Gamificação, que tem como objetivo motivar os alunos a aprender usando elementos de jogos no processo de aprendizagem.
 
"O objetivo é maximizar o prazer e o envolvimento, capturando o interesse dos alunos e inspirando-os a continuar aprendendo através da competição ou colaboração na busca de pontos e realização de tarefas. Por fim, vale lembrar os Métodos Blended, que se utilizam de recursos digitais e tradicionais, com ações executadas dentro e fora da sala de aula, de maneira orquestradas por um professor e, eventualmente, um assistente facilitador", destaca Regina Lima.
 
Benefícios dos modelos – Regina Lima afirma que propor e utilizar novos modelos acessa áreas diferentes do cérebro de crianças e adolescentes, maximizando as chances de atingir a forma ideal de aprendizagem de cada um. "A Junior Coders, uma organização não governamental americana, afirma que apenas 25% das escolas ensinam a programar, embora 90% dos pais digam que gostariam que seus filhos tivesse essa habilidade. O uso de técnicas diferenciadas e a inserção de novas formas de ensinar serão fundamentais para um mundo que não para de mudar", ressalta a psicopedagoga.

Fonte: News 1 Comunicação



Diferença no enfrentamento da pandemia: básico público e privado

A pandemia pegou o mundo todo de surpresa, mas em outros países o olhar para o sistema educacional é totalmente diferente.

Diferença no enfrentamento da pandemia: básico público e privado

Governo de Minas anuncia início do retorno das atividades escolares presenciais

Escolas poderão voltar às atividades a partir de 5 de outubro, apenas nas regiões inseridas na onda verde do Minas Consciente.

Governo de Minas anuncia início do retorno das atividades escolares presenciais

A importância das Ligas Acadêmicas e o estímulo da pesquisa no ensino superior

A existência das ligas acadêmicas é importante para formação do aluno, pois oferecem a oportunidade de desenvolvimento e amadurecimento científico avançado.

A importância das Ligas Acadêmicas e o estímulo da pesquisa no ensino superior

Retenção escolar em tempos de covid-19

Com a suspensão das aulas presenciais, em março do ano atual, as redes de ensino precisarão reorganizar o calendário escolar.

Retenção escolar em tempos de covid-19

Volta às aulas antes da vacina: sim ou não?

Os pesquisadores do REPU afirmam que a alternativa segura ainda é manter as escolas fechadas.

Volta às aulas antes da vacina: sim ou não?

Governo de Minas cria o prêmio “Ideb Transformação”

Critérios para seleção foram publicados no Diário Oficial do Estado.


Pandemia muda forma de se preparar para o Enem

Situação de distanciamento social exige mais disciplina e autoconhecimento do candidato para se sair bem no exame.

Pandemia muda forma de se preparar para o Enem

Tecnologias digitais como abordagem educativa

Vivemos em uma sociedade em que a informatização é cada vez mais crescente e mostra-se presente em todas as áreas.

Tecnologias digitais como abordagem educativa

A Língua Brasileira de Sinais (Libras) é para todos brasileiros

Quando falamos sobre educação, não podemos deixar de considerar os avanços e conquistas que o cenário brasileiro tem vivenciado.

A Língua Brasileira de Sinais (Libras) é para todos brasileiros

Ensino médio tem maior salto de qualidade desde 2005

Índice leva em conta aprovação de alunos e desempenho nas provas de matemática e português. Objetivo de 2019 era atingir nota 5, mas país chegou a 4,2.

Ensino médio tem maior salto de qualidade desde 2005

Os desafios e as novas oportunidades de aprendizagem

Sabemos que aprender é um aspecto relacionado ao desenvolvimento natural dos seres humanos.

Os desafios e as novas oportunidades de aprendizagem

Ensino híbrido como legado para o pós-pandemia

Dispor de computador e internet para a realização de estudos é uma realidade para poucos estudantes brasileiros. 

Ensino híbrido como legado para o pós-pandemia