Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Sebrae lança cursos sobre gestão para empreendedores via Whatsapp

Sebrae lança cursos sobre gestão para empreendedores via Whatsapp

17/07/2020 Divulgação

Inicialmente, foram disponibilizadas três opções de cursos voltados para os MEI.

Com objetivo de disseminar o conhecimento sobre a gestão de pequenos negócios entre os empreendedores, o Sebrae lançou novas opções de cursos online gratuitos que podem ser feitos através do Whatsapp. Os usuários precisam apenas fazer um cadastro na plataforma para passar a receber o conteúdo pelo aplicativo de mensagens, podendo concluir o estudo dos módulos nesse ambiente.

Inicialmente, foram lançadas três opções de cursos por meio da plataforma, todos eles com conteúdos voltados para os Microempreendedores Individuais (MEI): “Organize seu negócio”, “Pronto para Crescer” e “Primeiros Passos – MEI”. Todos os cursos têm duração de trinta dias e carga horária de 12h. O presidente do Sebrae, Carlos Melles, explica que a iniciativa foi criada para facilitar a vida dos empreendedores que estão enfrentando a pandemia do Coronavírus.

“Nós sabemos que a maioria dos MEI trabalha sem funcionário e está enfrentando uma série de desafios. Sair para fazer um curso, mesmo que seja online, exige que ele se desconecte do negócio por algum tempo. A possibilidade de poder absorver conhecimento ali mesmo, no ambiente do Whatsapp é mais uma forma de poder facilitar a administração do tempo”, afirma Melles.

Os cursos por Whatsapp estão disponíveis na página do Sebrae e podem ser acessados gratuitamente pelo link: https://www.sebrae.com.br/sites/PortalSebrae/cursosonline.

Fonte: Sebrae



Correções no ‘antigo’ Ensino Médio proporcionam um novo futuro para os jovens

A escolha da escola deve estar vinculada ao que o aluno anseia para seu futuro.

Correções no ‘antigo’ Ensino Médio proporcionam um novo futuro para os jovens

Educação e política. Importantes, desde que em separado

Fechamento das escolas é a consequência, não a causa da incapacidade brasileira de fazer melhor

Desde meados dos anos 1970, a evidência dos retornos da educação não parece mais ser segredo.

Fechamento das escolas é a consequência, não a causa da incapacidade brasileira de fazer melhor

Inscrições abertas para o Programa Desafio Escolar

Jovens de 15 até 18 anos e professores podem participar de projeto pedagógico que conecta games e o ensino de Ciência, Tecnologia, Humanidades, Engenharia e Matemática.


Escola de negócios oferece 10 mil bolsas de estudo em curso de Excel para jovens

Voitto tem como objetivo ser uma impulsionadora na vida profissional das pessoas, principalmente para jovens que buscam o primeiro emprego.

Escola de negócios oferece 10 mil bolsas de estudo em curso de Excel para jovens

MIT oferece bolsa de estudo integral para áreas de Engenharia e Ciências da Vida

Fundação TMVL cria bolsa permanente e anual com prioridade para estudantes do Insper e da Faculdade Albert Einstein do Brasil.

MIT oferece bolsa de estudo integral para áreas de Engenharia e Ciências da Vida

Multinacional finlandesa abre inscrições para programa de estágio

Valmet abre vagas para universitários nas três unidades no Brasil: Araucária (PR), Belo Horizonte (MG) e Sorocaba (SP).


Universidade lança cursos gratuitos online na área de tecnologia

Participantes não precisam ter conhecimento prévio; cursos fornecem certificado após a conclusão.

Universidade lança cursos gratuitos online na área de tecnologia

Empreendedorismo e a arte de sonhar

Sabe aquele empurrão que recebemos vez ou outra na vida?

Empreendedorismo e a arte de sonhar

Enem: 6 dicas para aumentar o foco

É muito comum se distrair enquanto estamos estudando.

Enem: 6 dicas para aumentar o foco

Qualidade na educação: muito mais que índices de aprendizagem

Qualidade na educação é um conceito complexo que pode se modificar conforme o contexto, os valores, a cultura e a identidade de cada local.

Qualidade na educação: muito mais que índices de aprendizagem

Um em cada dez estudantes já foi ofendido nas redes sociais, mostra IBGE

A coleta dos dados foi feita antes da pandemia, entre abril e setembro de 2019.

Um em cada dez estudantes já foi ofendido nas redes sociais, mostra IBGE