Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Voltar à escola… voltar à vida

Voltar à escola… voltar à vida

17/12/2020 Cleia Farinhas

As horas que a criança e o jovem passam na escola fazem falta.

Voltar à escola… voltar à vida

Considerando que a pandemia permanecerá como fato e pano de fundo no mundo pelos próximos meses ou anos, até que a ciência dê a palavra final sobre a imunização coletiva, parece coerente pressupor um retorno à vida a partir dessa realidade. Utilizando a metáfora do retrovisor e do para-brisa, é preciso considerar que há um movimento obrigatório e urgente a seguir e que é preciso estar atento à estrada que se percorre a partir daqui, porém, sem deixar de olhar para trás, guardando a prudência sobre o que nos forçou a reduzir tudo nesse período, assumindo consequências desejáveis ou não – porque, de fato, nada parou, mas adaptou-se nos formatos, na qualidade, na velocidade e no tempo.

Nessa etapa de convívio de nove meses com o vírus ainda não debelado, urge parir uma nova rotina de vida, acrescentada de novos códigos de comportamento que se amplifiquem e entronizem na cultura da sociedade, considerando que humanos possuem natureza gregária e que, para não adoecerem mentalmente, terão de adaptar espaços e formas de convivência. As horas que a criança e o jovem passam na escola fazem falta – não apenas pelo que aprendem, mas também pelos relacionamentos que constroem, pelo que vivem e sentem nela. Escola é vida.

Além disso, escolas fechadas significam, para um grande número de crianças e jovens, o cerceamento do acesso a qualquer infraestrutura de bem-estar e desenvolvimento, aumentando a vulnerabilidade e o isolamento. Um exemplo disso é a queda no número de notificações de ocorrências de estupro de vulnerável (quando a vítima é menor de 14 anos) no Brasil durante o isolamento - e isso, segundo especialistas em direitos da infância e da juventude, é um sinal da possível subnotificação gerada pelo fechamento de creches e escolas, já que geralmente as denúncias chegam por meio de educadores, cuidadores, professores e profissionais da área de saúde escolar. 

Em âmbito mundial, relatório da ONG World Vision prevê um aumento que pode variar de 20% a 32% da média anual de violência física, emocional e sexual contra crianças e adolescentes. Então, diante da realidade das famílias pela busca de sustento e renda, a escola se impõe também como um espaço indiscutível de cuidado. Escola é proteção.

O retorno à atividade escolar presencial – desde que em áreas em processo de descenso de infecções, obedecendo e zelando por protocolos sanitários, com assentimento dos responsáveis e diálogo para preparar a toda comunidade – pode ser considerado viável. Protocolos seguidos na escola inspiram a criança a ensinar a família. Escola é multiplicadora de bons hábitos.

Um estudo do Center for Disease Control and Prevention (CDC) evidencia que crianças apresentam susceptibilidade até 5,5 vezes menor à infecção pelo Sars-CoV-2 do que os adultos, e representam uma fração mínima dos casos. Além disso, a mortalidade e a taxa de complicações por Covid-19 em crianças são mínimas e menores do que a da influenza na mesma faixa etária. Estudo publicado na Nature Pediatrics afirma que entre 90% e 99% das crianças infectadas são assintomáticas ou oligossintomáticas; diz ainda que a gripe comum, para a qual já temos vacinas disponíveis, já causou duas vezes mais mortes de crianças este ano do que a Covid-19 e que a mortalidade proporcional da H1N1 é 4,5 vezes maior do que a da Covid-19 em crianças. Estudo do CDC atesta que a mortalidade é pelo menos 37,5 vezes menor em crianças do que em adultos.

Em que pese a razoabilidade dos argumentos, o que se infere aqui, mais o contraditório nas opiniões, é que a discussão vai muito além de ir ou não ir a certos lugares, abrir ou fechar portas, fazer ou não fazer o que sempre se fez. Mas de encarar e angustiar-se com o dilema que, na verdade, explica e justifica a vilania, a coisa terrível que é para o presente e muito mais para o futuro, viver o estado de pandemia. 

* Cleia Farinhas é gerente pedagógica do Sistema Positivo de Ensino.

Fonte: Central Press



Faop será expandida para Guaxupé, no Sul de Minas

Presença da fundação estadual no município vai garantir formação qualificada em cursos de restauro.


A importância da educação em momentos de crise

A educação, que não teve tanto foco como as outras pastas, também foi diretamente impactada por essa crise.

A importância da educação em momentos de crise

Metaverso: a nova fronteira do ensino

Metaverso trata-se de envolver-se em espaços virtuais compartilhados, manifestados como ambientes 3D ou de realidade virtual imersiva.

Metaverso: a nova fronteira do ensino

Desatenção na sala de aula: uma solução para este problema constante

Nas escolas, são frequentes os relatos dos professores sobre os olhares dos estudantes “se perdem”, diante das explicações.

Desatenção na sala de aula: uma solução para este problema constante

Samsung anuncia vencedores da 8ª edição do Solve For Tomorrow

Programa busca desenvolver soluções inovadoras para Ciências, Tecnologia, Engenharia e Matemática.

Samsung anuncia vencedores da 8ª edição do Solve For Tomorrow

Aumenta interesse de estudantes por ensino superior, diz pesquisa

Estudo foi encomendado por instituições privadas de educação superior.

Aumenta interesse de estudantes por ensino superior, diz pesquisa

“Round 6” e a saúde emocional de nossos jovens

Jogos tradicionais e brincadeiras infantis são uma parte fundamental da cultura de um povo.

“Round 6” e a saúde emocional de nossos jovens

Enem: como se preparar e o que estudar na reta final?

Estamos a poucos dias do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM).

Enem: como se preparar e o que estudar na reta final?

Como lidar com o nervosismo na hora do Enem

Confira dicas para a reta final de preparação.

Como lidar com o nervosismo na hora do Enem

Profissionais estão se qualificando mais

Estudo feito pela Abler, plataforma de recrutamento e seleção, aponta que metade dos profissionais cadastrados têm curso superior ou acima.

Profissionais estão se qualificando mais

Escola usa robôs para ensinar matemática na prática

Aprender e entender os conceitos matemáticos com a ajuda do robô, faz com que o aprendizado seja realmente efetivo.

Escola usa robôs para ensinar matemática na prática

O acolhimento socioemocional no retorno presencial às aulas

Aos poucos, as escolas abrem suas portas para que estudantes de todo o país retomem suas atividades em sala de aula.

O acolhimento socioemocional no retorno presencial às aulas