Portal O Debate
Grupo WhatsApp

3,8 milhões de brasileiros tem os aplicativos como principal fonte de renda

3,8 milhões de brasileiros tem os aplicativos como principal fonte de renda

30/05/2019 Da Redação

“O trabalho pelo aplicativo é muito útil, pois gera uma entrada de renda.

3,8 milhões de brasileiros tem os aplicativos como principal fonte de renda

Eu passei 3 anos enviando currículo sem nenhum resultado, então decidi me inscrever para trabalhar com entregas”

Uma pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas (IBGE) mostrou que 3,8 milhões, ou seja, 17% dos 23,8% autônomos brasileiros tem sua principal fonte de renda o trabalho nos aplicativos. Ou seja, isso significa que as coisas ficaram mais eficientes e os trabalhos mais acessíveis. No caso do motorista ou entregador, o legal, é as pessoas terem a flexibilidade para escolher seu horário de trabalho.

Já é possível ver essa realidade se transformando através das relações de emprego que já mudaram intensamente com a popularização de aplicativos como Uber, iFood e Rappi. Startups como essas, mudaram a forma de oferecer serviços de transporte e entrega, gerando oportunidades de trabalho em um formato diferente do convencional.

“O trabalho pelo aplicativo é muito útil, pois gera uma entrada de renda. Eu passei 3 anos enviando currículo sem nenhum resultado, então decidi me inscrever para trabalhar com entregas, pois vi que era uma atividade que vinha crescendo muito. Isto tem ajudado muita gente que está nessa mesma situação”, conta Joney dos Santos Souza, que trabalha como entregador através de um aplicativo.

Recentemente, a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI) dialogou com uma das pioneiras dessa transformação, a startup 99 Táxis, que com o tempo se adaptou ao mercado para rivalizar com o Uber. Um dos criadores da 99 é Renato Freitas que fala sobre o futuro do trabalho. “Quando introduziram máquinas elétricas, as profissões mudaram. Quando introduziram telefone, internet, as coisas mudaram. Internet em tudo quanto é lugar, smartphone e tecnologia embarcada em praticamente tudo, muda bastante mesmo. Muda para advogados, para o próprio governo, para a arte. Não acho que é uma coisa nova, mas acho que a tecnologia sempre mudou o trabalho e mudou para melhor”, afirmou Freitas.

Um estudo realizado pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) mostra que o avanço da indústria 4.0 deve criar 30 novas profissões em 8 diferentes áreas, nos próximos anos. Entre os segmentos beneficiados com novas profissões estão o automotivo, alimentos, máquinas e construção civil. “O cenário atual da digitalização em diversas profissões e as projeções de como as relações de trabalho devem se transformar estão juntamente com as novas demandas e tecnologias”, comenta o Coordenador de Economia Digital da ABDI, Rodrigo Rodrigues.

Fonte: Agencia Brasileira de Desenvolvimento Industrial



Belo Horizonte lidera ranking de saldo de emprego em junho

No mês passado, saldo de vagas chegou a 2.184, com 34.535 admissões e 32.351 desligamentos.

Belo Horizonte lidera ranking de saldo de emprego em junho

Mercantil do Brasil está com 100 novas vagas de TI abertas em Belo Horizonte

Banco busca profissionais da área de tecnologia da informação.

Mercantil do Brasil está com 100 novas vagas de TI abertas em Belo Horizonte

Cresce trabalho com carteira assinada no 2º trimestre, aponta IBGE

Pnad Contínua mostrou que 24,1 milhões estão na informalidade.

Cresce trabalho com carteira assinada no 2º trimestre, aponta IBGE

Com investimento de mais de R$ 800 milhões, startups paranaenses geram 10 mil empregos

Levantamento inédito do Sebrae/PR, apresentado durante o Conecta, fez um mapeamento das 1032 startups no Estado.


Lojas do ItaúPower Shopping divulgam vagas de emprego

Veja as oportunidades disponíveis no site do mall.


Os Estados Unidos buscam brasileiros. Veja as áreas mais demandadas

Os EUA buscam talentos estrangeiros e os brasileiros possuem grandes chances de obterem o Green Card baseado em seu histórico profissional.

Os Estados Unidos buscam brasileiros. Veja as áreas mais demandadas

Sinduscon-MG oferece cadastro e envio de currículos gratuitamente

Site de recrutamento cadastra candidatos a vagas no setor da construção civil.


Grupo São Cristóvão abre vagas na área da saúde

As vagas são para profissionais da saúde com experiência para atuar na capital e região metropolitana de São Paulo.


Concursos e depressão: como lidar?

A depressão vem atingindo grande parte da população, principalmente naquelas pessoas que estão fazendo concursos.

Concursos e depressão: como lidar?

Caixa contrata 174 empregados com deficiência

Novos funcionários começam a trabalhar nas agências após capacitação


Sebrae abre vagas para 36 cidades de Minas Gerais

Sebrae abre 80 vagas para Agentes Locais de Inovação (ALI) em Minas Gerais; aprovados receberão bolsa de R$ 4 mil

Sebrae abre vagas para 36 cidades de Minas Gerais

FIDI abre vagas para analista jr de Informática

Para se candidatar, é preciso ter mais de 18 anos e nível superior completo e/ou cursando.