Portal O Debate
Grupo WhatsApp

As profissões do futuro estão chegando

As profissões do futuro estão chegando

26/10/2020 Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves

As indústrias já viveram a robotização e não param de evoluir.

As profissões do futuro estão chegando

Investigador ou cientista de dados, gerente de frota de veículos autônomos (sem motorista), alfaiate digital (que tira medida de roupas pela internet em lojas), operador de drone, analista de computação quântica, construtor de realidade aumentada, oficial de diversidade e mais uma centena de nomes curiosos e até esquisitos são as profissões do futuro, segundo estudo da multinacional norteamericana de tecnologia Cognizant. A empresa tem uma lista das 21 profissões que podem se consolidar até 2028. E diz que uma parte delas já está aparecendo, outras virão e, possivelmente, algumas nem se concretizarão em função do avanço e mudanças na tecnologia. Aquilo que, durante década, foi ficção e futurologia científica – como o desenho televisivo de Os Jetsons - está presente em nossa área de convivência.

Para nós que somos do tempo em que o curso de datilografia era importante – com direito a formatura festiva – é o admirável e assustador mundo novo. Máquina de escrever tornou-se peça de museu e os primeiros computadores também. Hoje vivemos a era em que os aparelhos tecnológicos “conversam” entre si e executam com mais regularidade e desempenho as funções antes executadas manualmente pelo humano. Nas últimas duas décadas presenciamos  o grande salto onde a tecnologia colocou numa mesma linha a TV, o rádio, o telefone, o computador e, por fim, os aparelhos eletro-eletronicos industriais e domésticos. Hoje muitos deles são acionados pelo smartphone, transformado em controle remoto universal e cada dia mais abrangente.

Com tudo isso disponível, tornou-se mais eficiente o trabalho em home-office – que a emergência da Covid 19 tornou-se obrigatório – e uma série de outras atividades. Mas isso é só o começo. As indústrias já viveram a robotização e não param de evoluir. Obras artesanais tornam-se cada dia mais raras, sendo exclusivas e caríssimas. Em compensação, o mesmo trabalho executado por máquina, em escala, tende a ganhar preços módicos. É, também, uma forma de colocar o desenvolvimento a serviço de um maior numero de países, localidades e indivíduos. É uma onda mundial que não tem volta. O tempo da vida no rancho de criação de gado e dos trabalhos artesanais na perifeira das cidades já ficou na História. Está presente apenas no cinema e na literatura.

A nova realidade é presente. É preciso que as legislações sejam atualizadas para acolher essa formidável mudança. Não podemos, no Brasil, continuar com a legislação trabalhista octogenária da Era Vargas. As primeiras mudanças já aconteceram ainda no governo Temer, Mas carecemos de mais atualizações que sirvam tanto aos interesses de patrões quanto de empregados. Aquele Estado paternalista e controlador de sindicatos – que se perderam na atividade político-ideológica em vez de atentar para as mudanças em curso – não têm mais razão de existir. Os sindicatos, se quiserem sobreviver, têm de focar exclusivamente no associado e prestar-lhe serviços que compensem o valor da mensalidade paga. Do contrário, não sobreviverão ao novo tempo. A roda do progresso costuma atropelar os que não a assimilam...

* Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves - dirigente da ASPOMIL (Associação de Assist. Social dos Policiais Militares de São Paulo) 



Quem pode ser contratado como estagiário?

A contratação é voltada para estudantes. Entenda o porquê.

Quem pode ser contratado como estagiário?

Os impactos que o ensino à distância na pandemia levou para jovens em início de carreira

Especialista em capacitação profissional alerta sobre os efeitos que os últimos 17 meses remotos podem ter na vida profissional dos jovens brasileiros.

Os impactos que o ensino à distância na pandemia levou para jovens em início de carreira

Com avanço digital, profissão de corretor de imóveis cresce 60% no país

De janeiro a agosto de 2021, cerca de 2.467 novos corretores de imóveis obtiveram o registro no CRECI para atuar na profissão.

Com avanço digital, profissão de corretor de imóveis cresce 60% no país

Minas Gerais teve o segundo melhor saldo de emprego no acumulado de 2021

Serviço e indústria somaram mais da metade do saldo gerado pelos pequenos negócios mineiros nos quatro primeiros meses do ano.

Minas Gerais teve o segundo melhor saldo de emprego no acumulado de 2021

Luandre tem 500 vagas para auxiliar de operações em Contagem

A Luandre, uma das maiores consultorias de RH do Brasil, tem 500 vagas abertas para auxiliar de operações, em Contagem, Minas Gerais.


Startup de viagens corporativas abre 20 vagas em Minas Gerais

A perspectiva é que a travel tech Onfly termine 2021 com uma movimentação de R$ 40 milhões e R$ 1 bilhão transacionado em 2024.


Grupo Ri Happy abre mais de 100 vagas temporárias em Minas Gerais

Varejista de brinquedos anuncia contratação para o período do Dia das Crianças em Belo Horizonte, Betim, Contagem, Juiz de Fora, Pouso Alegre e Uberlândia.


Precisamos ensinar a pescar e ir além

Ao ler um artigo assinado pelo Dep. Alexis Fonteyne, resolvi escrever este texto usando, inclusive, partes da publicação.

Precisamos ensinar a pescar e ir além

Empresa de tecnologia abre mais de 300 vagas em todo o Brasil

Oportunidades de trabalho são voltadas a engenheiros, contadores, profissionais da área Comercial e Recursos Humanos.


Mercado Livre contratará mais de 6 mil pessoas até o final de 2021

Em abril, a empresa superou as expectativas de contratar em 2021 a soma de 12 mil funcionários.

Mercado Livre contratará mais de 6 mil pessoas até o final de 2021

Maioria dos estudantes universitários brasileiros busca por vagas de trabalho remoto

Pesquisa Universum, realizada com 32 mil estudantes universitários em 2021, revela que para 83% dos entrevistados a modalidade de home office é mais atrativa.

Maioria dos estudantes universitários brasileiros busca por vagas de trabalho remoto

Mercado de trabalho: adesão ao modelo híbrido ou retorno ao presencial?

Impacto da pandemia no mercado de trabalho possibilitou que empresas testem novos formatos de trabalho, que devem se manter no longo prazo.

Mercado de trabalho: adesão ao modelo híbrido ou retorno ao presencial?