Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Entenda as diferenças entre temporários e terceirizados

Entenda as diferenças entre temporários e terceirizados

05/11/2019 Da Redação

Especialista da Luandre detalha o que foi atualizado com o novo decreto e o que muda para contratantes e contratados.

A reforma trabalhista, feita pelo governo de Michel Temer em 2017, já havia alterado para 180 dias o prazo para o trabalho temporário, prorrogados por até mais 90 dias, mas ainda deixava alguns espaços para dúvidas entre o que pode ser considerado trabalho temporário e outras modalidades de contrato.

Uma das confusões mais comuns dizia respeito à administração de pessoal, uma vez que algumas empresas entendiam o temporário como terceirizado. Segundo Daniela Laurentino, Gerente Jurídica da Luandre, uma das maiores consultorias de RH do Brasil, especializada na contratação de efetivos e temporários para empresas de diversos segmentos, agora ficou mais claro que a gestão dos temporários é por conta da empresa contratante, especialista no seu segmento.

Na Luandre, por exemplo, consultoria com clientes dos mais diversos setores, como alimentos, bens de consumo, logística, saúde, a especialidade é o recrutamento e seleção para os mais diversos cargos das empresas dessas diversas categorias, que poderão realizar a gestão com toda sua expertise. “É diferente da contratação de uma empresa parceira que vai fornecer colaboradores treinados e administrados por ela, por um período determinado”, explica Daniela.   

A atualização, assinada no mês passado por Jair Bolsonaro também conceitua melhor o que o trabalho temporário, de acordo com a gerente jurídica da Luandre: “o contrato temporário atende a duas situações bem específicas: aumento de demanda ou substituição temporária de um funcionário”.

Ela acrescenta que o contrato temporário prevê vínculo empregatício e benefícios semelhantes ao contrato CLT, como férias, 13º salário e fundo de garantia, de acordo com o período trabalhado.

Contratações de temporários próximas ao Natal crescem

As festas de fim de ano e datas como a Black Friday são excelentes para movimentar a economia e estimular a contratação de temporários segundo a Luandre, que espera um crescimento total de 32% de oportunidades vagas temporárias, neste período, sendo novembro um ótimo momento para procurar vagas no varejo.

Barbara Alves, gerente de RH da consultoria, ressalta que “mesmo que a oportunidade seja temporária é importante que o candidato demonstre todo seu interesse, uma vez que há grandes chances de ser efetivado: historicamente a Luandre tem uma taxa de efetivação de 40%”.

Fonte: Engaje! Comunicação Inteligente 



Plano de carreira é coisa do passado

A carreira deixa de ser responsabilidade da empresa e passa a caber ao indivíduo.

Plano de carreira é coisa do passado

Evento em São Paulo oferece 2,2 mil vagas para pessoas com deficiência

Há oportunidades em supermercados atacadistas, call centers, tratamento de resíduos, saneamento, recursos humanos, hospitais e restaurantes.


Começa a corrida para as contratações temporárias

Para atender o aumento de vendas de cerca de 13% no Natal, lojistas precisarão elevar contratações temporárias e deverão ficar atentos às obrigações legais para as vagas.

Começa a corrida para as contratações temporárias

Consultoria de RH inova e lança aplicativo gratuito que conecta empresas a profissionais

Acesso ilimitado e gratuito a diversas oportunidades de emprego, a qualquer hora, na palma da mão.

Consultoria de RH inova e lança aplicativo gratuito que conecta empresas a profissionais

CNI e Senai listam 30 profissões promissoras para a indústria 4.0

Profissões estarão ligadas ao setor automotivo, indústria de alimentos e bebidas e construção civil.

CNI e Senai listam 30 profissões promissoras para a indústria 4.0

Estágio x Emprego: entenda a diferença!

A modalidade não se configura como um trabalho formal, mas uma atividade voltada ao aprendizado.

Estágio x Emprego: entenda a diferença!

O que sua Profissão vai ser quando você crescer?

Uma pergunta interessante que sempre fazemos às crianças é “o que você vai ser quando crescer?”


O mercado de trabalho depois do câncer de mama

O câncer ainda é visto, de maneira geral, como sinônimo de grande adversidade para muitas pessoas.


A Lei da Liberdade Econômica e seus impactos trabalhistas e previdenciários

Com o fim do antigo Ministério do Trabalho e Emprego, que foi aglutinado pelos Ministérios da Economia, Justiça e Cidadania.


Uber lança versão para vagas temporárias

O aplicativo está disponível por enquanto apenas em Chicago.

Uber lança versão para vagas temporárias

Varejo e serviços devem abrir mais de 100 mil vagas para o fim de ano

Pesquisa mostra que 52% criarão postos de trabalho para temporários, sendo que em 40% dos casos há planos de efetivar o colaborador

Varejo e serviços devem abrir mais de 100 mil vagas para o fim de ano

Geração de empregos pelos pequenos negócios revela melhor agosto em cinco anos

Levantamento feito pelo Sebrae, com base em dados do Caged, apontam que das 121 mil vagas abertas no mercado de trabalho, mais de 95 mil foram nas micro e pequenas empresas.

Geração de empregos pelos pequenos negócios revela melhor agosto em cinco anos