Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Geração de empregos pelos pequenos negócios revela melhor agosto em cinco anos

Geração de empregos pelos pequenos negócios revela melhor agosto em cinco anos

30/09/2019 Divulgação

Levantamento feito pelo Sebrae, com base em dados do Caged, apontam que das 121 mil vagas abertas no mercado de trabalho, mais de 95 mil foram nas micro e pequenas empresas.

Geração de empregos pelos pequenos negócios revela melhor agosto em cinco anos

De cada 10 empregos gerados no país em agosto deste ano, oito foram nos pequenos negócios. Esse é o dado revelado em análise feita pelo Sebrae, com base em dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia.

De acordo com o levantamento, as micro e pequenas empresas (MPE) criaram 95.587 vagas de trabalho formais celetistas no país, no mês passado, enquanto as médias e grandes corporações geraram um quarto desse saldo. Incorporando ao total de contratações feitas pela administração pública, o número de novos postos de trabalho foi de 121.387, com os pequenos negócios respondendo por quase 80% desse total, o melhor saldo do mês de agosto dos últimos cinco anos.

No acumulado de janeiro a agosto, os pequenos negócios geraram 541,7 mil empregos, saldo 15 vezes maior que o registrado pelas médias e grandes empresas, tendo superado, ainda, em 6% o registrado pelos pequenos negócios no mesmo período do ano passado. Já o saldo de vagas nas corporações de maior porte foi de 35,1 mil contratações com carteira assinada, nesse mesmo período. O resultado é 58% menor do que elas haviam registrado em 2018. O volume de postos de trabalho gerados pelas MPE no mês passado superou em 117% o saldo de julho e em 14,5% o resultado do mesmo mês em 2018.

Serviços

Os pequenos negócios da área de Serviços continuam liderando a geração de empregos no país, tendo sido responsáveis por 48,1 mil novos postos de trabalho, em agosto deste ano. Isso corresponde à metade de todas as vagas criadas por esse nicho de empresas no oitavo mês de 2019. Destacaram-se nesse setor, as micro e pequenas empresas que atuam no ramo imobiliário (na comercialização e administração de imóveis), com a criação de 17,8 mil novas vagas, e as empresas do ramo de ensino, com mais 9,8 mil empregos.

As MPE desse setor também estão à frente das contratações com carteira assinada realizadas no acumulado de 2019, com 325 mil pessoas empregadas, seguidas pela Construção civil, com mais de 90 mil. Isso sinaliza, também, uma retomada do crescimento econômico, uma vez que o setor da construção está diretamente relacionado a investimentos em infraestrutura.

As micro e pequenas empresas de São Paulo lideraram a geração de empregos em agosto, com a criação de mais de 30 mil postos de trabalho, sendo seguidas pelas MPE do Rio de Janeiro, que responderam pela geração de 10 mil vagas no país. Com isso, a região Sudeste se destacou no mês passado, com a contratação de 45,5 mil trabalhadores, seguida pela região Nordeste, que gerou mais de 16,8 mil empregos.

Fonte Sebrae



Seis tendências para profissões do futuro

Pesquisa aponta que mercado de trabalho exigirá pessoas com alto grau de formação.

Seis tendências para profissões do futuro

Sebraetec lança editais para contratação de prestadores de serviços em tecnologia

Atualmente o Sistema Sebrae conta com cerca de 2.100 empresas especializadas em atuação, mas o objetivo é ampliar esse número nos próximos meses.


Fonte solar já gerou mais de 37 mil empregos no Brasil em 2020

De janeiro a maio, o setor adicionou 1236,6 megawatts (MW) em capacidade instalada, um crescimento de 27,3% frente ao consolidado até 2019.

Fonte solar já gerou mais de 37 mil empregos no Brasil em 2020

Construtoras oferecem vagas de emprego em Belo Horizonte e Nova Lima

Há vagas disponíveis para analista de projetos e encarregado de obras.

Construtoras oferecem vagas de emprego em Belo Horizonte e Nova Lima

Caixa seleciona propostas voltadas a microempreendedores informais

Serão avaliadas ideias que promovam a independência financeira desses trabalhadores, os mais afetados pelo coronavírus.


Sobram vagas, faltam profissionais. Será?

Existem mesmo poucos profissionais capacitados para atender a demanda do novo mundo empresarial digital?

Sobram vagas, faltam profissionais. Será?

Sustentabilidade nas empresas demanda profissionais com atuação em meio ambiente

Conscientização da sociedade pressiona organizações a investirem na preservação ambiental.


Brasil ocupa o 7º lugar no ranking do salário médio mensal da América Latina

País aparece ocupando o  81º lugar no ranking mundial com 101 nações analisadas.

Brasil ocupa o 7º lugar no ranking do salário médio mensal da América Latina

Energia solar: mais empregos na recuperação econômica do Brasil

O sistema fotovoltaico é hoje um dos melhores investimentos para empresas e cidadãos.

Energia solar: mais empregos na recuperação econômica do Brasil

Minas abre inscrições para cursos de capacitação gratuitos

As capacitações atendem às demandas do mercado de trabalho e estão com inscrições abertas para moradores de todas as regiões do estado.


Pedidos de seguro-desemprego sobem 76,2% na primeira quinzena de maio

Foram requeridos 504.313 benefícios de seguro-desemprego no período.

Pedidos de seguro-desemprego sobem 76,2% na primeira quinzena de maio

Cargos que cresceram diante da pandemia do coronavírus

Levantamento realizado pela Catho mapeou que as profissões de maior crescimento aparecem nas áreas de saúde, supermercadista, farmácia e logística.

Cargos que cresceram diante da pandemia do coronavírus