Portal O Debate
Grupo WhatsApp


A nova era da automação inteligente nas concessionárias de energia

A nova era da automação inteligente nas concessionárias de energia

22/12/2020 Octávio Brasil

“A modernização da medição permite realocar pessoas para atividades mais inteligentes e produtivas”.

A nova era da automação inteligente nas concessionárias de energia

A medição do consumo de energia, realizada por meio de visitas mensais de funcionários das concessionárias em todos os imóveis, começa a ganhar um novo formato.

Além das evoluções tecnológicas do setor, o sistema de telemetria inteligente é importante também, nesses tempos que vivemos, para preservar a saúde dos funcionários e dos clientes, garantindo o fornecimento de eletricidade e adequando-se a novos padrões de consumo decorrentes da adoção do home office e do home school de forma maciça.

Outro movimento que tem se notado é aceleração dos planos de modernização da medição, priorizando investimentos em redes inteligentes.

Algumas soluções já contam, inclusive, com tecnologia de inteligência artificial, o que permite desenvolver modelos de análise de dados mais complexos e capacidade contínua de evolução e aprendizado de máquina, representando um grande avanço nas estratégias de combate às perdas, por exemplo.

Essa velocidade, no entanto, não se verifica de forma linear, uma vez que cada distribuidora possui planos específicos de investimentos, quase sempre de longo prazo, além de empreender em diversos programas importantes concomitantemente. Fato é que todas estão inserindo a medição remota em seus projetos prioritários.

A automatização dessa atividade requer a implementação e instalação de novos equipamentos, como medidores eletrônicos inteligentes, módulos de comunicação com inteligência de campo embarcada, serviços de comunicação de dados 3G, 4G, IoT e softwares para gerenciamento e análise desse grande volume de dados, o Big Data.

Com sistemas de automatização de tarefas repetitivas, não só se aumenta a assertividade como também permite-se que os analistas de medição se dediquem a atividades mais importantes, preventivas e corretivas, que garantem a melhoria contínua do fornecimento.

As novas tecnologias de comunicação e a modernização da medição do fornecimento e do consumo trazem vantagens para todos, afinal, os dados são recebidos com segurança e sem erros de leitura, o que possibilita um planejamento de compra para o fornecimento e distribuição da energia elétrica mais preciso e a capacitação da mão de obra de campo para novas atividades, como análise contínua dos dados, bem melhor do que analisar apenas uma vez por mês para emitir a conta, o que favorece a qualidade do serviço de forma mais preditiva e proativa.

À medida que o país segue essa tendência de modernização, em breve será possível a participação de pequenos consumidores no mercado livre de energia, o que possibilita inclusão até de consumidores residenciais, como ocorre em outros países.

* Octávio Brasil é gerente de marketing da CAS Tecnologia, fornecedora de módulos de comunicação inteligentes e plataformas de gestão e serviços em smart grids.

Fonte: Grupo Virta




Geração de bioeletricidade registra alta em 2020

Setor sucroenergético foi o responsável por 82,3% da energia elétrica gerada a partir de biomassa.

Geração de bioeletricidade registra alta em 2020

Curso: Economia de Energia nos Aparelhos de Ar Condicionado

Você sabia que o consumo do ar condicionado pode atingir até 50% do consumo total de uma edificação?  Neste curso você vai aprender como reduzir estas despesas.

Curso: Economia de Energia nos Aparelhos de Ar Condicionado

Mercado de energia renovável dobra capacidade de instalação no Brasil

Queda no preço de equipamentos e aumento da taxa na conta de luz convergem para consumidores aderirem a microgeração própria.

Mercado de energia renovável dobra capacidade de instalação no Brasil

Pesquisa indica que edifícios consomem 40% da energia do planeta

Levantamento revela também que 36% das emissões de gases de efeito estufa são provenientes do uso de energia nas edificações.

Pesquisa indica que edifícios consomem 40% da energia do planeta

Americanas amplia uso de energia limpa com geração solar

Do total de energia elétrica consumida, 30% já vem de fontes renováveis.

Americanas amplia uso de energia limpa com geração solar

BNDES investe na distribuição elétrica em 10 estados brasileiros

Apoio para o plano de investimentos do grupo Energisa contempla 9 distribuidoras de energia.

BNDES investe na distribuição elétrica em 10 estados brasileiros

Cemig moderniza a iluminação de 647 escolas públicas mineiras

Projeto Cemig nas Escolas trocou mais de 200 mil lâmpadas ineficientes em todo o estado, em 2020.

Cemig moderniza a iluminação de 647 escolas públicas mineiras

Impactos e benefícios da energia solar para a economia brasileira

Três milhões e oitocentos mil empregos no mundo e quase 90 mil novos empregos gerados em 2020 no Brasil em plena pandemia.

Impactos e benefícios da  energia solar para a economia brasileira

BNDES financia projetos de biogás no Paraná e em Goiás

Usinas gerarão energia a partir de material poluente, reduzindo emissão de gases do efeito estufa.

BNDES financia projetos de biogás no Paraná e em Goiás

Inmetro alerta sobre economia de energia elétrica no verão

No verão, conta de luz chega a ficar até 8,6% mais cara, segundo Aneel.

Inmetro alerta sobre economia de energia elétrica no verão

Dubai vai produzir alumínio só com energia solar

Acordo prevê consumo de usina com 2,85 GW de potência e produção de 40 mil t de alumínio no primeiro ano de operação.

Dubai vai produzir alumínio só com energia solar

Consumo de energia elétrica cai, mas setor solar avança

"Nos últimos quatro a cinco meses,  houve uma rápida recuperação principalmente nos setores de grande  consumo.

Consumo de energia elétrica cai, mas setor solar avança