Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Como economizar energia durante os dias mais frios

Como economizar energia durante os dias mais frios

07/06/2022 5 Estrelas

O Brasil vive estiagem mais severa dos últimos 91 anos.

Como economizar energia durante os dias mais frios

O inverno ainda não começou, porém com a chegada do frio os brasileiros recuperam hábitos típicos da estação. As baixas temperaturas fazem com que além dos cobertores pesados, casacos, toucas e botas guardados sejam retirados dos armários. Ainda, nessa época os banhos quentes se tornam mais demorados, a torneira elétrica volta a ser ligada, assim como os aquecedores retirados das caixas. Contudo isso acaba, consequentemente, encarecendo o preço da energia elétrica, que mesmo sem o frio já estava alta nos últimos meses.

Isso porque o Brasil vem enfrentando uma das piores crises hídricas da história. A falta de água que afeta os reservatórios das usinas hidrelétricas, influencia diretamente na conta de luz do consumidor. De acordo com o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) essa é a estiagem mais severa dos últimos 91 anos.

Além disso, a alta da inflação fez com que a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) aprovasse neste ano reajustes tarifários. Eles variam de 7% a 24% nas contas de luz dos clientes e refletem. Em 12 meses, os índices acumulados pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) e pelo Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M), apresentaram aumento de 10% nos contratos de compra e distribuição de energia.

Esses reajustes nas tarifas de energia funcionam como uma revisão tarifária. Elas ocorrem de tempos em tempos, variando conforme a distribuidora, com o objetivo de repassar ao consumidor a alta dos custos das empresas. Contudo os reajustes sempre precisam ser aprovados pela Aneel.

Mas então, como economizar?

Se no verão um dos piores responsáveis pelo valor da conta de energia é o ar condicionado, no inverno não se pode dizer que ele vai ser desligado e assim o cliente estará com gastos extras. Desse modo, alguns cuidados são importantes para que o período não se torne sinônimo de aumento na conta de luz.

Assim, desde a regulação dos eletrodomésticos até a formação de hábitos corretos fazem total diferença na quantidade de energia consumida, proporcionando redução nos gastos e benefícios para o meio ambiente.

- Diversos equipamentos permitem regulagens como, por exemplo, a geladeira. O problema é que, muitas vezes, esses detalhes são esquecidos. Conhecer cada um de seus eletrodomésticos e utilizá-los apenas pelo tempo necessário pode resultar em economia e redução na conta de energia. No caso dos refrigeradores, o termostato não precisa ser mantido no máximo, mesmo com a geladeira cheia.

Outra dica importante é verificar se a borracha de vedação da porta está cumprindo a função dela, e nunca utilizar a parte traseira do equipamento para secar roupas ou sapatos. Ainda, evitar posicionar o eletrodoméstico próximo ao fogão evita que a geladeira trabalhe mais para manter a temperatura interna quando o fogão estiver sendo utilizado.

- Outros vilões durante os dias frios são o chuveiro elétrico e o aquecedor. Portanto, para economizar nos banhos, reduzir o tempo gera uma redução nos gastos enorme. Conforme a Agência Estadual de Notícias (AEN) o uso do chuveiro por quatro pessoas em um dia, durante 15 minutos cada, consome tanto quanto 500 lâmpadas LED ligadas durante uma hora. Ao longo do mês, isso representa mais de R$ 100 na fatura.

- Além disso, aquecedores e o ar-condicionado devem ser utilizados por períodos curtos de tempo, evitando as potências máximas. A temperatura ideal do ar-condicionado é entre 22 e 24 graus, o suficiente para aquecer o ambiente.

- Com a baixa nas temperaturas, outra medida a se tomar para evitar uma conta de luz muito alta é fazer um check up na residência para identificar possíveis fugas de energia em algum circuito da edificação. Isso pode acontecer em instalações antigas ou mal feitas. No caso, se um fio sem proteção estiver em contato com algum metal é possível haver fuga de energia.

Para identificar se está ocorrendo desperdício de luz na sua casa, desligue todos os equipamentos e verifique o relógio. Se ele continuar funcionando é porque está acontecendo fuga de energia. Desse modo, um eletricista é o profissional mais indicado para solucionar o problema.

Você sabia que é possível fazer empréstimo direto na conta de luz?

Se na hora de pagar a conta, você descobrir que não conseguiu economizar, pode fazer um empréstimo para pagar a conta. Embora esta opção ainda não esteja habilitada para todas as regiões do Brasil. O propósito desta linha de crédito foi fornecer uma alternativa à população brasileira com renda menor de conseguir dinheiro.

Como funciona o empréstimo pessoal na conta de luz?

As parcelas do empréstimo solicitado serão debitadas na fatura da conta de energia, isso significa que você pagará as prestações mensalmente junto com o consumo de energia elétrica de sua residência.

Condições de contratação

- Limite de empréstimo diferente, porém não muito alto entre a faixa de R$ 500 até R$ 2500 no máximo;

- Prazo de pagamento do crédito vai desde 3 meses até 18 meses como máximo.

- Idade para a solicitação: desde 21 anos até 75 anos

- Se estiver com atraso na fatura elétrica, vai precisar regularizar a sua situação antes de contratar.

- Disponibilidade em apenas alguns estados do Brasil: somente moradores de São Paulo, Rio de Janeiro, Ceará, Goiás e Rio Grande do Sul têm acesso a essa possibilidade.

Consumo consciente

Ter bons hábitos de consumo não devem ser exercidos somente nos períodos mais frios do ano. Costumes simples, como apagar a luz ao deixar o ambiente fazem toda a diferença e impactam positivamente no orçamento do fim do mês.

Dessa forma, ao construir ou reformar optar por tintas claras fazem com que durante o dia a luz do sol ilumine melhor o espaço, diminuindo o uso de lâmpadas ou luminárias. Além disso, instalar sensores de presença em ambientes externos, como garagens e varandas, assim as luzes são ligadas somente quando necessário e se desligam automaticamente, evitando gastos desnecessários de energia.

A troca de lâmpadas incandescentes por fluorescentes ou de LED, que duram mais e consomem de 60% a 80% menos energia, também são outra atitude consciente e econômica. Ainda, juntar peças de roupa para utilizar a máquina de lavar em sua capacidade máxima apenas uma vez também resulta em redução da conta no fim do mês.

Pequenas mudanças no dia a dia evitam o desperdício e fazem diferença quando a conta chega. Além disso, evitar desperdícios apresenta um respaldo no contexto ambiental, já que no Brasil mais de 80% da produção de energia elétrica é feita por usinas hidrelétricas, que de alguma forma, prejudicam a natureza.

Essa energia é gerada pela correnteza dos rios, que faz girar turbinas instaladas em quedas d’água. De modo geral, a tecnologia é considerada limpa, já que praticamente não emite gases de efeito estufa, que fortalecem o aquecimento global.

No entanto, o grande problema ambiental e também social causado pelas hidroelétricas é a necessidade de represar os rios. Assim, extensas regiões são alagadas, o que provoca não só a retirada das populações humanas do local, como alterações no ecossistema.

Por isso é importante valorizar o privilégio de ter energia elétrica em casa e economizar pensando nas vantagens econômicas, sociais e ambientais.



Gigante mundial quer construir cinco complexos de usinas solares fotovoltaicas em Minas Gerais

Shell prevê investimentos em energia renovável nas regiões Norte, Noroeste e Central do estado.

Gigante mundial quer construir cinco complexos de usinas solares fotovoltaicas em Minas Gerais

Energia solar no mundo entra na era do terawatt e Brasil é um dos principais destaques

Com participação da ABSOLAR, relatório Global Market Outlook for Solar Power 2022-2026 mostra que o País pode chegar a 54 gigawatts (GW) de capacidade solar total até 2026.

Energia solar no mundo entra na era do terawatt e Brasil é um dos principais destaques

Banco do Brasil supera R$ 300 milhões em crédito de Energia Renovável

Com um ano em vigor, linha tem prazo ampliado para 96 meses e passa a contemplar imóveis fora de área urbana.

Banco do Brasil supera R$ 300 milhões em crédito de Energia Renovável

Geração de energia renovável baterá novo recorde em 2022

Novo relatório da Agência Internacional de Energia (IEA) indica que instalações de energia limpa devem atingir um crescimento recorde de 8% na comparação com 2021.

Geração de energia renovável baterá novo recorde em 2022

Brasil é 4º país no mundo que mais cresceu com projetos de energia solar no último ano

Brasil acrescentou em 2021 cerca de 5,7 gigawatts (GW) da fonte solar na geração própria de energia em residências e empresas.

Brasil é 4º país no mundo que mais cresceu com projetos de energia solar no último ano

Redução da taxa de energia vai favorecer pequenos negócios, diz Sebrae

Segmento foi o mais afetado pela pandemia, afirma economista.

Redução da taxa de energia vai favorecer pequenos negócios, diz Sebrae

Minas Trifásico vai investir R$ 1,8 bilhão na modernização da rede elétrica rural

Até 2027, serão 30 mil quilômetros de novas linhas rurais, aumentando a capacidade de carga em benefício da população.

Minas Trifásico vai investir R$ 1,8 bilhão na modernização da rede elétrica rural

Fontes de energia eólica e solar geraram em 2021, 10% da eletricidade global

Dados estão no relatório Revisão Global de Eletricidade.

Fontes de energia eólica e solar geraram em 2021, 10% da eletricidade global

Lojistas já economizaram mais de R$ 2 milhões na tarifa de energia elétrica

Economia foi possível após contratação, via CDL/BH,de energia solar ofertada pela Cemig SIM.

Lojistas já economizaram mais de R$ 2 milhões na tarifa de energia elétrica

O mercado livre de energia e os novos desafios da era digital

Hoje em dia temos várias fontes além das hidrelétricas, como as energias eólica, biomassa ou solar.

O mercado livre de energia e os novos desafios da era digital

Programa de Gestão Energética de São Paulo economiza R$ 3,3 milhões

Somente com as revisões e adequações de 723 aditivos de contratos por demanda, a economia gerada representará R$ 19 milhões aos cofres do estado.

Programa de Gestão Energética de São Paulo economiza R$ 3,3 milhões

PL que moderniza sistema elétrico brasileiro pode diminuir o preço da energia

O Projeto de Lei 414/2021 oferece a oportunidade do cliente escolher o seu fornecedor e a fonte da energia que irá utilizar.

PL que moderniza sistema elétrico brasileiro pode diminuir o preço da energia