Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Consumo eficiente de energia pode ser saída para superar a crise

Consumo eficiente de energia pode ser saída para superar a crise

25/08/2020 Divulgação

Com a retomada das atividades após meses de restrição ao funcionamento, empresas podem encontrar na eficiência energética um fôlego para o fluxo de caixa.

Consumo eficiente de energia pode ser saída para superar a crise

Neste momento em que as regras de flexibilização adotadas por estados e municípios passam a autorizar o retorno das atividades em empresas e diferentes setores do comércio, com atendimento presencial e novos horários de funcionamento, empreendedores devem ficar ainda mais atentos aos gastos, em especial com a energia elétrica, uma das principais despesas dos estabelecimentos.  

Após quase seis meses de medidas restritivas, uma pesquisa recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) apontou que 65,5% de um total de 1,2 milhão de empresas de serviços e 64,1% de 1,1 milhão de empresas comerciais afirmam terem sofrido os impactos negativos da pandemia. No cenário de crise, buscar economizar é uma forma de sobrevivência.

“Para não agravar a situação econômica, a adoção de medidas de eficiência energética pode ser uma alternativa importante para reduzir gastos e auxiliar os empreendimentos nesse período de retomada”, afirma Frederico Araújo, presidente da Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Conservação de Energia (ABESCO).

Ações simples e de baixo custo podem fazer a diferença quando se trata de gestão de energia. “Analisar se todos os equipamentos elétricos precisam estar realmente ligados; priorizar iluminação e ventilação natural; verificar se as borrachas da geladeira ou freezer estão vedando corretamente; evitar o polêmico uso do ar condicionado e, quando acioná-lo, deixar os filtros limpos e a temperatura a partir dos 24°. Estas são medidas que podem reduzir a conta ao final do mês”, aponta.

Em caso de possibilidade de investimento, o presidente da ABESCO indica ações mais específicas. “Substituir a iluminação tradicional por tecnologia LED, automatizar os sistemas como os de ar condicionado e até contratar uma empresa especializada para identificar as melhores estratégias de economia energética. A ESCO (Energy Services Company) pode avaliar, por exemplo, que é mais econômico, do ponto de vista energético, que o empresário abra o seu negócio durante oito horas em dias alternados em vez de quatro horas todos os dias”.

O desperdício não deve ser evitado apenas durante o período de operação do estabelecimento.Nos horários de inatividade também é importante ficar atento a tudo que gera demanda desnecessária de energia. Entre as opções para garantir maior eficiência neste controle de consumo estão o sensores de presença e o timer que pode ser instalado nos disjuntores, permitindo que os equipamentos sejam desligados em horário pré-estabelecido.

“Apesar das distinções no tamanho, setor e até nos resultados de cada empresa no que se refere à eficiência energética, investir neste recurso, com ações simples ou mais elaboradas, pode ser um diferencial para quem está retomando as atividades e necessita de um fôlego no fluxo de caixa. Em muitos lugares ainda há restrições com relação ao horário de funcionamento e ao número de consumidores que podem circular nos ambientes, o que influencia diretamente na receita e desafia o empreendedor a buscar novas formas de economizar”, finaliza Frederico Araújo.

Como funciona na prática

Dados da AES Tietê que mostram que investir em Eficiência Energética é de dois a três vezes mais barato do que investir em qualquer outra forma de geração de energia. Na iluminação de ambientes internos, por exemplo, uma lâmpada tipo LED de 7W tem o mesmo nível de iluminação que uma lâmpada incandescente de 60 W., uma economia de 53 Watts por hora ou quase 90% de economia. Além disso, a vida útil do LED é 50 vezes maior e o calor que é transferido para o ambiente é menor.

No caso das indústrias, quando se trata de motores, um de alto rendimento economiza de 20 a 30% de energia em relação a um motor tradicional. Já para climatização, um retrofit (troca de um sistema antigo por um novo) de um sistema com 15 a 20 anos de operação trará ao cliente final uma economia de 30 a 50% no custo da energia elétrica.

Fonte: ABESCO e RS Press




Tesla passa a produzir inversor solar

Empresa norte-americana integra o novo produto aos seus sistemas de geração e armazenamento de energia.

Tesla passa a produzir inversor solar

Curso: Economia de Energia nos Aparelhos de Ar Condicionado

Você sabia que o consumo do ar condicionado pode atingir até 50% do consumo total de uma edificação?  Neste curso você vai aprender como reduzir estas despesas.

Curso: Economia de Energia nos Aparelhos de Ar Condicionado

BNDES aprova financiamento para geração de energia no Porto do Açu

Durante a construção, serão gerados cerca de 5.000 empregos, com a previsão de outros 500 postos de trabalho quando a usina entrar em operação.

BNDES aprova financiamento para geração de energia no Porto do Açu

Com ajuda do agro, geração solar cresce 70% em 2020

A economia é de até 95% da conta de luz proporcionada pelo sistema fotovoltaico.

Com ajuda do agro, geração solar cresce 70% em 2020

Projeto incentiva energia solar em escolas públicas

O objetivo é permitir que as próprias escolas gerem a energia consumida.

Projeto incentiva energia solar em escolas públicas

Eternit instala os primeiros projetos-pilotos com telhas fotovoltaicas de concreto

Duas residências do interior paulista receberam as telhas de concreto, que irão gerar em média 400 e 585 kWh/mês, respectivamente.

Eternit instala os primeiros projetos-pilotos com telhas fotovoltaicas de concreto

A nova era da automação inteligente nas concessionárias de energia

“A modernização da medição permite realocar pessoas para atividades mais inteligentes e produtivas”.

A nova era da automação inteligente nas concessionárias de energia

Consórcio inicia obra da usina solar Sol da Justiça

Projeto com mais de 8 mil módulos atenderá o Superior Tribunal de Justiça.

Consórcio inicia obra da usina solar Sol da Justiça

Amazon se torna a maior compradora corporativa de energia renovável do mundo

Os investimentos representam 6,5 GW de capacidade de produção – eletricidade suficiente para abastecer 1,7 milhão de residências nos Estados Unidos por um ano.

Amazon se torna a maior compradora corporativa de energia renovável do mundo

Energia Solar: SICES inaugura usina de geração em granja de Goiás

Sistema gera energia suficiente para abastecer mil residências e reduz o custo do produtor rural com energia tradicional em R$ 80 mil por mês.

Energia Solar: SICES inaugura usina de geração em granja de Goiás

Usina solar atinge 1,3 milhão de kWh e R$ 500 mil de economia

O Shopping Porto Belo Outlet Premium gera 100% da energia consumida pela área comum do estabelecimento, o que equivale ao consumo de 406 residências.

Usina solar atinge 1,3 milhão de kWh e R$ 500 mil de economia

Energia solar em Uberlândia é destaque no Brasil

Segundo mapeamento da ABSOLAR, município ocupa primeiro lugar no ranking de cidades brasileiras com maior potência fotovoltaica em telhados e pequenos terrenos.

Energia solar em Uberlândia é destaque no Brasil