Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Energia residencial fica mais cara em julho

Energia residencial fica mais cara em julho

02/07/2019 Da Redação

Bandeira tarifária amarela se deve por julho ser período típico da seca nas principais bacias hidrográficas do país

Energia residencial fica mais cara em julho

A conta de luz está mais cara a partir desta segunda-feira (01/07), por causa da bandeira tarifária utilizada como referência nas contas deste mês ser a amarela.

Com a medida, as cobranças terão um acréscimo de R$ 1,50 para cada 100 quilowatts-hora consumidos, segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em comunicado divulgado na última sexta-feira (28/06).

O adicional retorna às contas após a autoridade reguladora ter definido bandeira verde em junho, situação em que não é cobrado acréscimo nas contas. No comunicado, a Aneel justificou a bandeira amarela pelo fato de julho ser um mês “típico da seca nas principais bacias hidrográficas do país”.

“A previsão hidrológica para o mês sinaliza vazões abaixo da média histórica e tendência de redução dos níveis dos principais reservatórios. Esse cenário requer o aumento da geração termelétrica, o que influenciou o aumento do preço da energia (PLD) e dos custos relacionados ao risco hidrológico (GSF) em patamares condizentes com o da Bandeira Amarela”, justificou a agência.

Fonte: Agência Brasil



Pesquisa indica que 87% das pessoas acham conta de luz cara no país

Para 57% da população o custo da energia cairia caso houvesse abertura do mercado.

Pesquisa indica que 87% das pessoas acham conta de luz cara no país

Mercado Livre de Energia Elétrica completa 21 anos

O mercado livre de energia elétrica é uma realidade crescente no Brasil.


BRF reduz em 45% consumo de energia em computadores

Empresa implementou novo dispositivo em cerca de 12.000 máquinas e deixou de usar 1,6 milhão de kWh, o suficiente para abastecer 850 residências ao ano.

BRF reduz em 45% consumo de energia em computadores

Não perca dinheiro com o ar condicionado

Você sabia que nos setores comercial e de serviços o consumo do ar condicionado pode atingir até 50% do consumo total de uma edificação?

Não perca dinheiro com o ar condicionado

Empresa de energia solar anuncia investimento de R$ 21 bi em Minas Gerais

Maior desenvolvedora de projetos solares da América Latina vai ampliar atuação no estado.

Empresa de energia solar anuncia investimento de R$ 21 bi em Minas Gerais

Cemig publica edital de R$ 50 milhões para captação de projetos de eficiência energética

Chamada Pública de 2019 é oportunidade para consumidor adequar consumo de energia.


Congresso discute fontes renováveis de energia em Belo Horizonte

Circuito Nacional do Setor Elétrico reunirá especialistas do setor para discutir futuro da geração, transmissão e distribuição no país.


Porcos geram energia para cidade paranaense

215 t de dejetos suínos são transformados em biogás para cidade de 4 mil habitantes.

Porcos geram energia para cidade paranaense

Os sistemas fotovoltaicos perdem efetividade no inverno?

Um dos mitos mais propagados é de que os sistemas fotovoltaicos perdem a eficiência durante os períodos mais frios do ano, ou seja, no outono e inverno.

Os sistemas fotovoltaicos perdem efetividade no inverno?

Crescimento da energia solar fotovoltaica é suficiente para abastecer mais de 500 residências por dia no País

Segundo mapeamento da ABSOLAR, uso da tecnologia solar fotovoltaica em telhados e terrenos dobra no primeiro semestre e acrescenta mais de um megawatt a cada 24 horas.

Crescimento da energia solar fotovoltaica é suficiente para abastecer mais de 500 residências por dia no País

BH recebe o maior evento do setor elétrico brasileiro

Seminário promete estimular o debate sobre os novos desafios do setor elétrico.


Cresce uso de energia solar nas empresas

Pelo menos 1/3 dos painéis solares brasileiros estão instalados no meio corporativo.

Cresce uso de energia solar nas empresas